António Rios Amorim assume COTEC Portugal e Isabel Furtado continua na direção

O presidente da Corticeira Amorim é o novo líder da direção da associação empresarial para o triénio de 2022 a 2025, sucedendo à famalicense Isabel Furtado que continua na estrutura diretiva.

Na Assembleia Geral da COTEC Portugal, que se realizou na tarde desta quarta-feira, na Fundação Portuguesa das Comunicações, em Lisboa, foi reconduzido na presidência da Mesa da Assembleia Geral, Vasco de Mello, presidente do Conselho de Administração da Brisa Auto-Estradas de Portugal; António Portela, CEO da BIAL é o novo presidente do Conselho Geral e Paulo Pereira da Silva, CEO da Renova, o presidente do Conselho Consultivo. O Conselho Fiscal será presidido por Pedro Caeiro, director comercial do Millennium BCP.

Cessou funções Isabel Furtado, CEO da TMG Automotive, que continua na direção da associação, assim como Manuela Tavares de Sousa, presidente da Imperial, a quem se juntaram os gestores José Rui Marcelino, CEO da Almadesign e António Redondo, CEO da Navigator.

A COTEC Portugal – Associação Empresarial para a Inovação conta com 331 Associados e tem como missão promover o aumento da competitividade das empresas localizadas em Portugal, através do desenvolvimento e difusão de uma cultura e de uma prática de inovação, bem como do conhecimento residente no país.

Zé Amaro e Augusto Canário são cabeças de cartaz na Expotrofa

Augusto Canários & Amigos, Zé Amaro e a Banda Myllenium são os artistas que vão animar a edição deste ano da EXPOTROFA, que decorre entre os dias 6 e 10 de julho, na Alameda da Estação, bem no centro da cidade. Dois anos depois da última edição, o certame regressa com muitas atividades, bem como as habituais tasquinhas.

Da programação, realce para Augusto Canário que animará a noite de 6 de julho, a partir das 21h30, e no dia seguinte, 7 de julho, o palco será para a Banda Myllenium. A 8 de julho, o palco está reservado para a Orquestra Urbana da Trofa com o Tributo a António Variações e a participação especial de Paulo Praça. Dois dias depois, a 9 de julho, Zé Amaro sobe ao palco.

A edição deste ano encerra no dia 10 de julho, com um desfile de moda, com a participação do comércio local na área do vestuário e acessórios. As dificuldades provocadas pela pandemia levou a Câmara Municipal da Trofa a abrir, pela primeira vez, a iniciativa a todos os estabelecimentos comerciais do concelho.

Com entrada gratuita, a EXPOTROFA assume-se como um dos maiores certames do género da região Norte. O evento dá a conhecer as empresas da região, os artesãos locais e as associações do concelho. Tal como em edições anteriores, a oferta gastronómica está assegurada com as tasquinhas que mobilizam muitos trofenses e visitantes.

«É um regresso aguardado por todos nós. A EXPOTROFA tem a capacidade de mobilizar os trofenses e todos aqueles que se deslocam à Trofa para participar nesta mostra», salienta Sérgio Humberto, presidente da Câmara Municipal.

Nova greve na CP com impacto esta segunda-feira

A CP – Comboios de Portugal comunicou, esta sexta-feira, que a greve parcial convocada para esta segunda-feira, pode provocar perturbações «significativas» na circulação dos urbanos do Porto, com impacto previsto entre as 00h00 e as 12h00, do mesmo dia.

Em nota enviada às redações, a CP informa que o Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social não decretou serviços mínimos. No entanto, promete desenvolver todos os esforços «para prestar o melhor serviço possível aos clientes, apesar dos constrangimentos decorrentes desta situação».

O Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante (SFRCI) anunciou, esta quinta-feira, duas novas greves parciais nas zonas urbanas de Porto e Lisboa, reivindicando melhorias salariais.

A greve parcial na zona urbana do Porto vai decorrer entre as 5h00 e as 8h30 desta segunda-feira.

O sindicato, que representa a maioria dos trabalhadores do serviço comercial e transporte (revisores, trabalhadores das bilheteiras e as suas chefias diretas), considera que o aumento de 0,9% da tabela salarial não é «um valor aceitável».

Famalicão: A Casa ao Lado chega a Paris com intervenção artística sobre Fernão de Magalhães

A Casa ao Lado – Associação Cultural e Artística desenvolveu uma intervenção artística que foi instalada na Cité Internationale Universitaire de Paris, nos dias 13, 14 e 15 de maio. A intervenção artística resultou de uma parceria entre a instituição famalicense e a Associação Luso Francesa CAP Magellan, numa iniciativa que celebra o quinto cenário da primeira Circum-Navegação comandada pelo navegador Fernão de Magalhães, no programa da Temporada Cruzada Portugal – França. A instalação da intervenção contou com o apoio da Maison du Portugal – André de Gouveia.

O projeto foi ainda apoiado pela Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Circum-navegação comandada pelo navegador português Fernão de Magalhães 2019|2022 (EMCFM). A iniciativa visa reforçar a proximidade entre Portugal e França.

De acordo com nota de imprensa d´A Casa ao Lado, a intervenção artística pretendeu «proporcionar ao 30 jovens portugueses e lusodescendentes residentes em Paris, com idades compreendidas entre os 12 e os 35 anos, competências e saberes através de práticas artísticas». Os jovens tiveram por base as línguas dos dois países, o tema do Oceano e a história da Rota de Fernão de Magalhães para desenvolverem o projeto.

O projeto visava divulgar a expedição desencadeada pelo navegador português e a importância que teve ao demonstrar que a terra não é plana e que os mares estão interligados. Segundo o comunicado, «a intervenção artística tem como base uma instalação tridimensional em forma de túnel onde dois pontos de vista interagem com o público: um interior, quando o visitante percorre uma simulação do fundo do Oceano, tendo contacto com diferentes animais que o habitam; e um ponto de vista exterior, onde união, força, perseverança e esperança são retratadas através de mãos que se seguram, puxam, apertam e se entreajudam, invocando a coragem e resiliência dos marinheiros que integraram a expedição planeada e liderada por Fernão de Magalhães».

Mercadona doa 1,5 milhões de euros para ajudar os refugiados da guerra na Ucrânia

A Mercadona, como demonstração de apoio e solidariedade com o povo ucraniano, doa 1,5 milhões de euros para ajudar os refugiados da guerra da Ucrânia. Esta ajuda materializa-se a partir de junho com a entrega de Cartões Sociedade de 50€ cada um, com o objetivo de ajudar a cobrir as necessidades básicas dos refugiados que chegam a Portugal e Espanha, podendo ser utilizados em qualquer um dos seus supermercados.

Através desta colaboração, a Mercadona prevê ajudar cerca de 5.000 pessoas refugiadas.

A empresa realizará a entrega destes cartões através das entidades autorizadas dentro dos programas oficiais de acolhimento de ucranianos em Portugal e Espanha.

Artista famalicense leva a “Universidade de Bolso” a Guimarães

A presente edição da “Universidade de Bolso”, conferência criada pelo famalicense João Sousa Cardoso, está marcada para os dias 27, 28 e 29 de maio, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães.

Desta vez o tema é a “Coabitação e as novas temporalidades”, concentrado na atualidade dos direitos das minorias étnicas e na elaboração social, ética e estética de uma cultura cosmopolita e transtemporal.

Para quem não conhece, a “Universidade de Bolso” é um programa de construção de conhecimento em regime intensivo que promove o encontro de ideias e experiências sobre um tema proposto.

Esta edição tem convidados de reconhecidos méritos, mas também é aberta à participação da comunidade. Os artistas/pensadores convidados para esta aula pública são: Françoise Vergès, intelectual, escritora e militante francesa que tem desenvolvido um pensamento crítico sobre as relações entre anticapitalismo, ativismo feminista e decolonização; Vladimir Safatle, filósofo brasileiro, docente na Universidade de São Paulo e músico, que tem produzido reflexão sobre a construção política das subjetividades entre a filosofia, a crítica da cultura e a teoria psicanalítica; Mary Enoch Elizabeth Baxter, que também assina com o nome hip‐hop Isis Tha Saviour, artivista norte‐americana que trabalha a relação entre o sistema institucional da justiça (incluindo a justiça reprodutiva), a violência de estado e a comunidade afrodescendente nos Estados Unidos da América.

Svitlana Baptista e Niranjan Sapkota são duas cidadãs radicadas em Guimarães que vão partilhar a experiência de imigração da Ucrânia e do Nepal, respetivamente, para Portugal.

Além dos oradores e dos habitantes locais convidados, esta “Universidade de Bolso” tem ainda os “observadores” que fazem a análise dos três dias de conferência. Este ano, a tarefa está entregue à historiadora francesa Yvane Chapuis – responsável pelo Departamento de Pesquisa na escola de artes La Manufacture, em Lausanne (Suíça) – e a António Guerreiro, crítico cultural e professor na Faculdade de Belas‐Artes da Universidade de Lisboa.
Para participar nesta conferência é necessário inscrever-se, que pode ser no Centro Cultural Vila Flor, Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Casa da Memória ou na Loja Oficina.

Esta conferência internacional é criada pelo artista e docente famalicense João Sousa Cardoso, licenciado em Artes Plásticas e doutorado em Ciências Sociais.

Quarta edição do iTechStyle Summit de 25 a 27 de maio

O CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias do Têxtil e Vestuário, com o apoio do Município de Famalicão – Cidade Têxtil, realiza nos dias 25, 26 e 27 deste mês, no Terminal do Porto de Leixões, a quarta edição do iTechStyle Summit – Conferência Internacional do Têxtil e Vestuário.

Esta é uma das mais importantes reuniões globais do mundo têxtil, tanto em termos de lançamento dos novos desafios do futuro como de enquadramento do setor com a envolvente económica.

O foco desta edição está orientado para as áreas Decarbonização; Novos modelos de negócio; Dupla transição: verde e digital; Revolução nos materiais; e Skills para a indústria.

Para esta edição estão já confirmados diversos oradores de renome. António Cunha (CCDR-n), Lisa-Lang (Climate-KIC), Thomas Gries (RWTH Universidade de Aachen), Giusy Bettoni (C.L.A.S.S.), Elvira Fortunato (Universidade NOVA/CENIMAT/i3N) Antonio-Murta (Pathena), Isabel Furtado (TMG Automotive/COTEC Portugal) e Adriana Dominguez (Adolfo Dominguez) são alguns dos nomes que vão partilhar os seus contributos sobre as tendências atuais, estratégias, oportunidades e desafios.