Casos de Violência Doméstica: GNR retira armas e mais de 2 mil munições aos agressores

O Comando Territorial de Braga, através do Posto Territorial de Fafe, ontem, dia 15 de outubro, apreendeu cinco armas de fogo e mais de 2 mil munições, relacionadas com crimes de violência doméstica e de posse de arma proibida, no concelho de Fafe.

No âmbito da investigação por violência doméstica, os militares apuraram que um homem de 55 anos agredia, ameaçava e injuriava a sua esposa, de 59 anos. Foi realizada uma busca domiciliária que permitiu apreender uma caçadeira.

No seguimento de uma outra investigação, independente da anterior, que durava há um mês e meio, relacionada com a posse de arma ilegal, os militares apuraram que um homem, de 76 anos, teria armas e munições na sua posse, sem que estivesse habilitado para tal. Foi realizada uma busca domiciliária tendo sido apreendidas 2 157 munições de diversos calibres, três espingardas, uma espingarda de pressão de ar e uma pistola.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Fafe.

Famalicão: Dois homens detidos por furto de automóveis

Esta quarta-feira, a GNR deteve, no concelho de Famalicão, dois homens, de 28 e 31 anos, ambos com antecedentes criminais, por furto de veículos automóveis.

A detenção decorreu no âmbito de uma denúncia de furto de veículo que levou os militares a localizar e deter os suspeitos, que se encontravam na posse de um automóvel que tinha sido furtado em Vila do Conde. Realizadas as respetivas diligências, foi apurado que nesse mesmo dia os dois homens já tinham furtado outros dois veículos no distrito de Aveiro.

Os veículos foram devolvidos aos legítimos proprietários e os detidos, com antecedentes criminais por crimes da mesma natureza, foram constituídos arguidos. Os factos foram comunicados ao Tribunal de Famalicão.

Greve dos trabalhadores da IP vai afetar circulação de comboios nos dias 1, 3 e 5 de agosto

A organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal (gestor da infraestrutura ferroviária) convocou uma greve para os dias 1, 3 e 5 de agosto e a Comboios de Portugal (CP) prevê «fortes perturbações» na circulação.

Em comunicado, a CP reporta que, «por motivo de greve convocada por organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal preveem-se fortes perturbações na circulação de comboios, a nível nacional, em todos os serviços, nos dias 1, 3 e 5 de agosto de 2022».

Está prevista a realização de serviços mínimos nos dias da greve, sem prejuízo de poderem ser realizados comboios adicionais, cuja lista pode ser consultada em www.cp.pt

Detido homem suspeito de vários furtos em Famalicão

Numa investigação que decorria desde o verão de 2021, o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Barcelos deteve, na terça-feira, um homem de 50 anos suspeito de 35 furtos no distrito de Braga, a maioria em Famalicão.

Em comunicado, a GNR adianta que «os militares da Guarda apuraram que o suspeito era o autor de abastecimentos com fuga, furtos em viaturas, furtos em interior de residências e furtos em instituições. No âmbito das diligências de inquérito foi possível apurar-se que o suspeito esteve envolvido em, pelo menos, 35 furtos nos últimos meses, no distrito de Braga, com maior incidência no concelho de Vila Nova de Famalicão».

Segundo a GNR, foram apreendidos no veículo bidões para transporte de combustível, luvas e passa montanhas, diversos artigos de vestuário utilizado na prática dos furtos e ferramentas utilizadas para arrombamento de portas e janelas.

O detido, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, será presente, esta quinta-feira, ao Tribunal Judicial de Famalicão, para aplicação das medidas de coação

Associação Têxtil e Vestuário crítica falta de apoios à internacionalização

A direção da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal está preocupada com o que diz serem atrasos e incertezas no apoio à internacionalização para este setor do têxtil e vestuário.

Mário Jorge Machado, presidente da ATP, garante que a Associação tem procurado informações junto das entidades competentes e que não tem obtido as respostas que precisa.

«As manifestações de preocupação foram dirigidas ao mais alto nível, a diversas entidades e responsáveis políticos, desde a membros do Governo, ao COMPETE, à AICEP Portugal Global, à própria CIP, e, nalguns casos, manifestações reiteradas», acusa.

Mário Jorge Machado recorda que as «últimas calls do Portugal 2020 para a internacionalização das empresas ficaram muito aquém das necessidades, com cortes orçamentais que não eram de todo esperados. Sobretudo numa altura essencial em que deveríamos estar a ajudar as empresas a reverter os efeitos provocados, primeiro, por uma pandemia, a que somaram, recentemente, outros provenientes da guerra, com crise de preços na energia e matérias-primas, subida da inflação e recuo da procura», frisa.

Ainda que reconheça que as verbas do Portugal 2020 possam estar esgotadas, Mário Jorge Machado lembra que há um «Programa como o Portugal 2030 que devia estar ao serviço da economia desde 2021, e estamos no 3.º trimestre de 2022 e ainda ninguém consegue antecipar quando poderá estar operacional, com abertura de calls nestas e noutras áreas».

Homem detido na Trofa por incêndio florestal

A GNR da Trofa deteve, esta quinta-feira, em flagrante um homem de 50 anos por incêndio florestal, neste concelho.

Segundo comunicado do Comando Territorial do Porto, a detenção aconteceu no decurso de um alerta que dava conta que um homem foi detetado a atear um fogo para queimar cobre. Os militares da GNR deslocaram-se de imediato para o local, constatando que o suspeito já se encontrava em fuga, com um saco que continha pedaços de cobre ainda quentes.

No decorrer da ação, o suspeito foi intercetado, sendo confirmada a veracidade dos factos, pelo que foi detido e apreendido um isqueiro que tinha consigo.

Famalicão faz parte de rede que potencia a investigação e desenvolvimento

O Município, através do Famalicão Made In é, desde esta quinta-feira, após aprovação em reunião de Câmara, parceiro do “Knowledge Circle” dos institutos politécnicos de Leiria e do Cávado e do Ave, que visa potenciar a valorização económica dos resultados de I&D (Investigação e Desenvolvimento) e reforçar a transferência de conhecimento científico e tecnológico para o setor empresarial.

Fazem parte deste projeto mais de duas dezenas de entidades de apoio à inovação das regiões Norte e Centro, tais como a Associação Empresarial do Minho, o CITEVE, a InvestBraga, a Startup Leiria e a Associação Empresarial da Região Oeste.

Apoiar na avaliação do potencial técnico e de mercado de tecnologia e na obtenção de financiamento para novas fases de desenvolvimento; facilitar contactos bilaterais com empresas; apoiar atividades de difusão e transferência de conhecimento e tecnologia; apoiar a criação de novas empresas e empresas spin-off; e analisar linhas de trabalho conjuntas entre as regiões Norte e Centro para a valorização económica de resultados de I&D são os principais objetivos desta rede, cujos parceiros se comprometem a participar e a colaborar na dinamização das várias atividades previstas no projeto. Entre elas está a organização de um concurso para atribuir vouchers de serviços de validação pré-comercial ou desenvolvimento de protótipos para projetos de I&D; a realização de um Open Day Indústria, de ações de experimentação e projetos-piloto demonstradores em empresas, de tertúlias científicas de acesso livre e o licenciamento de tecnologia.