Autoridades desmantelam serviço de televisão pirata a nível mundial

Uma das maiores plataformas online que garantia a distribuição de tv pirata para grande parte da europa foi desmantelada nas últimas horas em Itália. Esta medida faz parte da Operação Maxi, que vai prosseguir em todo o território europeu nos próximos dias, junto de outras organizações que se dediquem a esta atividade ilegal.

Somente na Itália cerca de 5 milhões de utilizadores estão envolvidos nesse negocio, com um volume de negócios estimado em mais de 2 milhões de euros por mês.

Portal Notícias e Tecnologia

Uma parte do material apreendido pelas autoridades italianas está disponível no próximo vídeo.

 

Guterres avisa: “Humanidade está a brincar com uma arma carregada”

O secretário-geral da ONU disse hoje em Hiroshima que a humanidade está “a brincar com uma arma carregada” nas atuais crises nucleares, num discurso no 77.º aniversário do bombardeamento atómico dos EUA no Japão.

Numa cerimónia anual na cidade japonesa para assinalar as vítimas do atentado de 1945, António Guterres fez um forte apelo aos líderes mundiais para removerem as armas nucleares dos seus arsenais.

Há setenta e sete anos, “dezenas de milhares de pessoas foram mortas de uma só vez nesta cidade. Mulheres, crianças e homens foram incinerados num incêndio infernal”, lembrou.

“Os edifícios transformaram-se em pó. Os sobreviventes foram amaldiçoados com um legado radioativo” de cancro e outras doenças, acrescentou.

Hoje, “as crises com tons nucleares estão a alastrar rapidamente, desde o Médio Oriente à península coreana, passando pela invasão russa da Ucrânia. A humanidade está a brincar com uma arma carregada”, disse Guterres, repetindo avisos feitos esta semana numa conferência de signatários do Tratado de Não-Proliferação Nuclear em Nova Iorque.

Durante os últimos dois anos, as comemorações do atentado de Hiroshima – com a presença de sobreviventes, familiares, funcionários japoneses e alguns dignitários estrangeiros – têm sido realizadas de forma limitada por causa da covid-19.

A cerimónia de sábado foi mais significativa.

A ameaça nuclear tem assombrado as pessoas desde que a Rússia invadiu a vizinha Ucrânia em fevereiro. O embaixador da Rússia no Japão não foi convidado para a cerimónia, mas visitou Hiroshima na quinta-feira para depositar uma coroa de flores em honra das vítimas.

Cerca de 140.000 pessoas morreram em resultado do atentado de 06 de agosto de 1945, o bombardeamento de Hiroshima, uma contagem que inclui aqueles que sobreviveram à explosão, mas que mais tarde morreram devido à radiação.

Três dias mais tarde, os Estados Unidos lançaram outra bomba nuclear sobre a cidade portuária japonesa de Nagasaki, matando cerca de 74.000 pessoas e pondo fim à Segunda Guerra Mundial.

Brasil de luto: Morreu Jô Soares

Morreu o escritor e humorista Jô Soares aos 84 anos.

Segundo a assessoria do escritor, Jô Soares estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Desconhece-se a causa da morte.

Famalicão: Festival Internacional de Folclore com meio milhar de participantes

De 5 a 7 de agosto, Famalicão mostra ao mundo o melhor do folclore internacional. Da Colômbia chega a Compañía de Danzas de Funga; do México, a Compañía Mexicana de Danza Folklorica; da Polónia, a Folklore Ensemble Bystry; de Espanha, a Escola de Ball de Bot DIT I FET; o anfitrião e organizador é o Grupo Etnográfico Rusga de Joane, mas participam também o Grupo Etnográfico de São Tiago da Cruz (dia 5), o Grupo Etnográfico Rusga de Joane (dias 5, 6 e 7), o Rancho Folclórico São Martinho de Brufe (dia 6) e o Grupo Folclórico da Casa do Povo de Santa Cruz do Bispo, de Matosinhos (dia 7).

Assim, a segunda edição do Festival Internacional de Folclore de Famalicão, o FAMAFOLK reúne em palco perto de meio milhar de folcloristas.

Para o grupo da Colômbia, os ensaios já decorrem há quatro meses. «Esperamos que o público aprecie o folclore da nossa região e do nosso país. Estamos muito felizes por participar neste grande festival e por nos juntarmos a grupos tão reconhecidos», refere a responsável Angélica María Souza.

Sobre a participação no FAMAFOLK, a diretora da Escola de ball de bot DIT I FET, Laura Cardell, fala «numa experiência fantástica». A responsável do grupo de Palma de Maiorca espera «conhecer outras tendências musicais e partilhar com todos os famalicenses a cultura da ilha espanhola».

O maestro da Compañía Mexicana de Danza Folklorica, Roberto Rodríguez, promete levar os famalicenses «numa viagem pela cor e alegria da cultura mexicana». Já os polacos da Folklore Ensemble Bystry esperam que o seu folclore desperte o interesse do público português.

Dos vários momentos previstos no programa do FAMAFOLK, destaque para as três principais atuações: sexta-feira, 5 de agosto, às 21h30, há gala de abertura nos jardins dos Paços do Concelho de Famalicão; no dia 6 de agosto, às 21h30, o Largo da Igreja da vila de Riba de Ave recebe a segunda gala do FAMAFOLK, e, por último, no domingo, dia 7, às 15h30, terá lugar no Parque da Ribeira, em Joane, a gala de encerramento do evento.

O programa do FAMAFOLK prevê ainda a realização de uma oficina. O renovado Mercado de Famalicão recebe no primeiro dia o festival, 5 de agosto, o workshop “Danças no Mundo”, com os grupos internacionais a convidarem os famalicenses para conhecerem as danças típicas de cada país. O momento está agendado para as 15h30 e é aberto ao público.

Refira-se que a organização conta com o apoio do Município de Famalicão, das Juntas de Freguesia de Joane e Riba de Ave, da Federação do Folclore Português, da Fundação INATEL e da Associação CIOFF Portugal.

 

Greve dos trabalhadores da IP vai afetar circulação de comboios nos dias 1, 3 e 5 de agosto

A organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal (gestor da infraestrutura ferroviária) convocou uma greve para os dias 1, 3 e 5 de agosto e a Comboios de Portugal (CP) prevê «fortes perturbações» na circulação.

Em comunicado, a CP reporta que, «por motivo de greve convocada por organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal preveem-se fortes perturbações na circulação de comboios, a nível nacional, em todos os serviços, nos dias 1, 3 e 5 de agosto de 2022».

Está prevista a realização de serviços mínimos nos dias da greve, sem prejuízo de poderem ser realizados comboios adicionais, cuja lista pode ser consultada em www.cp.pt

Famalicão é a capital do xadrez nacional até sábado

Até sábado, Vila Nova de Famalicão é a capital do xadrez, com a realização do IX Torneio Internacional Cidade de Famalicão. A competição, que reúne 116 atletas de 14 países, começou esta segunda-feira e decorre no Pavilhão Municipal das Lameiras Municipal.

A sessão de abertura teve a presença do vereador do Desporto, Cultura e Associativismo, Pedro Oliveira, e do presidente da A2D, Assis Pinheiro, que efetuaram o primeiro lance deste evento, cuja direção está a cargo do coordenador do Clube de Xadrez A2D, Mário Oliveira, e a arbitragem é chefiada pelo árbitro FIDE Bruno Lopes.

O cabeça de série número 1 é o Grande Mestre cubano Lelys Martinez que agradeceu o convite da organização e manifestou a sua satisfação por participar neste torneio pela quinta vez, e que venceu em quatro edições (2013, 2015, 2016 e 2018).

Esta prova é uma das mais representativas do Portugal Chess Tour 2022, com prize-money de 4000 euros, ascendendo deste modo à categoria B.

As principais partidas de cada ronda estão a ser transmitidas em direto no site da FPX e, também, podem ser acompanhadas nas plataformas Chess24, Lichess e Follow Chess.

Associação Têxtil e Vestuário crítica falta de apoios à internacionalização

A direção da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal está preocupada com o que diz serem atrasos e incertezas no apoio à internacionalização para este setor do têxtil e vestuário.

Mário Jorge Machado, presidente da ATP, garante que a Associação tem procurado informações junto das entidades competentes e que não tem obtido as respostas que precisa.

«As manifestações de preocupação foram dirigidas ao mais alto nível, a diversas entidades e responsáveis políticos, desde a membros do Governo, ao COMPETE, à AICEP Portugal Global, à própria CIP, e, nalguns casos, manifestações reiteradas», acusa.

Mário Jorge Machado recorda que as «últimas calls do Portugal 2020 para a internacionalização das empresas ficaram muito aquém das necessidades, com cortes orçamentais que não eram de todo esperados. Sobretudo numa altura essencial em que deveríamos estar a ajudar as empresas a reverter os efeitos provocados, primeiro, por uma pandemia, a que somaram, recentemente, outros provenientes da guerra, com crise de preços na energia e matérias-primas, subida da inflação e recuo da procura», frisa.

Ainda que reconheça que as verbas do Portugal 2020 possam estar esgotadas, Mário Jorge Machado lembra que há um «Programa como o Portugal 2030 que devia estar ao serviço da economia desde 2021, e estamos no 3.º trimestre de 2022 e ainda ninguém consegue antecipar quando poderá estar operacional, com abertura de calls nestas e noutras áreas».