“Em Famalicão, os serviços públicos estatais estão a degradar-se”

Jorge Paulo Oliveira, deputado à Assembleia de República, reuniu com a Delegação Concelhia de Vila Nova Famalicão da Ordem dos Solicitadores e Agentes de Execução para avaliar do estado dos serviços públicos da administração central.

“Em Famalicão, os serviços públicos estatais estão a degradar-se. Isso é visível e sentido pelos cidadãos” afirmou o deputado famalicense na reunião com a Delegação Concelhia de Vila Nova Famalicão da Ordem dos Solicitadores e Agentes de Execução que teve como pano de fundo as questões atinentes ao exercício da atividade dos membros daquela Ordem, bem como o funcionamento dos múltiplos serviços públicos estatais no concelho.

A Delegação Concelhia da Ordem dos Solicitadores e Agentes de Execução, presidida pela solicitadora Deolinda Marques, conta com 55 solicitadores e 14 agentes de execução inscritos em Vila Nova de Famalicão.

Jorge Paulo Oliveira, que foi acompanhado de Luís Barroso, dirigente da Comissão politica Concelhia da JSD, deu como exemplos daquela “degradação”, o “calvário que representa para cidadãos e funcionários a gritante falta de condições das instalações da Conservatória do Registo Civil em Famalicão”, o “caos que se vive no Serviços local da Segurança que desespera e revolta os seus utentes com tempos de espera que chegam a atingir as cinco horas” e o “agravamento das listas de espera no Hospital de Famalicão”.

O deputado famalicense diz que “os problemas não são de agora, mas tem vindo a agravar-se”. O deputado vai mais longe e diz mesmo que “não estamos a falar apenas da falta de investimento do Estado. É percetível também uma certa atitude de ostracização do governo em relação a Famalicão. A novela da Loja do Cidadão, por exemplo, mostra-nos que não somos tratados em pé de igualdade com os demais municípios. Objetivamente, somos menorizados e prejudicados”.

A reunião de trabalho serviu também para abordar o elevado número de pendências na Instância Central de Execuções do Tribunal de Famalicão que, no ano passado se cifrava em 35.013 processos. Tal como já o havia feito na Delegação da Ordem dos Advogados, Jorge Paulo Oliveira, considerou que “35 mil pendências, significam 35 mil sentenças penduradas. Significa que a Justiça não se materializa”.

O Deputado deu a conhecer à Delegação representativa dos agentes de execução a reposta da ministra da Justiça à sua interpelação sobre o que se propunha o governo fazer para obviar àqueles atrasos, uma resposta que considerou “manifestamente insuficiente”. Na resposta ao parlamentar, o governo diz equacionar colocar no Tribunal de Famalicão as denominadas “equipas de recuperação”, constituídas por oficias de justiça e que colaboram com os juízos de execução de modo a contribuírem para a regularização dos atrasos. O deputado famalicense recorda, porém, que essas equipas no total dos tribunais por onde passaram durante o ano de 2017 e em matéria de execuções, “apenas conseguiram intervir em 2411 processos, o que é um numero irrisório e revelador de que não é por aí que se consegue recuperar, em tempo útil, os atrasos registados em mais de 35 mil processos só no Tribunal de Famalicão”.

A Ordem dos Solicitadores e Agentes de Execução, depois do insucesso da denominada “Lei da Contingentação” que atribui um número máximo de processos por agente de execução, chegou a defender que escolha dos agentes de execução fosse feita por distribuição e não por nomeação, circunstância que ao impedir a monopolização de processos podia ajudar na recuperação dos atrasos verificados em inúmeros tribunais, mas esta proposta não teve acolhimento.

Famalicão: Desfolhada tradicional em Mogege

O Rancho Folclórico Santa Marinha de Mogege realiza na noite do próximo sábado, a partir das 21 horas, uma desfolhada tradicional.

De entrada livre, a desfolhada decorre na eira dos irmãos Freitas, junto ao Café Águia, no lugar da Portela.

Famalicão: Jovens partilham ideias e desafios para o seu futuro profissional

Mais de 30 jovens famalicenses, que procuram um novo desafio profissional, participaram, na semana passada, em dois Creativity Camp, com duração de dois dias, promovidos pelo programa Contrato Local de Desenvolvimento Social 4G/Comunidades Incubadoras.

Esta ação de formação, que decorreu na Casa da Juventude, tem objetivos e metodologias de trabalho específicos e contou com o apoio do Movimento Transformers, sendo «um espaço e momento de partilha, criatividade, desafios e procura de soluções», conforme referiu Ana Carvalho, coordenadora da equipa do CLDS.

Sonhos, objetivos, propósito, forças e fraquezas, análise e foco, foram alguns dos conceitos que se debateram nesta ação. A identificação de áreas de interesse e o pensamento criativo para o desenho de novas soluções foi uma constante ao longo dos dois dias de formação.

No decorrer desta iniciativa surgiram projetos com potencial de serem incubados com o apoio da equipa do CLDS 4G no território do Município.

O CLDS 4G é um programa do Instituto da Segurança Social, promovida pela Câmara Municipal e que tem a ENGENHO, como entidade coordenadora e executora do projeto.

Famalicão: “Manta de Afetos” no Dia Internacional da Pessoa Idosa

“Manta dos Afetos” é muito mais do que uma tapeçaria, representa convívio e interação entre centenas de pessoas de mais idade. Estes trabalhos foram mostrados no dia 1 de outubro, nas comemorações do Dia Internacional da Pessoa Idosa, assinaladas no concelho famalicense com uma festa convívio que decorreu no Parque do Quinteiro, em Oliveira São Mateus.

Perto de três centenas de seniores famalicenses associaram-se à festa que contou com vários momentos de animação, protagonizados pelos alunos dos cursos técnicos de desporto, geriatria e restauração da Didáxis de Riba de Ave e pela Tuna ARRA, Associação de Reformados da freguesia, e com uma ação de sensibilização para os direitos da pessoa idosa pela PSI-ON.

O município de Famalicão já anunciou a intenção de criar Academias Seniores, um programa descentralizado de promoção de uma vida ativa junto dos seniores. Presente no convívio de Oliveira S. Mateus, o presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, falou «na importância de se trabalhar a problemática do isolamento social, de reforçar os laços de pertença dos seniores à comunidade e de potenciar uma vida mais ativa através do trabalho criativo e da partilha de atividades e de experiências, conforme são objetivos deste projeto».

 

 

Famalicão: Casal apanhado pela GNR a roubar combustível do depósito de duas viaturas

A GNR deteve hoje um homem, de 40 anos, e uma mulher, de 30, por furto de combustível no concelho de Barcelos, no distrito de Braga, anunciou aquela força.

Em comunicado, a GNR refere que se trata de uma investigação envolvendo mais de uma dezena de furtos de combustível nos concelhos de Barcelos, Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso e Vila do Conde.

Os suspeitos foram detidos em flagrante, quando se encontravam a furtar gasóleo do depósito de duas viaturas, num estaleiro de obras.

No seguimento da ação policial, foi realizada uma busca domiciliária que permitiu apreender 175 litros de gasóleo, 17 bidões para transporte de combustível, uma viatura, um telemóvel e diverso material associado àquele tipo de furto.

Os suspeitos vão ser presentes na terça-feira ao Tribunal de Barcelos, para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.

Famalicão: Eduardo Oliveira apresenta lista

Eduardo Oliveira, recandidato à concelhia do Partido Socialista de Famalicão, divulgou a sua lista para a Comissão Política, onde figuram nomes como Sandra Moreira, de Vilarinho das Cambas; Manuel Loureiro, antigo autarca de Fradelos e mandatário da candidatura de Eduardo Oliveira; Sérgio Cortinhas, vereador municipal oriundo de Joane; Jorge Costa, líder do grupo do PS na Assembleia Municipal; Aristides Freitas, Camilo Lellis, Sandra Lopes, Amaro Araújo, Manuel Carvalho, Elisa Costa, Rui Carvalho, entre outros.

Isabel Silva também se recandidata à presidência da comissão política das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos de Vila Nova de Famalicão. Ricardo Dias recandidata-se a coordenador da secção de Famalicão e Laetitia da Costa também se recandidata a coordenadora da Secção de Riba de Ave.

António Silva, que foi candidato à presidência da Junta da União de Freguesias de Famalicão e Calendário, e Albano Costa são candidatos a presidentes das mesas das seções de Vila Nova de Famalicão e Riba de Ave, respetivamente.
Recorde-se que Eduardo Oliveira é o atual presidente da concelhia do PS e recandidata-se para um segundo mandato, com a moção “Todos por Famalicão”, tendo por objetivo «continuar a crescer para servir Famalicão» e ganhar as autárquicas de 2025.

As eleições realizam-se no próximo sábado, dia 8 de outubro, na sede concelhia do Partido Socialista de Vila Nova de Famalicão, entre as 14h00 e as 22h00.

 

Famalicão: Supermercado ALDI abre em Joane ainda este ano

Tal como a Cidade Hoje avançou, a rede de supermercados ALDI prepara-se para abrir uma loja em Vila Nova de Famalicão.

O espaço fica localizado na vila de Joane, na Avenida Padre Silva Rego, junto à VIM.

A cadeia de supermercados de origem Alemã ALDI está em expansão no território nacional, sendo que na região vai avançar com a construção de uma plataforma logística, em Santo Tirso.

A Cidade Hoje está em condições de avançar que a loja ALDI de Joane vai entrar em funcionamento ainda no decorrer deste ano.