Contribuintes só têm mais uma semana para acumular crédito no IVAucher

Na próxima terça-feira, dia 31 de agosto, termina o período durante o qual os contribuintes podem acumular crédito no IVAucher. Assim, os portugueses apenas têm uma semana para realizarem comprar e “guardar” o valor do imposto pago nessa compra para “descontar” em aquisições futuras.

O IVAucher é um programa de incentivo ao consumo nos setores mais afetados pela pandemia. A iniciativa permite ao consumidor «acumular o valor correspondente à totalidade do IVA suportado» em consumos no alojamento, na cultura e na restauração e utilizar posteriormente esse montante em consumos nesses setores.

O programa arrancou a 1 de junho e termina a 31 de agosto. O valor acumulado neste período de tempo pode ser descontado entre 1 de outubro e 31 de dezembro.

Famalicão: Recutex ajuda a recuperar fardas do MacDonalds

A HR Group e a Recutex, empresa famalicense, deram uma nova vida às fardas antigas da McDonalds Portugal. Desta parceria resultam cinco mil sacos de pano que serão entregues à Fundação Infantil Ronald McDonald para kits de acolhimento de higiene e conforto.

Segundo avança do Jornal T, a transformação das fardas antigas, que inclui várias etapas, como a triagem manual de materiais e a fiação de um novo tecido sem qualquer tingimento, ficou a cargo da Recutex. A confeção dos sacos coube à HR Group, empresa que em julho passado, criou as novas fardas da cadeia norte-americana.

Citado pela mesma publicação, João Valério, administrador da empresa famalicense, olha para este projeto como «um caso de sucesso», considerando que «só com este esforço conjunto 100% português, obtemos a possibilidade de reduzir a pegada ecológica no mundo».

Inês Lima, diretora geral da McDonalds Portugal, dá conta do «orgulho» em avançar com este projeto «ao lado de empresas como a Recutex e HR Group que, tal como nós, acreditam na inovação como alavanca para a mudança responsável».

A HR Group aceitou o desafio «com entusiasmo e sentido de responsabilidade, tanto pelo cariz ambiental aqui refletido, como pela vertente social, de contribuição para a associação», assinala Fernando Mateus, diretor geral da HR Group.

De resto, esta parceria com a McDonalds «significa alavancar, a uma grande escala, as potencialidades da economia circular. A recuperação de tecidos é sem dúvida um passo fundamental para uma maior circularidade nos vários setores da economia», finaliza João Valério ao Jornal T.

Foto: Jornal T

Famalicão: Lago Discount vendido a empresa da região e fundo de investimento

O presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, anunciou, esta terça-feira, durante a visita à Pafil, no Louro, que o Lago Discount foi vendido.

Muito embora Mário Passos não tenha avançado com pormenores sobre esta venda, CIDADE HOJE sabe que a venda do Lago Discount, em Ribeirão, resulta de um processo que envolve uma empresa da região norte e um fundo de investimento.

A ideia é revitalizar aquele espaço comercial. Os novos promotores acreditam neste projeto e conceito comercial e tendem, no futuro, a desenhar novas ideias que permitam acrescentar mais-valias a este espaço comercial.

O Lago Discount é um espaço comercial único no país, quer pela sua dimensão, de 81 mil metros quadrados, quer pela diversidade da oferta, organizada por sectores de actividade desde a moda, ao mobiliário e decoração, hipermercado e restauração. O espaço integra, ainda, um parque temático de lazer e um Business Center, que oferece excelentes condições a todo o tipo de empresas, em 5 mil metros quadrados dedicados aos negócios.

Famalicão: Startup’s mostram projetos a empresários e investidores

No dia 29 de novembro, empreendedores e empresários reuniram-se para uma partilha de conhecimento e de ideias de negócio.

A iniciativa, promovida pelo Município de Vila Nova de Famalicão, através do Famalicão MadeIN, em parceria com a UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, aconteceu na sede da empresa PARTTEAM, na Lagoa.

Seis startup`s famalicenses deram a conhecer as suas ideias e modelos de negócio no âmbito do tema “Aceleração para a transição digital”. As ideias vão desde a recriação de pele de animais exóticos em laboratório, à visualização em imagem real de arquitetura 3D, entre outros.

«Somos um concelho com um grande dinamismo económico. É importante fomentar a ligação entre as empresas mais experientes no mercado com as que ainda estão a dar os primeiros passos», referiu Augusto Lima, vereador da Economia e Empreendedorismo da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. «Iniciativas como esta são uma mais-valia, pois daqui surgem parcerias de sucesso», acrescentou.

Famalicão: Riopele promove coleção nas feiras internacionais

Nos próximos dois meses, a Riopele vai passar por várias feiras, desde Paris, Milão, Munique, Nova Iorque e Tóquio, a promover as propostas para a Primavera-Verão de 2024. Recorde-se que a Riopele exporta mais de 95% da sua produção.

«A Riopele, que exporta atualmente mais de 95% da sua produção e tem mais de 750 clientes ativos em todo o mundo, está empenhada em consolidar a presença nos mercados mais importantes da Europa e aprofundar oportunidades noutros mercados de elevado potencial», desta a empresa de Pousada de Saramagos na sua newsletter.

A Riopele refere que «a ofensiva externa» inicia-se numa das mais relevantes capitais mundiais da moda: Paris. A Fashion Rendez-vous, que na edição de setembro passado contou com a presença de 122 expositores de 14 países e é apresentada, pela organização, como o “complemento perfeito da Première Vision”, está agendada para os dias 6 e 7 de dezembro».

Uma semana depois, a 14 e 15 de dezembro, na mesma cidade, vai estar na Blossom Première Vision, «um evento exclusivo dedicado ao lançamento inicial das coleções.

Já no início de 2023, a Riopele viaja até à Alemanha para a participação na Munich Fabric Start, agendada para 24 a 26 de janeiro. É uma das principais feiras têxteis europeias e só na edição de setembro marcaram presença cerca de 900 expositores.

Segue-se Milão, para a Milano Unica, entre 31 de janeiro a 2 de fevereiro, um certame para empreendedores.

Antes do Modtissimo, em Matosinhos, a 15 e 16 de fevereiro, a Riopele estará de volta a Paris, para a Première Vision, de 7 a 9 de fevereiro.

Recorde-se que a Riopele é especialista em tecidos e emprega atualmente cerca de 1.100 pessoas, tendo anunciado recentemente uma revisão salarial superior a 8%, aumentando o salário mais baixo para 780 euros com efeitos imediatos. Para o presidente José Alexandre Oliveira, a Riopele quis «dar um sinal de que está com os trabalhadores. Precisamos de beneficiar todos os que estão connosco, é nosso dever cuidar da parte social da empresa, tendo em conta o contexto que enfrentamos».

Famalicão: Balanço positivo da segunda edição da Semana Empresarial ACIF

Um webinar, um workshop e duas conferências marcaram a segunda edição da Semana Empresarial da ACIF – Associação Comercial e Industrial de V. N. Famalicão, com iniciativas nos dias 21, 22 e 24 de novembro na Casa do Empresário e Formação da associação.

Os apoios à internacionalização via E-Commerce, a importância das redes sociais para os negócios, a formação e as novas formas de organização do trabalho foram alguns dos temas abordados ao longo da última semana.

Todas estas dinâmicas foram destinadas aos associados da ACIF, mas também para a comunidade, procurando enfatizar alguns temas de importância para o universo empresarial. O balanço da iniciativa, feito pelo presidente da ACIF, Fernando Xavier Ferreira, é positivo, relevando o crescimento qualitativo desta Semana Empresarial face à primeira edição. «À semelhança do que aconteceu na primeira edição, saio muito satisfeito pela qualidade de todos os oradores convidados e presentes nesta Semana Empresarial, bem como dos temas abordados, lamentando apenas que mais empresários e associados não tenham usufruído destas conferências realizadas», referiu o presidente, mostrando-se otimista para as próximas edições, acreditando que «é pela repetição e insistência do que é bem feito que se conseguem maximizar os resultados».

No dia 21 de novembro, decorreu o webinar “Regime Geral de Proteção de Denunciantes | Whistleblowing”, em parceria com a PRA – Raposo, Sá Miranda & Associados, Sociedade de Advogados, SP, RL, que serviu para abordar um tema cada vez mais a ter em conta para as empresas. No dia seguinte, em parceria com a associada Boomer, realizou-se o workshop “Como as redes sociais podem impulsionar o meu negócio?” que possibilitou a obtenção de conhecimentos básicos sobre marketing digital para uma gestão autónoma e eficaz dos canais digitais.

No último dia de iniciativas, 24 de novembro, a Casa do Empresário e Formação recebeu duas conferências. De manhã sobre apoios à internacionalização via e-commerce, com as presenças de Silvina Alves (Triformis – Consultoria em Negócios), Nuno Milagres (ACEPI – Associação da Economia Digital), Vítor Brandão (Drible – Marketing Digital & Branding) e dos advogados Maurício Neves, Joana Freitas Peixoto e Sara Veloso Esteves (PRA – Raposo, Sá Miranda & Associados, Sociedade de Advogados).

Já da parte da tarde, o presidente do Município, Mário Passos, abriu a conferência “Formação, Recrutamento e Novas Formas de Organização do Trabalho” que foi moderada pelo vereador da economia e empreendedorismo, Augusto Lima. José de Matos (CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal), David Ferreira, (IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional), Joana Antunes (PRA – Raposo, Sá Miranda & Associados, Sociedade de Advogados) e Cristina Sousa (Solfut, empreendedora e empresária) participaram nesta conferência.

Famalicão: Inteligência Artificial monitoriza produção e qualidade na Riopele

Os avanços tecnológicos mais recentes da Riopele incorporam um sistema de monitorização digital da produção, por enquanto na tecelagem, mas vai ser alargado a todo o processo produtivo, da fiação à ultimação, e um sistema de inteligência artificial para controlo de qualidade.

José Rosas, responsável da tecelagem, citado pelo Portugal Têxtil, explica que o sistema permite verificar em cada momento o que está a ocorrer em cada máquina, permite efetuar relatórios de performance parametrizável pelo utilizador, relatórios pré-feitos enviados de forma automática por e-mail, dar alarmes quando algo sai fora dos padrões normais, motivos de paragem em tempo real, históricos de artigos, relatórios de andamento de cada rolo de tecido. O responsável nota, ainda, que toda esta digitalização resulta em benefícios ao nível da gestão, «em consequência de um grau de exigência de performance acrescida e necessária para os tempos em que cada minuto conta para um bom resultado operacional da empresa».

A Riopele tem efetuado investimentos significativos na área da tecelagem, nomeadamente ao nível tecnológico. Ao nível produtivo adquiriu várias máquinas de última geração, investimentos que permitiram uma maior flexibilidade e produtividade, um maior controlo tecnológico com recurso a fatores de digitalização, bem como uma maior racionalização da produção, «dando resposta à realidade do mercado, ou seja, entrega rápida ao cliente e qualidade», explica José Rosas.

Até final do ano, a empresa de Pousada de Saramagos vai concluir o projeto de integração da monitorização digital em todo o seu processo produtivo, que inclui fiação, torcedura, tinturaria, tecelagem e ultimação, numa área de 140 mil metros quadrados.

A Riopele investiu, ainda, num sistema de inteligência artificial para o controlo de qualidade, num projeto-piloto que, até ao momento, está instalado em 13 teares. A tecnologia integra um sistema de controlo automatizado de qualidade baseado em visão computacional, com o respetivo software suportado por modelos de inteligência artificial, que deteta em tempo real, no momento da produção, defeitos em cada centímetro do tecido.