Covid-19: Entre 3 e 9 de maio Portugal registou 99.866 infeções e 142 mortes

O número de novos casos e internamentos em Portugal continuam a aumentar. A Direção-Geral da Saúde informou, esta sexta-feira, que entre 3 e 9 de maio, houve 99.866 infeções pelo SARS-CoV-2, 142 mortes e um aumento de internamentos. Em relação à semana anterior, há mais 23.746 casos e mais 15 óbitos.

Quanto à ocupação hospitalar no território continental, a DGS passou a divulgar às sextas-feiras os dados dos internamentos referentes à segunda-feira anterior à publicação do relatório. E segundo este critério, na última segunda-feira, 1.207 pessoas estavam internadas, mais 88 do que no mesmo dia da semana anterior, com 59 doentes em cuidados intensivos, menos um.

De acordo com os dados da DGS, a incidência a sete dias assinala um crescimento de 31% em relação à semana anterior, enquanto o índice de transmissibilidade (Rt) subiu de 1,03 para 1,13.

Em termos regionais, o Norte totalizou 35.993 casos de infeção (mais 11.091) e 54 mortes (mais 12).

Famalicão: Associação de Dadores de Sangue realiza colheita em Vila das Aves

No dia 25 de abril, a Associação de Dadores de Sangue de V. N. de Famalicão promove uma colheita na sede da Junta de Freguesia de Vila das Aves – Santo Tirso.

Aberta à população em geral, a colheita decorre entre as 09h00 e as 12h30, pelo Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Famalicão: Gavião recebeu sessão de esclarecimento aos cuidadores informais

Inserida nas comemorações do Dia Mundial da Saúde, decorreu, esta segunda-feira, na Junta de Gavião mais uma sessão do grupo de autoajuda dos cuidadores informais. Uma organização da Cuidar Maior, de Requião.

Esteve presente na sessão a vereadora da saúde do município, Sofia Fernandes. A autarca enalteceu «o trabalho admirável» que os cuidadores têm, sublinhou o apoio do município de Famalicão ao projeto Cuidar Maior e a importância das Juntas de Freguesia na sinalização. A vereadora apelou a todos os cuidadores para não se isolarem, para pedirem ajuda sempre que precisarem, tanto aos serviços sociais da Câmara, ao Cuidar Maior ou às Juntas de Freguesia, fazendo notar «que todos trabalham para o bem-estar das pessoas».

Sofia Fernandes reconhece que ainda muito está por fazer para minimizar o impacto da falta de apoio, mas também enaltece o trabalho de várias instituições famalicenses no apoio aos cuidadores.

Famalicão: Sessões de esclarecimento do Haja Saúde regressam dia 17 de abril

“A Missão das Unidades de Cuidados na Comunidade” é o tema em discussão na próxima sessão do ‘Haja Saúde’ agendada para o dia 17 de abril, pelas 21h00, na Fundação Castro Alves, na freguesia de Bairro.

A iniciativa tem entrada livre e vai contar com a presença de membros da equipa técnica da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) de Terras de Camilo.

A iniciativa Haja Saúde é promovida pelo Município de Vila Nova de Famalicão em parceria com o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA), o ACES AVE – Famalicão e o Hospital Narciso Ferreira, com o objetivo de promover o conhecimento na área da Saúde.

Famalicão: Câmara lança concurso de 2,2 milhões para a nova USF de Joane

O executivo municipal aprovou, esta quinta-feira, a abertura do concurso público para a construção da nova Unidade de Saúde Familiar (USF) na freguesia de Joane. A obra, com valor base de 2,2 milhões de euros, vai nascer num terreno com uma área de 2825 m2, na rua da Ribeira, nesta vila.

A futura USF de Joane, um anseio antigo da Junta de Freguesia, terá mais de uma dezena de gabinetes médicos, espaços para os cuidados de saúde gerais, enfermagem, gabinetes de cuidado à saúde da mulher e infantil, área administrativa, área de apoio e salas de espera, instalações sanitárias, entre outros espaços.

A construção da nova USF de Joane resulta de um conjunto de contratos-programa celebrados pelo Município com a Administração Regional de Saúde do Norte e que serviram de base para a apresentação de candidaturas ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com vista à construção e apetrechamento de equipamentos de cuidados de saúde primários.

Recorde-se que além de Joane, encontra-se também em curso um procedimento para a USF de São Miguel-o-Anjo, em Calendário, e projetos para novas unidades nas freguesias de Nine e Ruivães e para a requalificação do Centro de Saúde de Famalicão e do Centro Diagnóstico Pneumológico.

«Em fevereiro, demos um passo importante para a materialização da nova USF de S. Miguel-o-Anjo, em Calendário, e, hoje, foi a vez de começar a materializar a nova USF de Joane», referiu o presidente da Câmara Municipal. Nestes processos, Mário Passos realça o compromisso da autarquia em «modernizar e melhorar o parque de unidades de saúde do concelho, de forma a garantir uma resposta eficaz às necessidades da população na prestação de cuidados de saúde».

Famalicão: CITEVE poderá estar envolvido na operação do “Maestro” Manuel Serrão

A operação “Maestro”, sobre alegada fraude com fundos comunitários, e que coloca Manuel Serrão no centro da suspeita, também visa o CITEVE, em Famalicão. Segundo escreve o Jornal “O Público”, o CITEVE terá emitido faturas relativas ao fornecimento de bens e serviços à Associação Seletiva Moda que poderão não ter correspondência com a realidade.

Recorde-se que a operação “Maestro” saiu esta terça-feira para a praça pública, com duas centenas e meia de inspetores da Polícia Judiciária, peritos financeiros e informáticos a realizarem cerca de oitocentas buscas, em vários organismos de diferentes regiões do país.

A Polícia Judiciária, em comunicado, esclareceu que estão em causa suspeitas da prática de crimes de fraude na obtenção de subsídio, fraude fiscal qualificada, branqueamento e abuso de poder que, no total, podem chegar aos 40 milhões de euros, na maioria do quadro do Compete 2020 – Programa Operacional Temático Competitividade e Internacionalização.

As suspeitas recaem na criação de estruturas empresariais complexas, com o objetivo de apresentar justificações contratuais referentes a prestações de serviços e fornecimento de bens para a captação de fundos. Manuel Serrão é tido como o “cérebro” desta estrutura, mas há outros suspeitos: o jornalista Júlio Magalhães e o presidente do COMPETE, Nuno Mangas, estão entre os nomes já conhecidos.

Hospital de Famalicão com vários serviços encerrados devido a greve com “adesão a 100%”

Vários utentes do Hospital de Famalicão foram surpreendidos esta terça-feira com o encerramento de serviços devido à greve dos técnicos de diagnóstico e terapêutica. O protesto contou com uma “adesão a 100%”, segundo dados do sindicato avançados à Cidade Hoje.

Embora os serviços mínimos estivessem assegurados, a greve teve um impacto significativo no funcionamento do hospital.

Sindicato dos Técnicos Superiores de Saúde

Os técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica do Médio Ave, continuam em greve esta quarta-feira, acusam o hospital de estar em falta no que toca à progressão das carreiras. Afirmam ainda que estão a ser discriminados e penalizados em comparação com outros profissionais.

A greve foi convocada pelo Sindicato dos Técnicos Superiores de Saúde (STSS) e pelo Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (SINDITE). Teve início às 8h00 de terça-feira e termina às 12h00 de quarta-feira. Está prevista uma concentração de protesto dos técnicos de diagnóstico à porta do hospital na manhã desta quarta-feira.