António Meireles e Bruno Alves na lista candidata à Federação dos Bombeiros do Distrito

António Meireles, presidente da direção dos Bombeiros Voluntários Famalicenses, é candidato a presidente da Assembleia Geral da Federação dos Bombeiros do Distrito de Braga. As eleições realizam-se esta quinta-feira, dia 10, correspondente ao triénio 2021/2023.

A um lugar de vice-presidente da direção está o comandante da corporação dos Bombeiros Famalicenses, Bruno Alves.

Estes são os únicos famalicenses na lista única candidata aos órgãos sociais da Federação dos Bombeiros do Distrito de Braga.

O candidato à Assembleia Geral, António Meireles, assume que o grande objetivo da candidatura «é dignificação do órgão, considerando a sua natureza deliberativa, fiscalizadora e representativa de todas as confederadas».

À direção da Federação dos Bombeiros do Distrito de Braga está Jorge Agostinho Machado, presidente da direção dos Bombeiros de Cabeceiras de Basto; no conselho fiscal é candidato a presidente Eduardo Jorge Ribeiro Reis, presidente da direção da Associação dos Bombeiros de Barcelos; ao conselho consultivo candidata-se Fernando Freitas, presidente da direção dos Bombeiros de Celorico de Basto.

Esta lista propõe uma série de compromissos em defesa dos bombeiros, das corporações que representam e, por conseguinte, das populações da região. Defendem a publicação do Anuário dos Bombeiros do Distrito de Braga; a elaboração de uma campanha de sensibilização para a adesão ao voluntariado nos Bombeiros; continuar a sensibilizar as câmaras Municipais para a aprovação de regulamentos municipais de apoio e regalias ao voluntariado nos Bombeiros; incentivar a formação conjunta de ingresso na carreira de bombeiro; sensibilizar a ANEPC/CDOS para a necessidade da realização de reuniões periódicas de ordem administrativa e operacional, para abordagem de temas de interesse coletivo das associações/corpos de bombeiros; sensibilizar o INEM para a necessidade de aprofundamento de uma cultura de parceria, de relacionamento estreito e de permanente cooperação com os Bombeiros.

Esta lista propõe uma nova lei de financiamento para as associações, a concretização de um Acordo Coletivo de Trabalho para os bombeiros assalariados, a necessidade de revisão e ampliação do protocolo das EIP`s e a revisão dos protocolos PEM – Posto de Emergência Médica e PR – Posto de reserva com o INEM.

Pretende efetuar contatos/encontros/diligências juntos dos diferentes agentes da Proteção Civil do distrito para definir formas concretas de colaboração entre todos, no sentido de melhorar o apoio ao voluntariado nos Bombeiros e a proteção e socorro do distrito de Braga.

FC Famalicão regressa às vitórias

A equipa feminina do Famalicão regressou, este sábado, às vitórias. Depois de dois desaires consecutivos após um ciclo de onze jogos sem perder, a equipa treinada por Marcos Ramos venceu o Marítimo, por 1-0.

No jogo da jornada 13 da Liga BPI, disputado na Academia, valeu o golo de Maria Miller, aos 21 minutos da primeira parte.

O Famalicão soma 27 pontos e está na quinta posição. O principal campeonato nacional feminino sofre, agora, uma paragem de um mês.

Mas a competição não para. Na quarta-feira, o Famalicão recebe o Braga para o segundo jogo das meias finais da Taça da Liga. As famalicenses vão procurar eliminar a vantagem bracarense de 3-0.

Famalicão: Carro despista-se contra sinal da Av. Marechal Humberto Delgado

A tarde deste sábado fica marcada por um despiste na Avenida Marechal Humberto Delgado, no centro de Famalicão.

O sinistro aconteceu cerca das 15h30, nas proximidades da Residencial Francesa.

Para o local foram acionados o B.V.Famalicão que socorreram um ferido ligeiro.

A PSP tomou conta da ocorrência.

Famalicão: Sinalização reforçada na Av. Marechal Humberto Delgado

Nos últimos dias houve um reforço de sinalização na Avenida Marechal Humberto, no centro de Vila Nova de Famalicão.

Na aproximação ao túnel, no sentido sul – norte, surgiram duas placas que indicam o limite de velocidade de 40 km’s / hora.

No sentido inverso, entre a Praça / Mercado Municipal e a rotunda Rotary Club, foi também colocada uma nova placa de sinalização, a informar os condutores do mesmo limite de velocidade (40 km’s / hora).

 

Guerra: Portugal vai enviar tanques para a Ucrânia

O primeiro-ministro assegurou hoje que Portugal vai ceder às Forças Armadas ucranianas tanques Leopard 2 e adiantou que está neste momento em curso uma operação logística com a Alemanha para recuperação de alguns carros de combate.

Esta decisão do Governo português foi transmitida por António Costa à agência Lusa no final de uma visita que efetuou à missão militar portuguesa na República Centro Africana, em que também procurou salientar que o envio de tanques para a Ucrânia não colocará em causa a capacidade militar nacional em termos de equipamento.

“Estamos neste momento a trabalhar para podermos ter condições de dispensar alguns dos nossos tanques. Sei quantos tanques serão [enviados para a Ucrânia], mas isso será anunciado no momento próprio”, afirmou o líder do executivo.

De acordo com o primeiro-ministro, neste momento, Portugal está a trabalhar com a Alemanha para “permitir uma operação logística de fornecimento de peças, tendo em vista concluir a recuperação de alguns dos carros [de combate] que não estavam operacionais”.

“Uma operação que se destina a ceder à Ucrânia alguns tanques, sem que, naturalmente, Portugal deixe de ter a sua capacidade militar intacta. Obviamente, Portugal tem também obrigações no quadro da NATO, que não podemos deixar de cumprir em termos de disponibilidade de equipamento para intervenções em caso de necessidade”, advertiu.

Interrogado sobre a altura mais provável em que se poderá concretizar o envio desses tanques Leopard 2 para território ucraniano, António Costa observou que “o movimento que está em curso na Europa é no sentido de poder ter o conjunto desses meios disponibilizados até ao final de março”.

Já sobre a controvérsia relacionada com o facto de vários destes tanques Leopard 2, adquiridos pelas Forças Armadas nacionais em 2007, estarem sem manutenção há muitos anos, o primeiro-ministro contrapôs que a expressão “muitos anos é um exagero”.

“Alguns não estão operacionais e, por isso mesmo, temos de trabalhar simultaneamente com quem produz para assegurar a cadeia de abastecimento necessária, tendo em vista recuperar tanques que temos neste momento inoperacionais e podermos dispensar tanques operacionais, ficando nós com a nossa própria capacidade devidamente salvaguardada. É essa operação logística que está em curso”, justificou.

Ainda sobre a questão da inoperacionalidade de alguns dos tanques Leopard 2, António Costa fez a seguinte observação: “Não é só nas peças de automóveis que há falta de componentes”.

“Também para o equipamento militar tem havido falta de componentes. Essa operação logística está em curso e temos trabalhado de forma muito próxima com a Alemanha. Atempadamente, vamos conseguir dar a nossa contribuição para esse esforço coletivo de dotar a Ucrânia de melhores meios para a sua defesa”, acrescentou.

No que respeita à cooperação bilateral com a Ucrânia, o primeiro-ministro realçou o envio por Portugal de material de guerra, mas também o envio de material humanitário e a ajuda humanitária, designadamente ao nível do acolhimento de refugiados.

“Temos também dado um apoio de emergência ao Orçamento da Ucrânia e estão em curso com o Governo ucraniano programas para a reconstrução de escolas numa província. Temos, igualmente, o esforço que resultou do reposicionamento das forças militares no quadro da NATO e que teve como consequência o reforço do flanco oriental onde Portugal está presente agora reforçadamente na Roménia”, assinalou.

António Costa adiantou, ainda, que nos próximos meses irá uma missão de Polícia Aérea para a Lituânia.

“Esta situação está a permitir um maior envolvimento. Por exemplo, a Roménia vai enviar forças para participar na operação da Minusca na República Centro-Africana. Não é propriamente uma contrapartida, mas é também no quadro da cooperação que temos desenvolvido com a Roménia”, completou.

Famalicão: Bombeiros acionados para fuga de gás no centro da cidade

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses foram, na manhã deste sábado, acionados para uma fuga de gás, no centro da cidade de Vila Nova de Famalicão.

O alerta para a ocorrência foi dado cerca das 10h40, para a Rua Artur Cupertino de Miranda, nas proximidades do hospital local.

As primeiras informações dão conta que a fuga se terá registado à porta de um edifício habitacional.

Americana reforça FC Famalicão

Madison Gear é o novo reforço do FC Famalicão para a segunda volta da Liga BPI. A média tem 22 anos e é natural do Texas, Estados Unidos da América.

Madison chega do programa de futebol da Universidade de Houston para cumprir o sonho de jogar na Europa, começando no FC Famalicão.

A equipa treinada por Marco Ramos joga este sábado, às 11 horas, na Academia. O Marítimo é o adversário e o jogo é o segundo da segunda volta do campeonato nacional de futebol feminino.