Empresas do têxtil e vestuário ajudam na luta contra o Covid-19

Foi avassaladora a resposta das empresas do setor ao apelo da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) para contribuírem para o fornecimento de equipamento têxtil hospitalar, tendo recebido centenas de ofertas de ajuda.

Esta quinta-feira, a ATP anunciou em comunicado que estava a trabalhar com o CITEVE (Centro Tecnológico sediado em Vila Nova de Famalicão) para dar resposta à solicitação da Direção-Geral da Saúde em termos de fornecimento de equipamento têxtil hospitalar. A associação pedia que as empresas, com experiência e disponibilidade colaborassem no fornecimento deste tipo de materiais. No mesmo comunicado a ATP refere que tem tido contactos de confeções disponíveis para o efeito e solicita informação sobre fabricantes de matérias-primas e acessórias.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da ATP, Mário Jorge Machado, disse que mesmo as que não têm experiência nem competências nesta área responderam de imediato informando que estão disponíveis para fazer as adequações que são necessárias, incluindo formação para tal. «Somos um povo solidário», assinalou.

Os produtos tem uma tecnicidade e requisitos específicos que é preciso assegurar estando, por isso, a questão a ser coordenada com a Direção-Geral da Saúde e com o centro tecnológico. Mário Jorge Machado frisou a importância de cumprir as normas na produção destes materiais a serem usados pelos profissionais de saúde no combate à Covid-19 pelo que a questão está a ser tratada com toda a necessidade técnica que exige.

Os profissionais de saúde portugueses, à semelhança de outros países, têm alertado para a falta de equipamento de proteção, nomeadamente máscaras e fatos de circulação, tratam-se de fatos habitualmente usados nos blocos operatórios, mas que agora, devem ser usados por todos os médicos para que troquem as suas roupas por estes fatos assim que cheguem ao hospital.

Famalicão: Bombeiros acionados para incêndio em apartamento no centro da cidade

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses foram acionados, ao início da tarde desta sexta-feira, para um incêndio num apartamento localizado na Rua Ana Plácido, no centro de Famalicão.

À Cidade Hoje fonte do socorro afirmou que o foco de incêndio concentrou-se na zona da cozinha do apartamento, tendo a situação ficado rapidamente resolvida.

Não há registo de feridos, apenas danos materiais.

FC Famalicão começa a trabalhar a 1 de julho

O plantel do Futebol Clube de Famalicão regressa ao trabalho no dia 1 de julho, no Centro de Treinos, estando igualmente definido o calendário da pré-epoca, que contempla vários jogos de preparação. Realce para o jogo de apresentação, no dia 30 de julho, com o Deportivo da Corunha.

FC Famalicão x CD Trofense
17 de julho – Jogo à porta fechada

FC Famalicão x Leixões SC
20 de julho – Jogo à porta fechada

FC Famalicão x FC Penafiel
24 de julho – Jogo à porta fechada

FC Famalicão x Casa Pia AC
27 de julho – Jogo à porta fechada

FC Famalicão x Deportivo de La Coruña
30 de julho – Jogo de apresentação

FC Famalicão x Moreirense FC
3 de agosto – Jogo à porta fechada

Famalicão: Contratado médio Tom van de Looi

Tom van de Looi é o primeiro reforço do Futebol Clube de Famalicão para a nova época. O médio neerlandês, de 24 anos, assinou contrato por três épocas.

Formado no FC Groningen, Tom van de Looi estreou-se com 18 anos na I Liga Neerlandesa. Após uma passagem pelo NEC Nijmegen, jogou em Itália, no Brescia, onde esteve nas últimas quatro temporadas.

Do currículo do médio constam, ainda, internacionalizações entre as seleções sub-17 e sub-20 dos Países Baixos, destacando-se a presença no Campeonato da Europa de sub-17 em 2016.

Com “grandes expectativas para esta temporada”, o jogador diz que o Futebol Clube de Famalicão “é um clube que está a crescer muito e que se tem revelado muito bom para jovens jogadores”, sublinhando “a aptidão do clube para fazer evoluir jogadores e elevá-los para um nível muito alto”.

Tom van de Looi sente que chegou “o momento de dar um novo passo na carreira”. Admitindo ter contactado Justin de Haas, revelou que o compatriota lhe “transmitiu coisas muito boas sobre o clube”, nomeadamente, “as condições de excelência que lhe permitiram melhorar as suas qualidades”.

Tom van de Looi define-se como “um médio defensivo”, que pode jogar na posição 8, “que gosta de ter bola, forte taticamente e que tenta ganhar todos os duelos físicos”.

Famalicão: Corte de água na freguesia da Carreira

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão emitiu um aviso para os moradores da freguesia da Carreira. De acordo com o comunicado, amanhã, sexta-feira, dia 21 de junho, os serviços operacionais do Município realizarão uma intervenção de manutenção na conduta de abastecimento de água localizada na Rua do Canto.

Esta intervenção, essencial para garantir a qualidade e segurança do fornecimento de água, implicará a interrupção temporária do abastecimento de água na área circundante. O corte está programado para ocorrer entre as 08h00 e as 12h00.

Famalicão: Duas propostas de cinema no Teatro Narciso Ferreira

O Teatro Narciso Ferreira, em Riba de Ave, apresenta para o próximo sábado duas sugestões de cinema.

Às 16 horas, pode ver a versão portuguesa de O Panda do Kung Fu 4. Na noite do mesmo dia, às 21h30, é exibido o filme Challengers, de Luca Guadagnino, que relata a história de Tashi Duncan, uma antiga estrela do ténis que se tornou treinadora, que nunca pede desculpa pelo seu jogo dentro e fora do campo, tão-pouco se questiona sobre o preço a pagar pela vitória.

Famalicão: Manhã desportiva na Devesa a favor da Dar as Mãos

A Associação Dar as Mãos realiza no dia 29 de junho uma manhã desportiva, para angariar bens alimentares.

A atividade decorre a partir das 10 horas, no anfitreatro do Parque de Devesa, com o apoio da Fundação Decathlon e da Ecoar.

A associação apela à participação nesta iniciativa, não só pela prática de atividade física mas, também, pelo convívio.