Covid-19: Seis mortes e 1062 infetados

Nas últimas 24 horas, há a lamentar seis mortes e 1062 novos infetados pelo coronavírus.

A região com mais infetados, com 425 registo, é o Norte que contabiliza um dos falecimentos.

Os internamentos continuam a descer: em enfermarias estão 497 – menos 30; e em UCI estão 103 – menos 16.

 

Candidatos da Aliança Democrática por Braga visitam instituições de saúde

Os candidatos da Aliança Democrática (AD) pelo Círculo Eleitoral de Braga, onde se inclui o famalicense Jorge Paulo Oliveira (4.º da lista), dedicaram esta quarta-feira à saúde pública, com visitas a várias instituições, incluindo os hospitais de Famalicão, Braga, Guimarães e Barcelos.

Depois de auscultar os problemas, o cabeça-de-lista, Hugo Soares, declarou que «na Aliança Democrática não temos complexos ideológicos entre o público e o privado. A nossa ideologia são as pessoas…resolver os problemas das pessoas».

Nos contactos que estabeleceram com responsáveis da saúde, ouviram dificuldades específicas de cada estabelecimento de saúde, mas no cômputo geral consideram que existem problemas comuns. «A incapacidade do Ministério da Saúde em recrutar e reter mais médicos e a insatisfação dos profissionais de saúde – gerando greves sucessivas – estão na origem de alguns dos problemas, assim como os constrangimentos e as dificuldades provocadas pelo Ministério das Finanças, que tudo quer controlar».

Por isso, denunciam que «o balanço dos oito anos de governação PS não podia ser mais desastroso». Hugo Soares diz que «a crise na saúde atingiu níveis impensáveis. Ninguém pode aceitar que Portugal esteja a regredir numa área prioritária como a saúde». Falou especificamente dos atrasos nas consultas, nas cirurgias e na medicina familiar.

Famalicão: Cuidador Informal em destaque na próxima sessão de Haja Saúde

O próximo programa de Haja Saúde será dedicado ao papel do cuidador informal. Com o tema “Cuidador Informal: entre o Amor e o Cansaço”, está marcado para o próximo dia 28 de fevereiro, pelas 21h00, no Pavilhão Multiusos de Requião.

Esta é a oitava sessão de esclarecimento do Haja Saúde, uma iniciativa promovida pelo Município de Vila Nova de Famalicão em parceria com o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA), o ACES AVE – Famalicão e o Hospital Narciso Ferreira. O objetivo é a promoção da literacia e educação em Saúde.

As sessões de esclarecimento do Haja Saúde são abertas a toda a comunidade e têm entrada livre.

Famalicão: Lions arrecada 9 mil euros para a luta contra o cancro pediátrico

O Lions Clube de Vila Nova de Famalicão recolheu donativos no valor de 9.060 euros, no âmbito do projeto L.U.C.A.S. Trata-se de uma Bolsa de Investigação Médica na área do cancro infantil, criada entre o Lions de Portugal, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, contando com o apoio da empresa Vieira de Castro.

Este projeto tem por objetivo, e vem contribuindo desde a sua primeira edição, apoiar bolsas de investigação e instituições oncológicas pediátricas, assim como para o desenvolvimento de novas técnicas e avanços na ciência.

Porque “Contra o cancro, todos contam”, e “Com pequenos gestos podemos concretizar grandes obras”, o Lions Clube de Vila Nova de Famalicão empenhou-se, como habitualmente, na Campanha Lucas deste Ano Lionístico 2023/2024, a qual decorreu durante os meses de dezembro e janeiro. Lançou o desafio aos famalicenses para que se associassem a esta campanha, adquirindo as Bolachinhas Lucas e auxiliando com um donativo esta causa.

O Dia Internacional da Criança com Cancro é assinalado a 15 de fevereiro e foi criado pela Childhood Cancer International, tendo como objetivo ajudar todas as crianças vítimas de cancro a conseguirem acesso a melhores tratamentos e medicamentos, bem como dar apoio às suas famílias e amigos. Com este dia pretende-se educar o público em geral sobre o cancro na criança, promover o trabalho das entidades e organizações que trabalham nesta área e reunir verbas através de eventos de angariação de fundos.

Famalicão bate novo recorde de exportações e contraria números nacionais

Segundo números divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), relativos a 2023, o concelho de Vila Nova de Famalicão registou o maior volume de exportações de sempre, contrariando a descida das exportações registadas a nível nacional.

Famalicão consolida também a sua posição como o mais exportador da região Norte e o terceiro mais exportador do país, logo a seguir a Lisboa e Palmela.

De acordo com os números provisórios do INE, Famalicão regista pela primeira vez um saldo da balança comercial superior a mil milhões de euros (1048), resultado da diferença entre as exportações (2782 milhões de euros) e as importações (1734 milhões de euros). O que continua a fazer de Famalicão o segundo concelho do país que mais contribui para o saldo da balança comercial nacional.

Estes valores das exportações representam uma subida na ordem dos 4.2% face a 2022, ano em que o concelho registou um volume de exportações de 2616 milhões de euros.

Nota ainda para a diminuição das importações no concelho – em 2022, Famalicão registou 1789 milhões de euros.

O presidente da Câmara fala em «números que orgulham, que reforçam a posição do concelho enquanto motor de desenvolvimento do país e que dão ainda mais força ao título que ostentamos neste ano de 2024 de Região Empreendedora Europeia». Mário Passos nota que «somos um território fértil que cresce a cada ano que passa com a força das nossas gentes e dos nossos agentes económicos, mas que cresce também com as políticas de apoio à atividade empresarial e empreendedorismo promovidas pela autarquia», acrescenta Mário Passos.

Foto: Riopele

Famalicão reconhecido como Autarquia Amiga dos Cuidadores Informais

Vila Nova de Famalicão volta a receber o selo de mérito do Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais. Faz parte de um grupo de 59 autarquias nacionais reconhecidas pelas melhores práticas e pelas medidas de apoio em benefício dos cuidadores informais.

Esta foi já a terceira edição de prémios da Rede de Autarquias que Cuidam dos Cuidadores Informais. Desta vez premiou 125 projetos, onde se inclui a Cuidar Maior, de Requião, escolhidos por um júri compostos por membros de diversos movimentos independentes.

Recorde-se que a Rede de Autarquias que Cuidam dos Cuidadores Informais (RACCI) é uma iniciativa do Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais que se destina a distinguir, divulgar e amplificar as melhores práticas levadas a cabo por municípios e freguesias nesta área, através da atribuição de selos de mérito.

O Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais, apoiado pela Merck, conta com dezenas de associações portuguesas que têm como objetivo concretizar projetos capazes de ajudar, na prática, quem cuida, seja do marido, da mulher, de um filho, do pai, da mãe.

Famalicão: Colheita de sangue em Ribeirão

No próximo domingo, dia 18, a Associação de Dadores de Sangue de V. N. de Famalicão promove uma colheita de sangue na EB 2,3 de Ribeirão, com o apoio da Cruz Vermelha, Junta de Freguesia, Associação Adoptar e CNE nº1374 desta localidade.

Aberta à população em geral, a colheita será realizada entre as 09h00 e as 12h30 pelo Instituto Português do Sangue e do Transplantação.