Covid-19: DGS dá parecer favorável à vacinação de crianças

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda a vacinação das crianças entre os 5 e os 11 anos, com prioridade para as crianças com doenças consideradas de risco.

Em comunicado, esta terça-feira, a DGS diz que «a vacina a utilizar será a Comirnaty, que tem parecer positivo da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) para a formulação pediátrica, à data».

«Esta recomendação surge na sequência da posição da Comissão Técnica de Vacinação contra a COVID-19 (CTVC), que considerou, com base nos dados disponíveis, que a avaliação risco-benefício, numa perspetiva individual e de saúde pública, é favorável à vacinação das crianças desta faixa etária», informa.

«Para esta posição foram considerados os contributos de um grupo de especialistas em Pediatria e Saúde Infantil, bem como de membros consultivos da CTVC. A CTVC acrescenta que se deve manter o acompanhamento da situação epidemiológica, da evidência científica e de recomendações dos Estados membros», refere.

Famalicão: Nova geração de políticas de inclusão envolve 271 crianças e jovens

Ao longo do ano letivo que terminou, o Município de Vila Nova de Famalicão desenvolveu um novo programa de inclusão inteligente, centrado nas respostas sociais de proximidade às comunidades de risco do concelho. O Acompanhar + envolveu cerca de 271 crianças e jovens, assim como mais de 10 famílias dos Complexos de Habitação Social das Bétulas, Lameiras, Valdossos, Cal e de Meães.

O projeto faz uma abordagem integrada e inovadora no território do Vale do Ave, com uma equipa multidisciplinar e presença continua no terreno, com intervenções na área socioeducativa e de resposta às situações de emergência social. Esta ação resulta num programa de educação parental, que dá respostas de formação integradas e personalizadas, família a família; outro de capacitação e treino de competências que decorre ao longo de todo o ano (incluindo nas férias escolares) que envolve as 271 crianças e jovens; e um programa de apoio ao estudo e promoção do sucesso educativo, com uma equipa de Mentores e Tutores de Pares que atuam nas cinco comunidades do projeto.

Deste trabalho resultou a resposta a uma lacuna, relacionada com a necessidade de colocar em sintonia todos os parceiros que dão resposta às comunidades mais desfavorecidas de Famalicão, e um diagnóstico mais real da situação, o que permite dar uma resposta mais robusta e objetiva a situações de exclusão que passavam despercebidas.

O programa Acompanhar + junta como parceiros o Município – através dos Pelouros da Ação Social e da Educação -, a PASEC – Plataforma de Ação Socioeducativa e Cultural, o Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, o Agrupamento de Escolas D. Sancho I, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens, o Gabinete de Ação Social da Associação de Moradores das Lameiras e o Projeto Eurobairro do Programa Escolhas, apoiado pelo Alto Comissariado para as Migrações.

 

Famalicão: Festa infantil do Centro Social de Calendário

Na tarde do passado sábado, decorreu a festa infantil (final de ano) do Centro Social de Calendário instituição que, no dia 16 de julho, comemora 40 anos de existência.

A partir das 15 horas, centenas de pais, avós e outros familiares praticamente encheram o salão paroquial para ver e ouvir as suas crianças a cantar, a dançar e a tocar, num espetáculo sob o lema “A Vida é Bela”.

Pelo palco passaram doze grupos das diversas salas e idades, desde a Creche, Jardim de Infância e CATL. Como habitualmente, as colaboradoras que acompanham e orientam os mais pequenos, também atuaram (foto) para encerramento da festa. No final, antes da entrega dos filhos aos pais, decorreu o habitual lanche entre todas as crianças e adolescentes.

Deputado famalicense acusa governo de preparar encerramento da Extensão de Saúde de Fradelos

A ministra da Saúde, em resposta ao deputado Jorge Paulo Oliveira, esclarece o futuro da extensão de saúde de Fradelos e diz que 261 utentes não têm médico de família porque recusaram inscrição na USF de Ribeirão.

O deputado social-democrata solicitou ao Governo que esclarecesse por quanto mais tempo se iria manter a falta de recursos nesta unidade, sem serviços há mais de seis meses, e se a aposta da ministra passava pelo esvaziamento daquela unidade.

A resposta, para o famalicense, «foi esclarecedora». Segundo o Gabinete de Marta Temido, a suspensão dos serviços resulta da necessidade de concentrar serviços como resposta ao combate à pandemia «o que obrigou ao encerramento temporário das unidades mais pequenas, concentrando-se os recursos nas unidades de maior dimensão». A alternativa para os utentes de Fradelos sem médico foi Ribeirão, «sendo que o atendimento para os doentes com dificuldades respiratórias, desde o início da pandemia esteve centralizado na sede do Concelho».

Perante esta resposta, Jorge Paulo Oliveira entende que a ministra da Saúde «nada esclareceu sobre o regresso do médico e do enfermeiro que já estiveram alocados», mas não deixou de salientar que o seu encerramento «está nos horizontes do Governo», porque na resposta ao deputado, pode ler-se «que a extensão de saúde de Fradelos, desde há vários tem como solução definida a inscrição de todos os seus utentes na USF de Ribeirão, sendo que o alargamento de 6 para 7 listas médicas visava a inscrição dos restantes elementos que em 2018 (926 utentes) se encontravam sem médico».

A ministra da Saúde adianta que sempre que se justificar será alargado o número de listas médicas da USF de Ribeirão, para os cuidados médicos e de enfermagem, «aproveitando para responsabilizar diretamente os 262 utentes residentes em Fradelos sem médico atribuído» por recusa a inscrição na USF de Ribeirão, acusa Jorge Paulo Oliveira.

 

Famalicão ZEN volta para o Parque da Devesa

A sétima edição da iniciativa Famalicão ZEN está de regresso ao Parque da Devesa, após dois anos de interrupção. O evento, que decorre durante este fim de semana (1 a 3 de julho), tem como principal objetivo a divulgação e demonstração de terapias alternativas e complementares, alimentação saudável e produtos naturais.

Para além dos expositores com artigos e serviços relacionados com o bem-estar, o programa compreende várias atividades dinamizadas pelos vários parceiros, em que se destaca a Caminhada Colorida na sexta-feira às 21h30 e o Concerto Viagem Sonora Intimista com Eye Color Dreams no sábado às 21h30; finalizando no domingo pelas 18h30 com a Roda de Cantos e Dança Circular facilitada por Leo Àguilla.

O evento é organizado pela Casa dos 5 Elementos com o apoio do Município de Vila Nova de Famalicão através do Parque da Devesa.

 

Covid-19: Isolamento de doentes passa de sete para cinco dias

A ministra da Presidência anunciou, esta quinta-feira, que o período de isolamento por covid-19 vai passar de sete para cinco dias e que a situação de alerta devido à pandemia mantém-se até ao final do mês de julho.

Em conferência de imprensa, Mariana Vieira da Silva promete novidades para os próximos dias, garantindo que vão continuar a vigorar regras do uso de máscaras em determinadas situações, como transportes públicos. A exigência do certificado digital para entrar no país vai deixar de ser obrigatória, referiu a Ministra.

Em tempo de férias, PSP relembra o programa Estou Aqui Criança

Nesta altura de férias, a PSP relembra que está em curso programa Estou Aqui Criança que visa agilizar o trabalho de sinalização de uma criança desaparecida e promover o seu rápido retorno à família.

As pulseiras Estou Aqui destinam-se a crianças com idades compreendidas entre os 2 e os 10 anos e possuem um código alfanumérico, único, sem qualquer relação com dados pessoais. São válidas em todo o território nacional e podem ser solicitadas tanto para crianças residentes em Portugal como não residentes.

Caso a criança portadora da pulseira se perca, qualquer pessoa que a encontre somente necessita contactar a PSP por intermédio do número de emergência nacional (112) e comunicar onde se encontra e qual o código da pulseira que a criança tem consigo. A Polícia de Segurança Pública tratará de informar a família e assegurar de imediato o reencontro familiar.