Covid-19: 2 mortes e 1556 infetados

O relatório da Direção-Geral da Saúde, referente às últimas 24 horas, dá conta de duas mortes (1 na região Norte) e 1556 infetados.

A maioria dos infetados (1049) são na região de Lisboa e Vale do Tejo, enquanto que no Norte houve 197, ainda assim a segunda região com mais casos.

Os internamentos descem nas enfermarias (427, -10); em UCI são 106 (+6)

 

Famalicão: Esta quarta-feira, entre as 22 e as 23 horas, feche a torneira

O Lions Clube de Vila Nova de Famalicão associa-se à campanha H2Off – Hora de Fechar a Torneira, com o objetivo de divulgar e consciencializar para a problemática do consumo excessivo de água, um bem cada vez mais escasso.

O desafio é simples: fechar a torneira por uma hora, sem qualquer consumo de água, entre as 22h00 e as 23h00, desta quarta-feira, num gesto deliberado e consciente.

Associe-se a este movimento efetuando o registo no site: https://www.h2off-apda.

Esta é uma campanha, a nível nacional, promovida pela APDA -Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas, e que já vai na sua 3ª edição. Uma iniciativa que estimula a reflexão sobre o uso que se faz da água, consciencializando para que o consumo deste recurso seja mais eficiente e equilibrado.

Famalicão: Mais de 250 mil euros para a requalificação do bloco de partos do hospital

A Direção Executiva do SNS aprovou a requalificação do bloco de partos do Centro Hospitalar do Médio Ave, atribuindo um financiamento que ultrapassa os 250 mil euros.

A candidatura do CHMA foi apresentada em parceria com os Municípios de Famalicão, Trofa e Santo Tirso, com o valor global de 283.887,37€, e terá um financiamento de 251.426,17€. Os restantes 32.461,20€ serão assegurados pelos três Municípios, o que revela, de acordo com o comunicado da Direção Executiva de apresentação dos resultados do Programa de Incentivo Financeiro à Qualificação dos Blocos de Parto do Serviço Nacional de Saúde, «a relevância desta área para a sociedade civil».

A candidatura visava, essencialmente, obter financiamento para a renovação completa dos equipamentos; recorde-se que o bloco de partos foi recentemente objeto de obras de beneficiação, orientados para a humanização dos cuidados e conforto da grávida e acompanhante.

O financiamento agora aprovado permitirá, segundo avança o Conselho de Administração, instalar os mais modernos sistemas de monitorização do parto, unidades de reanimação e outros equipamentos de última geração, bem como mobiliário diverso, incluindo novas camas de parto. Parte deste investimento será, também, aplicado numa pequena obra de ampliação do bloco de partos, que permitirá criar mais uma sala, melhorando a capacidade de resposta do serviço. A realização destes investimentos, que têm de estar concluídos até ao final deste ano, «permitirá reforçar a comodidade e, sobretudo, a segurança de todo o trabalho de parto, das grávidas e recém-nascidos», acredita o Conselho de Administração.

Perante a aprovação deste financiamento que ascende aos 250 mil euros, «o CHMA não pode deixar de congratular-se», manifestando «o seu agradecimento aos três Municípios envolvidos, que, desde a primeira hora, se associaram ao projeto com entusiasmo e com importante compromisso financeiro».

Exportações de têxteis e vestuário não foram tão negativas quanto se esperava

Os resultados das exportações de têxteis e vestuário, em janeiro deste ano, não foram tão negativos quanto se esperava. De facto, em volume houve uma quebra de 12% face ao mês homólogo do ano anterior, mas em valor subiu 5%, o que representa um aumento de 23 milhões de euros.

Em quantidade registou-se uma queda de pastas, feltros e falsos tecidos, fios, cordéis, cordas e cabos (menos 2.426 toneladas). Pelo contrário, houve uma subida de 12% dos tecidos de malha.

Em termos de mercados, há a assinalar um excelente desempenho em França, com um crescimento de 22% em valor e de 9% em quantidade.

Por outro lado, Itália foi o destino que maior queda registou em termos de valor: menos 7,7 milhões de euros (equivalente a -19%).

 

Famalicão: Duas colheitas de sangue

A Associação de Dadores de Sangue promove, no dia 26 (domingo) e no dia 29 (quarta-feira), duas colheitas de sangue.

No domingo é em Bairro, no salão paroquial, com o apoio do CNE – 27 desta localidade; na quarta-feira seguinte é na Secundária D. Sancho I. Ambas são abertas à população em geral e decorrem entre as 9 e as 12h30, pelo Instituto Português do Sangue e do Transplantação.

Famalicão: Unidade de Hospitalização Domiciliária do CHMA já prestou cuidados a 200 doentes

A Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD) do Centro Hospitalar do Médio Ave já tem três anos, período em que prestou cuidados de saúde a mais de 200 doentes.

É um serviço que consiste numa equipa médica e de enfermagem que visita e presta cuidados de saúde diariamente aos doentes internados no seu próprio domicílio como se estivessem internados em unidade hospitalar.

São muitas as situações às quais a Unidade de Hospitalização pode prestar cuidados de cariz hospitalar em casa dos utentes, nomeadamente infeções com necessidade de antibioterapia de uso exclusivo hospitalar, tratamentos específicos a carecer de apoio diferenciado e doença crónica agudizada.

A hospitalização domiciliária tem vantagens que passam por permitir a recuperação do doente no seu ambiente familiar, menor taxa de infeções associadas a cuidados de saúde, menor média de dias de internamento, facilitar a gestão das camas hospitalares e a oportunidade de educação e promoção da saúde na realidade do doente.

Famalicão: Hospital Narciso Ferreira adquire equipamento inovador de milhão e meio de euros

O equipamento de ressonância magnética é focado no diagnóstico de patologias associadas ao cérebro e às funções cognitivas; é inovador porque proporciona uma qualidade de imagem excecionalmente elevada. Este foi um investimento na ordem dos 1.5M€.

Os responsáveis desta unidade hospitalar realçam que, através de tecnologia de ponta da GE HealthCare, o equipamento proporciona uma qualidade de imagem excecionalmente elevada e sensível a alterações no fluxo sanguíneo, tornando-o uma ferramenta diferenciadora na realização de exames a um órgão tão complexo como o cérebro, especialmente em estudos e na elaboração de relatórios médicos

Embora localizado no Serviço de Imagiologia do Hospital Narciso Ferreira, a tecnologia presente no equipamento revela ainda um grande potencial no diagnóstico precoce de demência nos utentes do Centro de Investigação, Diagnóstico, Formação e Acompanhamento das Demências (CIDIFAD), unidade funcional da Santa Casa da Misericórdia de Riba D’Ave.

Segundo o presidente da Comissão Executiva e Diretor Clínico do Hospital Narciso Ferreira, Salazar Coimbra, «a tecnologia presente neste equipamento de ressonância magnética oferece-nos uma capacidade de diagnóstico única na região norte e centro do país, sendo de extrema precisão no apoio ao diagnóstico de todas as pessoas que procuram o Serviço de Imagiologia do Hospital Narciso Ferreira», afirma.

Salazar Coimbra explica ainda que «ao dispor das mais avançadas técnicas para a avaliação de áreas do cérebro responsáveis por funções como a fala, audição, visão e motora, o equipamento em questão permite um diagnóstico atempado neste tipo de patologias, permitindo uma mais rápida intervenção, tendo em vista o retardar da doença e a elaboração de um plano individual de cuidados, o mais correto e eficiente possível».

Rui Costa, diretor-geral da GE HealthCare Portugal, afirma que «é com orgulho que a GE HealthCare continua a realizar a missão de trazer a inovação tecnológica e os procedimentos clínicos mais avançados para Portugal, mantendo a prestação dos melhores cuidados de saúde aos portugueses na vanguarda da atuação da empresa».