Covid-19: 350 mil pessoas vacinadas em Portugal

Em Portugal, o balanço mais recente de vacinados com pelo menos uma dose das vacinas contra a covid-19 ronda os 350 mil, pouco menos de metade dos mais 740 mil infetados com o SARS-CoV-2.

O nosso país já recebeu mais de 400 mil vacinas: 387.270 da BioNTech/Pfizer e 19.200 da Moderna. Para este mês estão previstas mais duas entregas de vacinas da Moderna, três da Pfizer e duas da vacina da AstraZeneca, recentemente aprovada pela Agência Europeia do Medicamento. As entregas da AstraZeneca previstas para 09 e 19 de fevereiro totalizam 200 mil vacinas.

O número de pessoas no mundo vacinadas com pelo menos uma dose das vacinas contra a covid-19 já é superior ao número de casos reportados de infeção em todo o mundo.

Esta quarta-feira, 104,9 milhões de pessoas tinham já recebido pelo menos uma das doses destas vacinas (a maior parte das vacinas desenvolvidas exige duas doses para a imunização eficaz). Também a números de ontem, tinham sido registados 104,1 milhões de casos de covid-19.

Não é possível dar um prazo para que sejam vacinados os mais de 7,5 mil milhões de habitantes do planeta.

Recorde-se que Portugal é, neste momento, o país do mundo com a pior situação de casos e mortos por milhão de habitantes. Atualmente, o país tem 164.513 casos ativos da doença. No total, segundo o balanço mais recente da Direção-Geral da Saúde, já morreram 13.257 pessoas das 740.944 mil infetadas com o vírus.

Governo fixa mínimo do abono de família em 600 euros anuais e cria adicional de combate à pobreza

O Governo anunciou esta quinta-feira um reforço do abono de família para um mínimo de 600 euros anuais por filho – para crianças dos 1.º e 2.º escalões – e criou uma prestação adicional para crianças em situação de pobreza extrema.

“Estas medidas são estruturais, não são extraordinárias”, sublinhou a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em conferência de imprensa no final da reunião do Conselho de Ministros.

De acordo com Ana Mendes Godinho, o reforço do abono de família, que vai abranger cerca de 400 mil crianças dos 1.º e 2.º escalões, independentemente da idade, entra em vigor em setembro e vai ser implementado de forma faseada, com retroativos desde 01 de julho e completada em 2023.

Além deste valor, as crianças e jovens em situação de pobreza extrema vão receber ainda uma prestação adicional de 70 euros por mês este ano e 100 euros por mês a partir de 2023. A medida vai abranger cerca de 123 mil crianças.

O Conselho de Ministros aprovou ainda uma alteração aos escalões do abono de família com o objetivo de “os adequar à evolução do salário mínimo”, disse Ana Mendes Godinho.

Lidl retirou gelado em Espanha por ter pedaços de madeira, mas produto não é vendido em Portugal

Na quarta-feira, a Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição (AESAN) informou que tinha emitido um alerta, depois de ter recebido a notificação das autoridades de saúde da Catalunha para a retirada de lotes de gelados onde foram detetados “corpos estranhos”, possivelmente fragmentos pau de madeira.

Também foi dado conta de que as cadeias de supermercados Aldi, Lidl e Mercadona estavam a retirar distintos lotes das suas marcas, na sequência disso.

Em comunicado, o Lidl Portugal esclareceu hoje que “o fabricante Lacrem fornece ao Lidl Espanha o seguinte produto, que foi retirado de venda por conter pedaços de madeira”: Gelatelli Eclipse 7x65gr/7x75ml, com prazos de validade de 30/04/2024; 31/05/2024; 30/06/2024; e 31/07/2024.

“O Lidl Portugal informa que este produto não está, nem nunca esteve, à venda em Portugal, pois não faz parte da oferta nas suas lojas nacionais”, garantiu a cadeia de supermercados de origem alemã.

A AESAN recomendou aos consumidores que tenham em casa produtos incluídos no seu alerta que não o consumam e os devolvam aos supermercados onde os compraram.

Vídeo: Transporte insólito de bicicleta por estradas famalicenses torna-se viral nas redes sociais

O transporte insólito de uma bicicleta, em plena N206, na freguesia de Cavalões, ficou registado em vídeo e já se tornou-se viral nas redes sociais.

Conforme é possível ver nas imagens, a bicicleta foi transportada pela estrada nacional com o apoio da mão do passageiro de uma viatura que seguia a par dela.

Apesar de perigosa, o método utilizado para o transporte do veículo de duas rodas mereceu a atenção de quem ali passava.

Presidente da Ryanair avisa que acabou tempo dos voos a 10 euros

“Acho que não haverá voos a 10 euros, porque os preços do petróleo estão muito mais altos, desde que a Rússia invadiu a Ucrânia. […] Acho que não vamos ver esses preços nos próximos anos”, disse o responsável da companhia aérea irlandesa, em entrevista à BBC Radio 4.

As transportadoras aéreas de baixo custo, como a Ryanair ou a sua concorrente britânica Easyjet, revolucionaram a aviação nos últimos vinte anos, reduzindo os preços e levando a um crescimento das viagens curtas.

Segundo Michael O’Leary, as tarifas médias dos bilhetes na Ryanair deverão aumentar cerca de 10 euros, para 50 euros por trajeto, nos próximos cinco anos.

O responsável disse, no entanto, acreditar que a procura por viagens aéreas vai continuar e que, mesmo com as restrições orçamentais dos consumidores, as transportadoras de baixo custo vão “sair-se bem”.

Na mesma entrevista, O’Leary protestou ainda contra o ‘Brexit’, que reduziu o acesso de trabalhadores europeus ao Reino Unido, onde anteriormente mantinham centenas de milhares de empregos.

Famalicão: Auchan prepara-se para aumentar a galeria comercial

O Auchan de Vila Nova de Famalicão está a preparar a expansão da galeria comercial. O espaço, para além de albergar o hipermercado, conta atualmente com mais de 20 lojas.

Para além da expansão da galeria, os responsáveis da Auchan Retail Portugal comprometem-se a realizar as intervenções necessárias para a adaptação da rede viária e a criar mecanismos para uma utilização mais eficiente do estacionamento, como é exemplo a colocação de placas informativas com o número de lugares disponíveis.

O projeto de expansão vai esta quinta-feira a reunião do executivo municipal.

Estudo: Beber café diminui até 30% o risco de morte

Beber café pode estar ligado a um menor risco de morte, de acordo com os investigadores de um estudo publicado no mês de julho no The Annals of Internal Medicine.

Relata o mesmo que as pessoas que beberam entre 1,5 a 3,5 chávenas de café diariamente tiveram uma “probabilidade até 30% menor de morrer durante o período do estudo do que as que não tomaram café”, comparativamente com as que não bebiam café.

Os investigadores examinaram dados de consumo de café do UK Biobank, um banco de dados com informações de saúde do Reino Unido. Diz o mesmo estudo também que foram examinadas várias informações demográficas, de estilo de vida e dietéticas em mais de 170 mil pessoas entre os 37 e 73 anos de idade, durante um período médio de acompanhamento de sete anos.

Artigo completo no Sapo24