Crianças com cancro, diabetes, obesidade e insuficiência renal crónica prioritárias para vacinação

Segundo norma da Direção-Geral da Saúde, as crianças entre os 12 e os 15 anos que tenham cancro ativo, diabetes, obesidade e insuficiência renal crónica estão entre as que devem ser vacinadas prioritariamente contra a covid-19. A norma determina, ainda, como doenças prioritárias a transplantação e a imunossupressão; doenças neurológicas – paralisia cerebral e distrofias musculares; as perturbações do desenvolvimento, como a Trissomia 21 e perturbações do desenvolvimento intelectual grave e profundo. A doença pulmonar crónica, doença respiratória crónica, como asma grave e fibrose quística também estão entre as prioritárias.

As vacinas podem ser administradas nos menores desde que esteja presente quem tem a guarda do menor ou a pessoa a quem o menor tenha sido confiado. No caso dos adultos com incapacidade para consentir deve obter-se autorização do representante legal, esclarece a norma da DGS emitida esta terça-feira.

AF Braga entrega presentes às crianças internadas no hospital de Famalicão

No âmbito do programa comemorativo do seu Centenário, a Associação de Futebol de Braga visitou, na manhã desta quarta-feira, os quatro serviços de Pediatria dos Hospitais Públicos do Distrito – Braga, Barcelos, Famalicão e Guimarães – para oferecer um presente simbólico a cada criança internada – uma mochila, uma bola, lápis de cor e desenhos para colorir.

No Centro Hospitalar do Médio Ave, em Famalicão, a visita coube aos vice-presidentes Miguel Azevedo e Custódio Ribeiro que foram recebidos pela enfermeira diretora Deolinda do Vale e pela enfermeira Angélica Vilaça, enfermeira chefe do serviço de Pediatria. Os vice-presidentes visitaram o espaço e entregaram lembranças a cada criança.

Greve dos trabalhadores da IP vai afetar circulação de comboios nos dias 1, 3 e 5 de agosto

A organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal (gestor da infraestrutura ferroviária) convocou uma greve para os dias 1, 3 e 5 de agosto e a Comboios de Portugal (CP) prevê «fortes perturbações» na circulação.

Em comunicado, a CP reporta que, «por motivo de greve convocada por organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal preveem-se fortes perturbações na circulação de comboios, a nível nacional, em todos os serviços, nos dias 1, 3 e 5 de agosto de 2022».

Está prevista a realização de serviços mínimos nos dias da greve, sem prejuízo de poderem ser realizados comboios adicionais, cuja lista pode ser consultada em www.cp.pt

Famalicão: Alunos fecham ciclo na Engenho com festa

A Engenho realizou a festa de finalistas dos alunos do pré-escolar para assinalar os cinco anos na instituição e a passagem para outro nível de ensino. É sempre um momento marcante para as crianças, para as suas famílias mas também para a instituição.

A festa aconteceu na passada sexta-feira, dia 22 de julho, no Centro de Apoio Comunitário, com a presença de crianças, familiares e educadores.

«Foram 5 anos que a Engenho acolheu, cuidou, educou e viu crescer, nos diferentes domínios, os vossos filhos, crianças de hoje e cidadãos de amanhã. Que continuem a cresce felizes na vossa companhia», referiu o presidente da direção, Manuel Augusto de Araújo, que se dirigiu aos pais, agradecendo também o facto de terem escolhido a Engenho como ” instituição educadora” para os seus filhos.

Nas palavras que dirigiu aos presentes, o responsável enalteceu ainda o profissionalismo e a dedicação dos colaboradores da Engenho, postos à prova em momentos «críticos e de forte adversidade, como os que se têm vivido com a pandemia».

A direção da Engenho recorda que o seu projeto educativo, subordinado ao tema “Minha Terra, Meu Mundo”, está patente em iniciativas, atividades e metodologias específicas, procurando «valorizar a vivência familiar, o diálogo, o convívio e aprendizagem intergeracionais, o gosto pela descoberta e conhecimento dos sítios e do território e o contacto com a natureza».

Este é um projeto global e articulado com os utentes das diferentes respostas sociais e serviços da Associação e agentes/parceiros da Comunidade.

Urgência de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Braga volta a encerrar

A Urgência de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Braga volta a encerrar entre as 08h00 de domingo e as 08h00 de segunda-feira, avança a Agência Lusa.

Mais uma vez, o encerramento por 24 horas deve-se à impossibilidade de completar as escalas de médicos, confirma a administração do hospital.

Em caso de urgência, os utentes devem contactar a Linha SNS 24 – 808 24 24 24 e dirigirem-se a outros hospitais da região, nomeadamente aqueles que têm apoio da especialidade de Ginecologia e Obstetrícia, entre os quais Famalicão, Guimarães ou Viana. Em casos de maior complexidade, aconselha o Centro Hospitalar de São João, no Porto.

Recorde-se que no último mês e meio, este será o nono encerramento, por um período de 24 horas, do Serviço de Urgência de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Braga.

 

Associação Têxtil e Vestuário crítica falta de apoios à internacionalização

A direção da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal está preocupada com o que diz serem atrasos e incertezas no apoio à internacionalização para este setor do têxtil e vestuário.

Mário Jorge Machado, presidente da ATP, garante que a Associação tem procurado informações junto das entidades competentes e que não tem obtido as respostas que precisa.

«As manifestações de preocupação foram dirigidas ao mais alto nível, a diversas entidades e responsáveis políticos, desde a membros do Governo, ao COMPETE, à AICEP Portugal Global, à própria CIP, e, nalguns casos, manifestações reiteradas», acusa.

Mário Jorge Machado recorda que as «últimas calls do Portugal 2020 para a internacionalização das empresas ficaram muito aquém das necessidades, com cortes orçamentais que não eram de todo esperados. Sobretudo numa altura essencial em que deveríamos estar a ajudar as empresas a reverter os efeitos provocados, primeiro, por uma pandemia, a que somaram, recentemente, outros provenientes da guerra, com crise de preços na energia e matérias-primas, subida da inflação e recuo da procura», frisa.

Ainda que reconheça que as verbas do Portugal 2020 possam estar esgotadas, Mário Jorge Machado lembra que há um «Programa como o Portugal 2030 que devia estar ao serviço da economia desde 2021, e estamos no 3.º trimestre de 2022 e ainda ninguém consegue antecipar quando poderá estar operacional, com abertura de calls nestas e noutras áreas».

Famalicão: Centro de Vacinação encerra esta sexta-feira

O Centro de Vacinação Covid19, instalado na antiga escola Didáxis, em S. Cosme do Vale, encerra a sua atividade esta sexta-feira.
A partir de segunda-feira, as vacinas passam a ser ministradas nas várias unidades de saúde do concelho, mediante casa aberta e de acordo com o horário que pode consultar em baixo.
Deste modo, a direção do Agrupamentos de Centros de Saúde Ave – Famalicão acredita que se privilegia o atendimento de proximidade, sendo que as Unidades, nos horários definidos, estarão ao serviço dos utentes elegíveis para vacinação Covid19.

O Centro de Vacinação localizado em S. Cosme do Vale abriu 13 de fevereiro de 2021, na antiga Escola Cooperativa de Ensino Didáxis, mediante uma parceria estabelecida entre o Município e o ACeS AVE – Famalicão. A Câmara Municipal cedeu as instalações, disponibilizou mais de duas dezenas de técnicos para acolhimento, encaminhamento e orientação dos utentes. A limpeza do espaço e a segurança estiveram, também, entregues ao Município que forneceu, ainda, equipamento logístico e dois veículos para as deslocações dos profissionais de saúde que vacinaram doentes acamados no concelho.