CDS-PP disponibiliza os seus outdoors para passar informação sobre covid -19

O CDS-PP disponibiliza, de forma gratuita, à Câmara Municipal de Famalicão e outros municípios, os seus outdoors para campanhas de informação às populações, designadamente sobre a prevenção da infeção pelo coronavírus. «Esta é uma luta de todos. E apenas com todos será possível vencê-la», alerta o CDS-PP.

Esta disponibilidade do partido é de âmbito nacional, por indicação também do presidente nacional, Francisco Rodrigues dos Santos.

Os outdoors são normalmente utilizados para fazer passar a mensagem política, mas neste caso de emergência nacional, o CDS-PP entende «que essa rede será mais útil se utilizada ao serviço das populações pelas autarquias locais».

Famalicão: Hélder Pereira anuncia candidatura a novo mandato à frente do CDS

O presidente da Concelhia do CDS-PP, Hélder Pereira, vai recandidatar-se a novo mandato, cujas eleições terão lugar em junho. O anúncio foi feito esta quinta-feira, no auditório da Biblioteca Municipal, no decurso do Plenário Concelhio de militantes.

Hélder Pereira expressou a sua disponibilidade, depois de fazer o balanço dos últimos dois anos de trabalho. «Assumimos o compromisso de nos aproximar dos militantes e ter um papel ativo na vida política local e nacional. Fizemos esse trabalho, com o importante contributo de todos», dando como exemplos, as eleições intercalares na vila de Ribeirão ou as diferentes campanhas nacionais em que o partido esteve envolvido.

É para dar sequência a este trabalho que anunciou que vaia avançar para um novo mandato. «É preciso ir ao encontro dos anseios da nossa geração mais jovem com políticas e propostas nas áreas do ambiente, da digitalização e da educação». É esse caminho «que queremos fazer também em Famalicão. É neste quadro que pretendemos continuar a defender os valores de sempre do CDS, estando ao lado das pessoas, ajudando-as e com o compromisso de realizar debates sobre temas setoriais que respondam aos seus anseios».

De volta ao «trabalho feito», o também vereador municipal, falou do permanente «contato com os militantes pelas freguesias, da promoção de debates como aquele que fizemos sobre os Cuidadores Informais, um tema muito caro à matriz democrata cristã do partido, da atenção às questões da sustentabilidade ou nas intervenções que fazemos na Câmara Municipal ou na Assembleia Municipal, em permanente defesa dos interesses dos famalicenses».

Na reunião plenária o dirigente falou, também, da «importante vitória da Aliança Democrática nas últimas legislativas», acompanhada «de uma forte votação em Famalicão», culminando com o regresso do CDS-PP à Assembleia da República, «um objetivo pelo qual lutamos desde que fomos eleitos, tendo a Concelhia estado ao lado de Nuno Melo neste importante momento da história do CDS».

O plenário, que registou diversas intervenções, foi, segundo o partido, muito participado.

Famalicão: Primeira ação de Paulo Cunha rumo ao Parlamento Europeu

Paulo Cunha, segundo da lista da Aliança Democrática, nas eleições para o Parlamento Europeu, iniciou, esta quarta-feira, as ações no distrito de Braga.

O famalicense esteve reunido com autarcas do concelho de Famalicão e com dirigentes do PSD e do CDS.

No encontro, que decorreu na sede do PSD, foram partilhadas as preocupações, as perspetivas e os objetivos «na definição de políticas europeias que contribuam para melhorar as condições de vida das pessoas». O candidato, agradado «com o apoio, com as opiniões e preocupações manifestadas» pelos presentes, considerou que «a União Europeia é uma construção diária e permanente, cada vez mais decisiva na vida de cada um de nós e das nossas terras». Neste sentido, assumiu, «os nossos autarcas são interlocutores privilegiados nesta caminhada que queremos fazer juntos».

Recorde-se que as eleições para o Parlamento Europeu decorrem a 9 de junho deste ano.

Famalicão: Paulo Cunha é o número dois da Aliança Democrática às eleições europeias

O Conselho Nacional do PSD aprovou, na noite desta segunda-feira, a lista de candidatos ao Parlamento Europeu. O famalicense Paulo Cunha será o número dois, atrás do cabeça de lista Sebastião Bugalho.

PSD e CDS vão ao ato eleitoral coligados, enquanto Aliança Democrática.

Paulo Cunha assume a nomeação “com orgulho, entusiasmo e espírito de missão.
Quem me conhece sabe bem do meu compromisso com os valores da democracia, da justiça, da cidadania e da solidariedade. Sinto-me motivado, confiante e preparado para representar os interesses e as aspirações dos portugueses na União Europeia”, escreveu nas redes sociais.

Mário Passos, presidente da Câmara Municipal, também já reagiu, afirmando que “Portugal e Famalicão não poderiam ficar em melhores mãos na Europa”. Sobre Paulo Cunha diz que é “um político com rasgo e capacidade para dar o melhor por Portugal”.

Paulo Cunha, vice-presidente nacional do PSD, lidera a distrital e foi, durante dois mandatos, presidente da Câmara Municipal de Famalicão. Do seu percurso político também fez parte a presidência da Concelhia do PSD famalicense.

Famalicão: Nuno Melo, reeleito presidente do CDS, tem a companhia cinco famalicenses

Nuno Melo foi reeleito, este fim de semana, líder do CDS/PP, no congresso que decorreu em Viseu. Na reunião magna do partido, foram eleitos os demais órgãos, dos quais fazem parte vários militantes famalicenses.

Na Comissão Política Nacional, Durval Tiago Ferreira é um dos novos porta-vozes do partido, Hélder Pereira (presidente da Concelhia) e Isaque Pinto foram eleitos vogais.

O também famalicense Ricardo Mendes, presidente da Distrital de Braga, é o novo secretário da Mesa do Conselho Nacional, enquanto que Carolina Louro é vogal do Conselho de Jurisdição.

Nuno Melo foi reeleito, com a sua Comissão Política Nacional a obter 89,3% dos votos dos delegados ao 31.º congresso do partido que terminou este domingo.

Famalicão: João Nascimento será o sucessor de Nuno Melo na Assembleia Municipal

Na próxima Assembleia Municipal, que terá lugar na noite do dia 26 de abril, será eleita uma nova Mesa. A situação decorre da renúncia do mandato de Nuno Melo, com efeitos reportados à data da sua tomada de posse como Ministro da Defesa Nacional. Deste modo, é necessária uma nova eleição.

Neste sentido, o CDS/PP vai propor como candidato à presidência do órgão deliberativo João Nascimento, que é deputado na Assembleia. Ao PSD caberá a nomeação de dois secretários.

Luís Ângelo Oliveira, presidente em exercício, escreveu aos deputados e presidentes de Junta com assento neste órgão, para esclarecer a situação. Face à renúncia de Nuno Melo é obrigatória a eleição de uma nova Mesa, o que não aconteceria caso o anterior presidente tivesse solicitado a suspensão. Neste caso, Melo continuaria presidente, embora com mandato suspenso, e os atuais secretários ascenderiam, colocando Luís Ângelo a presidente em exercício.

Com a saída de Nuno Melo é necessária, assim, uma nova eleição. Luís Ângelo informa, ainda, que como assumiu funções com Nuno Melo, opta por não se recandidatar, passando para a bancada do PSD na Assembleia Municipal.

Ao longo de 11 anos, Luís Ângelo Oliveira representou, por inúmeras vezes, o órgão deliberativo, quer em reuniões, quer em atividades do Município. «Muitos foram os ensinamentos aos longos destes últimos onze anos, enquanto membro da mesa; sou e serei eternamente grato a cada um de vós e continuo totalmente ao dispor em tudo que possa ajudar», escreve o deputado do PSD.

 

Famalicão: Ministério da Defesa “fica em boas mãos”

A Concelhia do CDS/PP, liderada por Hélder Pereira, já reagiu à nomeação de Nuno Melo para ministro da Defesa.

O partido regista “com muita satisfação e particular orgulho” ao anúncio das escolhas para a composição do XXIV Governo Constitucional, “com a pasta do Ministério da Defesa entregue a Nuno Melo , o líder do CDS-PP, militante de base da concelhia de Vila Nova de Famalicão”, considerando que a Defesa nacional “fica em muito boas mãos”.

Nuno Melo, que toma posse, bem como os restantes ministros, na próxima terça-feira, já liderou a Concelhia de Famalicão e a Distrital. É, também, presidente da Assembleia Municipal