Câmara lança concurso para melhorar Praça D. Maria II

Câmara vai investir 7 milhões e seiscentos mil euros (concretamente 7.676.782 euros) na requalificação da zona central da cidade, mais concretamente nas ruas envolventes à Praça D. Maria II e ao novo mercado municipal, que também está a sofrer obras de requalificação.

Há dois objetivos subjacentes a estas obras: atratividade comercial desta zona central da cidade e fomento da mobilidade. «É a revitalização de uma área vital para Famalicão. Penso que apresentamos um projeto arrojado mas que vai ao encontro da vontade genuína dos famalicenses», afirmou o presidente da Câmara.

Paulo Cunha recordou que o projeto final inclui algumas das propostas que foram apresentadas pelos cidadãos aquando da sessão de discussão pública.

O concurso desta obra foi lançado. O prazo de execução é de um ano, segundo o caderno de encargos.

Famalicão: Fanfarras já foram recebidas no quartel dos Famalicenses

Decorreu, durante esta tarde, a receção às dez fanfarras que na noite deste sábado vão exibir-se nas ruas de Vila Nova de Famalicão, a partir das 20 horas.

A todas as fanfarras foi entregue uma lembrança, um galhardete da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Famalicenses e o albúm da fanfarra.

Após a receção no quartel, decorre um convívio que antecederá o perfilar das fanfarras junto ao Mercado Municipal de onde arranca o desfile que segue pela Praça D. Maria II, Praceta Cupertino de Miranda, onde está a tribuna, Rua de Santo António e termina na Praça 9 de Abril.

Este desfile faz parte do programa comemorativo dos 95 anos dos BV Famalicenses.

Fotos: BV Famalicenses

Mário Jorge Machado reeleito presidente da ATP

Mário Jorge Machado foi reeleito presidente da direção da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), mandato de 2022/2024. O administrador da Estamparia Adalberto liderava uma lista única, com António Falcão como presidente da Assembleia Geral, em representação da Têxtil António Falcão, e Ana Júlio Furtado, como presidente do Conselho Fiscal, em representação da A. Sampaio & Filhos.

O mote da candidatura era “Reinventar o setor, construir um futuro sustentável”. Em alguns pontos, Jorge Machado promete lutar em defesa dos interesses do setor e das suas empresas, particularmente na melhoria das suas condições de competitividade; quer prosseguir com o esforço de dar visibilidade à fileira têxtil e da moda portuguesa, no país e no exterior; pretende reforçar a proximidade da Associação aos associados; defende a contratação coletiva com o objetivo de assegurar a paz social e o desenvolvimento sustentado.

Mário Jorge Machado mostra-se, ainda, empenhado em «desenvolver os projetos que possibilitem a realização da missão e objetivos consignados à ATP, particularmente aqueles que terão de estar alinhados com a estratégia da União Europeia, em que prevalecerão as iniciativas destinadas à descarbonização e transição energética, à sustentabilidade e circularidade, à digitalização, à capacitação, à inovação produtiva e à internacionalização das atividades».

Mercadona participa na recolha de alimentos para o Banco Solidário Animal

Todas as lojas da Mercadona participam na recolha de alimentos para o Banco Solidário Animal, que se realiza de 1 a 9 de outubro.

A Mercadona participa, pela primeira vez, na campanha organizada pela Animalife que consiste na doação monetária, em múltiplos de 1€, e que pode ser efetuada nas caixas de pagamento no momento da compra. O valor doado será entregue na íntegra à Animalife, em forma de cartões, que posteriormente serão distribuídos por instituições locais de apoio animal que poderão utilizá-los para adquirir produtos de acordo com as suas necessidades, com o objetivo de contribuir para melhorar as condições de vida dos animais que se encontrem em risco.

Rodrigo Livreiro, presidente da direção da Animalife, associação de âmbito nacional, lembra que em média são abandonados 119 animais por dia. No ano de 2021, o número de cães e gatos abandonados chegou aos 43 mil, o que significou uma subida de 30%. «A evolução da situação económica faz antever um cenário ainda mais complicado para os próximos meses, pelo que a participação de todos nesta campanha será indispensável para assegurar o bem-estar de milhares de animais em risco», realça.

A doação de produtos faz parte da política da Mercadona, que doou 670 toneladas de produtos de primeira necessidade no primeiro semestre de 2022 em Portugal. Estas doações, que equivalem a mais de 11.000 carrinhos de compras, foram destinadas a mais de 30 cantinas sociais, 5 bancos alimentares e outras instituições sociais com as quais a empresa colabora, em Portugal.

Esponja mágica da Mercadona surpreende pela sua versatilidade

A Mercadona introduziu no seu sortido a Esponja Mágica da marca própria, Bosque Verde, que surpreendeu os seus clientes pela sua versatilidade de uso. Trata-se de um produto que está disponível nas mais de 1.600 lojas da Mercadona, em Espanha e Portugal, e que surpreende pela sua eficácia na eliminação de marcas e nódoas de sujidade em diversas superfícies, como portas, paredes, rodapés, chão, material desportivo, entre outros.

A esponja apresenta diversas soluções de limpeza e não danifica os tecidos nem as superfícies sendo, também, eficaz nas juntas dos azulejos, nas mochilas com marcas de lápis de carvão, canetas, ou lápis de cera, nas cadeiras com manchas difíceis e até nos sofás da sala com nódoas.

Trata-se de uma esponja com duas faces: uma branca, que serve para eliminar as manchas mais difíceis, e uma vermelha, que serve para absorver possíveis resíduos de sujidade. E é muito fácil de usar pois basta humedecer a parte branca com bastante água e depois escorrer para começar a limpar. Cada embalagem contém três esponjas que podem ser utilizadas até que se gaste completamente a parte branca.

pub

 

Famalicão: ACIF quer ouvir associados sobre as obras e lugares de estacionamento no centro urbano

A ACIF – Associação Comercial e Industrial de V. N. Famalicão realiza sexta-feira, 30 de setembro, às 21 horas, na Casa do Empresário e Formação, uma sessão de informação destinada a todos os seus associados.

A associação pretende auscultar a opinião dos seus associados sobre alguns assuntos da atualidade, concretamente a intervenção urbanística no centro da cidade, a concessão e lugares de estacionamento no centro urbano, a Campanha de Natal 2022 e, ainda, o tratamento de outros assuntos de interesse para os associados.

A presença em grande número, é essencial para que a ACIF «possa ter representatividade e defender da melhor forma os interesses dos seus associados». A associação, em nota enviada à redação, acredita «que com o contributo de todos é possível fazer a diferença e melhorar a dinâmica económica e social da cidade e do concelho».