Covid-19: 47 mortes e 27.651 casos de infeção

Nas últimas 24 horas, Portugal registou 47 mortes associadas à covid-19 e 27.651 casos de infeção. Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, 9.120 dos novos casos são na região Norte, onde foram registadas 18 mortes.

Estão internados 2.366 doentes (menos 69); nos cuidados intensivos Portugal tem 168 doentes (mais 5).

 

Famalicão: Décimo oitavo Dia do Dador de Sangue

A Associação de Dadores de Sangue de V. N. Famalicão celebrou, esta segunda-feira, o XVIII Dia do Dador de Sangue Famalicense.

Durante a manhã, no quartel dos Bombeiros Voluntários Famalicense decorreu uma colheita de sangue, durante a qual o Instituto Português do Sangue e da Transplantação fez 53 colheitas, das 65 inscrições registadas, sendo que sete jovens doaram pela primeira.

De tarde, no Centro Pastoral de Santo Adrião, decorreu o almoço e a cerimónia de entrega de galardões a dadores com mais de 10, 20, 40 e 60 dádivas de sangue, perante elementos dos órgãos sociais e alguns convidados, representantes de instituições civis e religiosas, e outras associações de sangue. O evento contou com a animação do duo musical Sandra e Pedro Fernandes.

Foto Vídeo Moreira

Famalicão: Adjudicada a construção da nova USF de S. Miguel-o-Anjo

O município aprovou esta quinta-feira a adjudicação da empreitada da nova Unidade de Saúde Familiar de S. Miguel-o-Anjo, Calendário, à empresa Costeira, Engenharia e Construção, pelo valor de 1.995.069 euros, com prazo de execução de um ano e meio. Será construída em terreno cedido pelo município no lugar de Pelhe (Queimados), não muito longe da atual USF.

As USF de S. Miguel-o-Anjo e Joane, já em fase de adjudicação, e futuramente as de Nine e Ruivães, são novas infraestruturas, com apoio do PRR e cedência do terreno por parte do município. Também a USF de Famalicão será reabilitada, com parque de estacionamento incluído, que é um «défice tremendo naquela zona, com milhares de utentes», reconhece o presidente da Câmara.

O município de Famalicão assumiu responsabilidades na área dos cuidados de saúde primários, e estas novas execuções já acontecem ao abrigo desses novos compromissos. «Pretendemos uma rede de cuidados de saúde primários muito boa», referiu o presidente de Câmara na última reunião do executivo.

 

Famalicão: Tiago Reis em busca de um bom resultado na Baja TT Norte de Portugal

Tiago Reis ultima os preparativos para a Baja TT Norte de Portugal, a quarta prova do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno (CPTT) que decorre na região de Trás-os-Montes, nomeadamente em Valpaços, Vinhais, Macedo de Cavaleiros e Murça, desta sexta-feira e até domingo.

Depois da desistência na última prova, o piloto famalicense e o navegador Valter Cardoso, em Toyota Hilux da categoria T1+, vai tentar «amealhar o máximo de pontos possíveis», tendo em conta, precisamente, «o facto de não ter somado pontos na Baja de Lagos. Como sempre vamos dar o nosso melhor e, obviamente, que o perfeito será repetir a vitória que aqui conquistamos o ano passado, mas prevemos que seja um traçado difícil. Vamos, também, ver que meteorologia teremos e, naturalmente, a oposição dos nossos adversários que querem o mesmo que nós», acrescenta Tiago Reis.

A Baja TT Norte de Portugal, com cerca de 330 quilómetros cronometrados, começa esta sexta-feira, às 15h30, com o prólogo, sendo que a cerimónia oficial da partida é às 21h15, junto à Câmara Municipal de Valpaços. No sábado e domingo disputam-se os quatro Setores Seletivos da corrida.

Portugal regista segundo pico mais alto de casos Covid-19 este ano

Portugal está a enfrentar um aumento significativo nos casos de Covid-19, com números que atingem o segundo pico mais elevado deste ano. Segundo a Direção-Geral da Saúde, foram reportados 228 novos casos na última terça-feira. Para encontrar um valor superior, é necessário recuar até 9 de janeiro, quando foram registadas 318 infeções.

Além do aumento nos casos, também houve um crescimento no número de óbitos. Na segunda-feira passada, foram contabilizadas nove mortes, igualando o máximo de óbitos por Covid-19 registado desde o início do ano.

Bernardo Gomes, vice-presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública (ANMSP), expressou à Renascença a sua incerteza quanto às causas deste aumento, sugerindo que a falta de imunidade duradoura e a possível evolução de novas estirpes possam estar a contribuir para a situação. “Não tenho dados suficientes para dizer o que está a acontecer, mas há princípios que podem ser estabelecidos”, afirmou.

Gomes destacou que a Covid-19 não segue um padrão sazonal tão definido quanto outros vírus respiratórios, o que pode explicar o aumento dos casos fora das épocas habituais. No entanto, ele enfatizou que não há razão para alarme, pois tais aumentos são expectáveis.

O especialista sublinhou a importância de medidas preventivas gerais, como evitar contacto com pessoas com sintomas respiratórios, uso de máscara, manter espaços bem ventilados e valorizar a vacinação, que ajuda a prevenir complicações graves da doença.

Associação de Dadores de Famalicão realiza colheita de sangue em Rebordões

No próximo domingo, a Associação de Dadores de Sangue de V. N. de Famalicão promove uma colheita no Pavilhão Gimnodesportivo de Rebordões – Santo Tirso, com o apoio do Grupo Afrikan Runners e do Agrupamento do CNE nº339.

Aberta à população em geral, a colheita decorre entre as 09h00 e as 12h30 pelo Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Já se ouvem os motores do Rali de Famalicão

O Rali de Famalicão é este fim de semana. Conta com 83 pilotos e será pontuável para os campeonatos Start Norte de Ralis 2024 e 2RM Norte de Ralis 2024.

A prova, organizada pela Associação Team Baia com o apoio da Câmara Municipal, inclui nove classificativas, com passagem em 17 freguesias famalicenses, e programa de animação paralelo com espetáculos de kartcross e de drift, radiomodelismo, uma exposição de Fiat Pandas, entre outros tipos de entretenimento.

Arranca na sexta e continua no sábado. «Serão dois dias de um grande espetáculo desportivo, de emoção e competição», refere o presidente da Câmara. «É um dos eventos do ano em Famalicão, pela paixão que os ralis despertam nas gentes da terra, pelos muitos pilotos e campeões que Famalicão deu à modalidade ao longo dos anos, mas também pela envolvência que cria nestes dois dias», acrescenta Mário Passos.

A operação de segurança do Rali de Famalicão envolve um total de 300 pessoas, sendo que estão previstas equipas médicas em cada uma das classificativas, que foram “batizadas” com nomes como: Rio Pele, Caminhos de Santiago, Vale D’Este, Rota das Minas e Rota dos Moinhos, numa aposta da organização na valorização da cultura e história local.

O Rali de Famalicão 2024 resulta de um investimento que ronda os 70 mil euros, sendo que a autarquia famalicense apoia financeiramente com cerca de 18 500 euros e com apoio logístico.

Mais informações sobre a prova poderão ser consultadas na página oficial – https://teambaia.pt/rali-famalicao-2024/ .