Covid-19: Governo quer pagar a artistas que viram espetáculos cancelados devido à pandemia

O primeiro ministro, António Costa, referendou esta quarta-feira a lei que estabelece medidas excecionais e temporárias de resposta à pandemia de Covid-19 no âmbito cultural e artístico, festivais e espetáculos de natureza análoga.

No documento lê-se: “Fica assegurado desde já o pagamento aos artistas em caso de cancelamento ou reagendamento dos espetáculos provocado pela pandemia, com um pagamento não inferior as 50%, a pagar até à data em que o espetáculo estava agendado”.

Famalicão: Pedro Abrunhosa e “Bela e o Monstro” marcam o 21º aniversário da Casa das Artes

No dia 1 de junho celebra-se o aniversário da Casa das Artes e há um programa para comemorar os 21 anos de atividade. No dia de aniversário, pode ver o espetáculo “Bela e o Monstro”, no grande auditório. A peça, desenvolvida pela companhia Jangada Teatro, com dramaturgia de Filipe Gouveia e encenação de Xico Alves, pode vista às 10h00 e às 15h00. Nos dias 3 e 4 de junho, Pedro Abrunhosa preenche o grande auditório, com o Comité Caviar. O espetáculo começa às 21h30.

“Música para Famílias 2022” realiza-se no dia 5 de junho, pelas 11h30. Já nos dias 9, 10 e 11, às 21h30, estreia a peça “Aberto 24 Horas”, uma Coprodução do Ensemble-Sociedade de Actores com a Casa das Artes de Famalicão.

O café concerto vai ser palco de mais uma edição de “Fado no Café da Casa”, uma coprodução da Casa das Artes de Famalicão e a ACAFADO – Associação Cultural & Artística Famalicão Fado, no dia 9 de junho, às 21h30. “Pela Mão da Música” é o espetáculo que vai dar vida ao Grande Auditório no dia 15, às 21h30.

“Folefest” vai ser apresentado a 17 e a 18 de junho, pelas 21h30, no Pequeno Auditório. Segundo a Casa das Artes, o concerto visa «promover e divulgar o acordeão de concerto, criando um público e uma consequente fidelização a um instrumento que, nos últimos anos, tem conquistado as salas de concertos em Portugal».

Na semana seguinte, nos dias 24 e 25, a Casa das Artes vai acolher “Chamar a Música” – Portugal no Festival Eurovisão da Canção. O espetáculo inicia-se às 21h30 e apresenta-se como uma coprodução da ArtEduca e da Casa das Artes. Durante seis dias, de 28 de junho a 3 de julho, vai desenrolar-se a mostra do Circo Contemporâneo, desenvolvida pelo do Instituto Nacional de Artes do Circo e a Casa das Artes.

O mês de junho vai contar ainda com a exibição de filmes no Cineclube de Joane. No dia 2 de junho, os famalicenses podem assistir ao filme “O Poder do Cão”. Nos dias 9, 16 e 23, vão ser exibidas as longas-metragens “Drive my car”, “28 ½” e “Acidente”, respetivamente. As sessões iniciam-se às 21h45.

Famalicão: Concerto de Emmy Curl adiado para 17 de setembro

Emmy Curl ia apresentar o novo álbum “15 years” no Café-concerto da Casa das Artes, este sábado, dia 28 de junho. O espetáculo foi remarcado para o dia 17 de setembro, por motivos de saúde.

Os espetadores que tenham adquiridos bilhetes para o dia 28 de junho devem contactar a bilheteira da Casa das Artes.

Mercadona participa na recolha de alimentos do Banco Alimentar contra a Fome

A Mercadona associa-se, uma vez mais, à campanha recolha de alimentos organizada pelo Banco Alimentar Contra a Fome, que começou esta sexta-feira e termina a 5 de junho. A empresa coloca à disposição desta campanha todos os seus pontos de venda nos distritos onde está presente, no Porto, Braga, Aveiro e Viana do Castelo.

A Mercadona colabora nesta iniciativa social com o compromisso de motivar os clientes a participar nesta grande campanha solidária, que consiste na doação monetária, em múltiplos de 1€, que pode ser efetuada nas caixas de pagamento no momento da compra. As quantidades doadas serão convertidas em alimentos pela Mercadona e entregues aos respetivos bancos alimentares, chegando, assim, a quem mais precisa.

Isabel Jonet, presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, destaca que «o apoio da Mercadona aos Bancos Alimentares que, na campanha de recolha se intensifica pela mobilização dos clientes para a luta contra a fome, é muito importante e revela elevada responsabilidade social e preocupação com os mais carenciados das comunidades em que as lojas estão implantadas».

Em 2021, a empresa doou 1.400 toneladas de alimentos e produtos de primeira necessidade a cantinas sociais, bancos alimentares e outras entidades sociais de Portugal, que correspondem a 23.300 carrinhos de compra. A Mercadona colabora em Portugal com 30 cantinas sociais e 4 bancos alimentares entre outras instituições que recebem diariamente doações para apoiar pessoas que se encontram em situações de carência.

Famalicão: “O Poder do Cão” abre programação de junho do Cineclube

A programação do Cineclube de Joane para o mês de junho contempla, já no dia 2, a exibição de “O Poder do Cão”, de Jane Campion, vencedor do Leão de Prata na 78.ª edição do Festival de Cinema de Veneza e com 12 nomeações para os Óscares.

No dia 9, pode ver “Drive my Car”, de Ryûsuke Hamaguchi, e para o dia 16 está reservado “28 1/2″, de Adriano Mendes. Já no dia 23, de Joseph Losey, o Cineclube exibe “Acidente”.

As sessões decorrem no pequeno auditório da Casa das Artes, às 21h45.

Para os meses de julho e agosto está reservada a 23.ª edição do Cinema Paraíso, com sessões no Parque da Devesa e nas freguesias de Castelões e Telhado.

 

Famalicão: Concertos e exposição em Avidos

Os Forma D’Arte, um grupo de amigos que, futuramente, pretende criar uma associação sem fins lucrativos, promove este sábado, uma atividade de índole cultural e musical. O evento está marcado para as 20 horas, no Auditório António Gomes, em Avidos, com concertos dos Lux Yuri, Our New Lie e os Katana.

Durante a tarde, entre as 15 e as 19 horas, pode ser apreciada uma exposição de alguns quadros do pintor Sérgio Faria e bonsais de Bonsai Ave.

Pode acompanhar a atividade dos Forma D’ Arte em https://www.facebook.com/formadartevnf

Famalicão: Festival de Vídeo Ecológico recebeu 300 candidaturas

Depois de dois anos sem realizar a grande gala em formato presencial, o Bgreen – Ecological Film Festival (festival de vídeo ecológico) regressa a Famalicão a gala internacional, marcada para o dia 9 de junho, pelas 21h30, no anfiteatro ao ar livre do Parque da Devesa, onde serão entregues os prémios e exibidos os vídeos vencedores.

Nesta 11.ª edição do festival, que incide sobre a mobilização dos jovens para as causas ambientais, foram recebidas perto de 300 candidaturas provenientes de escolas de todo o mundo. A lista de finalistas é composta por cerca de 30 vídeos oriundos de Portugal, Espanha, Noruega, Colômbia e Chile. Além de outros premiados, o vencedor tem direito a uma viagem Eco-Aventura aos Açores.

Na apresentação oficial do evento, esta terça-feira, dia 24 de maio, nas instalações da OFICINA – Escola Profissional do INA, estiveram presentes o vereador da Educação e Ciência do município de Famalicão, Augusto Lima, acompanhado pelo diretor pedagógico da OFICINA, Miguel Sá Carneiro.

O responsável pela pasta da educação na Câmara de Famalicão realça que «este festival envolve três fatores importantes: a sustentabilidade e os desafios que envolve, (…) a internacionalização, algo que nos toca bastante como concelho aberto ao mundo (…) e a componente tecnológica e audiovisual, que condiz com as práticas atuais dos nossos jovens».

O diretor pedagógico da OFICINA disse que «mais que um festival de vídeo, o Bgreen é fundamentalmente um projeto educativo que aprofunda a dimensão humana em torno da sustentabilidade e da lógica ecológica (…) procurando desenvolver esta sensibilidade nas camadas mais jovens de estudantes», exprime Miguel Sá Carneiro.

Refira-se que o Bgreen – Ecological Film Festival é um festival de vídeo dedicado a temas ligados à causa ambiental e à ecologia, destinado a estudantes com idades compreendidas entre os 13 e os 21 anos. É promovido e organizado pela OFICINA – Escola Profissional do INA desde 2011 e conta com o apoio, entre outras entidades, da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.