Dez mortos em quase três mil acidentes durante Operação “Natal e Ano Novo” da GNR

De acordo com os dados divulgados hoje à agência Lusa, nas últimas 48 horas da operação “Natal e Ano Novo” não se registaram acidentes rodoviários com vítimas mortais.

No âmbito desta operação, que teve início em 20 de dezembro e termina no próximo domingo, a GNR fiscalizou 56.946 veículos até ao final do dia de quarta-feira, tendo sido detetados 475 com uma taxa de alcoolemia considerada crime, ou seja, igual ou superior a 1,2 gr/l.

Na sua área de intervenção, a GNR registou 8.266 casos de excesso de velocidade, 569 de utilização de telemóvel e 438 infrações por falta de uso de cintos de segurança e sistemas de retenção.

A operação “Natal e Ano Novo” da GNR começou no passado dia 20 de dezembro, com um reforço do patrulhamento rodoviário nas estradas de maior tráfego do país para prevenir acidentes e garantir a fluidez do trânsito.

Para a operação, que termina em 05 de janeiro, a GNR mobiliza diariamente cerca de 4.600 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais.

Durante a operação, os militares da corporação estão “particularmente atentos” ao excesso de velocidade, manobras perigosas, ultrapassagens, mudança de direção e de cedência de passagem, uso do telemóvel durante a condução, não circulação na via mais à direita em autoestradas e itinerários principais e complementares e uso do cinto de segurança.

Famalicão: Animação natalícia com muita música

Prossegue, esta quinta-feira, o programa de animação da campanha de Natal, promovida pelo Município e pela Associação Comercial e Industrial de Famalicão.

Durante a tarde, o Mercado Municipal apresenta mais dois concertos das Comunidades em Coro. Às 16 horas, pela CSIF do Pelhe (Cruz, Vale S. Cosme, Telhado, Portela, Requião e Vale S. Martinho) e, uma hora depois, com a CSIF de Joane, Vermoim, Pousada de Saramagos e Mogege.

Para sexta-feira, às 19h30, na igreja Matriz Antiga, está reservado o concerto “Cantar o Natal”, pela Arteduca – Conservatório de Música de Famalicão. Mais tarde, às 21h30, a Praça D. Maria II recebe o “Natal e o Fado”, pela ACAFADO.

“Bodycams” só devem ser utilizadas em situações de perigo, emergência e ordem pública

O Conselho de Ministros aprovou, esta quarta-feira, a regulamentação das regras de utilização das câmaras portáteis de uso individual (“bodycams”) pelos agentes da Polícia de Segurança Pública e Guarda Nacional Republicana.

O Ministério da Administração Interna, tutelado por José Luís Carneiro, define, assim, a regulamentação, designadamente no que concerne às regras de utilização e de conservação dos dados. Desde logo, e segundo o documento aprovado, os agentes só podem usar “bodycams” quando estiver causa «a ocorrência de ilícito criminal, situação de perigo, emergência ou alteração da ordem pública». As gravações «não carecem de consentimento dos envolvidos». No entanto, o elemento policial deve proceder, antes do início da gravação, ao anúncio verbal de que irá iniciar a gravação e indicar, «se possível» a natureza da ocorrência que motivou a gravação e as testemunhas presentes no local.

A lei define também que a captação e gravação de imagens é obrigatória quando ocorra o uso da força pública sobre qualquer cidadão ou o recurso a quaisquer meios coercivos, «sendo proibida a gravação permanente ou indiscriminada de factos que não tenham relevância probatória; em todas as circunstâncias, deve ser respeitada a dignidade dos cidadãos e preservados os direitos pessoais, designadamente o direito à imagem e à palavra».

As “bodycams”, que apenas podem ser distribuídas aos elementos da PSP e GNR exclusivamente para registo de imagem e som em contexto de ação policial, são fixas ao uniforme ou equipamento do agente policial e colocadas de forma visível.

A legislação aprovada prevê que a gravação seja acionada, sempre que possível, antes do início da intervenção ou do incidente que a motivou ou logo que seja possível. Entre outras regras, o Ministério de José Luís Carneiro estipula que «a gravação deve ser ininterrupta até à conclusão do incidente».

As imagens «apenas podem ser acedidas» no âmbito de processos de natureza criminal e disciplinar contra agente das forças de segurança e para inspecionar as circunstâncias da intervenção policial, sempre que tal seja fundamentadamente determinado pelo dirigente máximo da força de segurança.

Famalicão: Comércio tradicional aberto até às 23h59 nos dias 22 e 23 de dezembro

Nos dias 22 e 23 de dezembro o comércio tradicional famalicense estará aberto até às 23h59, um horário mais alargado para permitir que todos possam fazer as suas compras de Natal.

O convite, da ACIF, é para que nestas duas noites especiais, o comércio abra as suas portas para as compras natalícias, juntando um brinde entre amigos com vinho do Porto.

Este ano, a iniciativa Famalicão Porto de Encontro by ACIF estende-se ao comércio, prometendo duas noites muito especiais, com novidades e dinâmicas, que podem ser aproveitadas para as compras de Natal e para a confraternização entre amigos, tendo o vinho do Porto como mote.

Este ano o Porto de Encontro começa mais cedo e prolonga-se até à tarde de 24 de dezembro, convidando os famalicenses e consumidores das cidades vizinhas para brindarem nas lojas do comércio tradicional.

Famalicão: O circo de Natal chega hoje à cidade

A partir desta quarta-feira e até ao dia 1 de janeiro, o Circo Soledad Cardinali instala-se no Parque da Juventude, no âmbito da campanha de Natal, promovida pelo Município e Associação Comercial e Industrial de Famalicão. A Câmara Municipal vai oferecer uma entrada gratuita a todas as crianças até ao segundo ciclo do ensino básico. São cerca de 10.000 entradas gratuitas.

Ainda esta quarta-feira, às 21h30, a Praça D. Maria II recebe o concerto dos REV3RSE.

O feriado de quinta-feira, abre com animação de rua com Guarda-Nuvem: SeisTopeia. De tarde, no Mercado Municipal, há concertos das Comunidades em Coro. Às 16 horas, pela CSIF do Pelhe (Cruz, Vale S. Cosme, Telhado, Portela, Requião e Vale S. Martinho) e, uma hora depois, com a CSIF de Joane, Vermoim, Pousada de Saramagos e Mogege.

Famalicão: Fado anima a quadra natalícia

A Associação Cultural & Artística Famalicão Fado – ACAFADO tem tido intensa atividade, com várias atuações nesta época natalícia. Na tarde do primeiro dia de dezembro, animou os idosos do Centro Social e Paroquial de Avidos, enquanto que no passado sábado, esteve na Noite de Fado, no salão paroquial de Pedome, promovida pela Comissão de Festas – 2023, a S. Pedro e S. Sebastião.

No seu espaço, na tarde desta quinta-feira (feriado) acolhe e anima os idosos e seus familiares do Centro Social de Calendário; no mesmo dia à noite, na Casa das Artes, está na sessão “Fado no Café da Casa”. Na noite de sexta-feira, na Praça D. Maria II, apresenta “O Natal e o Fado”. Este sábado, às 20 horas, na sua sede, na Lagoa, há um “Jantar de Natal com Fado”. Ao final da tarde do dia 15, no auditório da Fundação Cupertino de Miranda, o fado é para os utentes da APPACDM.

Famalicão: Cabaz de Natal com sabores locais à venda na Praça

Neste Natal, os Cabazes Made In Famalicão com “Produto Que é Nosso” voltam a estar disponíveis, mas desta vez na Praça-Mercado de Famalicão, na loja Atrium, e também podem ser encomendados através dos telefones 919102306 / 966648245 ou do email produtosmadein@gmail.com.

Os produtores locais e a Câmara Municipal de Famalicão uniram-se para promover a venda de cabazes de Natal que juntam três diferentes opções. O vinho verde da região, os enchidos, o mel, as compotas, os queijos, chocolates ou bolachas tradicionais são alguns dos produtos que se juntam nestes cabazes, diferenciados conforme os produtos em Gourmet, Superior e Premium.

Os promotores consideram que os cabazes são uma excelente sugestão para oferecer neste Natal, promovendo ao mesmo tempo a economia local e os produtores de Vila Nova de Famalicão.

São vários os produtores locais que aderiram à iniciativa, com produtos diferenciados e que reúnem um conjunto de critérios de avaliação e reconhecimento distinguidos com o Selo Made IN Famalicão – Produto que é Nosso.