Ensino: Pai mantém luta «pelos nossos direitos e pelo bem dos nossos filhos»

Artur Mesquita Guimarães, pai de dois alunos de excelência que não frequentam a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, vem, num artigo de opinião, defender-se de notícias e artigos «atentatórios contra a dignidade da minha família».

Recorde-se que os alunos, da Escola Júlio Brandão, não frequentaram a disciplina por decisão dos pais que entendem que há conteúdos que dizem respeito à família e não ao Estado. Por esta decisão, e apesar dos jovens em causa serem alunos de “5”, o Ministério da Educação manifestou vontade em reprová-los. O caso segue, agora, nos tribunais.

Leia a seguir o artigo de opinião de um pai que pede ao filhos que fiquem tranquilos, porque «nós, os pais, por certo estaremos à altura de vos proteger».

“Notícias e artigos que merecem resposta!

A semana, ou talvez as últimas semanas, têm sido ricas de opiniões, o que em si é salutar, relacionadas com o caso da “escola dos nossos filhos”, mas algumas das notícias/opiniões impõem resposta.

“A questão de fundo é se aquelas crianças devem ser reféns da teimosia desmiolada dos pais”

A estas e outras afirmações de carácter grosseiro, reveladoras de falta de cidadania e de quem se apresenta desesperado, pouco respeitadoras dos princípios da liberdade (vá-se lá saber porquê!), respondemos clara e publicamente: com a superior autoridade natural de pais (que a Constituição e os Direitos Humanos, aliás reconhecem), garantiremos a defesa da nossa liberdade e a proteção dos nossos filhos até ao limite das nossas forças, pelo superior interesse do bem deles.

Aos nossos filhos dizemos: fiquem tranquilos, nós, os pais, por certo estaremos à altura de vos proteger.

Também se tem dito por aí: mas quem é este “fulano” que aparece agora armado em herói, ou qualquer coisa semelhante. Este fulano (nem mais nem menos) é uma pessoa, cidadão de igual dignidade e plenos direitos tal como Francisco Louçã, Fernanda Câncio, Pedro Filipe Soares, João Costa, João Paulo Pedrosa, Ana Mendes Godinho ou qualquer outro cidadão, que com o trabalho de cada dia procura contribuir para o bem comum e levar a vida para a frente.

Sobre 20 deputados socialistas, repito 20 deputados socialistas, não o PS, já que há militantes do PS subscritores do abaixo-assinado em nossa defesa… o “Observador” dá a seguinte notícia: “pedem esclarecimento sobre a atuação de CPCJ” (curioso!) e refere ainda: «O progenitor (entenda-se pai) exibiu os filhos nos órgãos de comunicação social e desadequadamente, apenas com o propósito de assinalar e afirmar a sua discordância com uma disciplina do currículo de ensino”, sustentam estes deputados do PS» (afirmação triste e lamentável!). Não, senhores deputados do PS, não é a primeira vez que os nossos filhos aparecem na comunicação social, quer na impressa como mesmo na TV e sempre por boas causas. Talvez seja porque são simpáticos, bons rapazes e também talvez seja isso que vos incomoda.

Pois bem este tipo de comentários, grosseiros e agressivos, em jeito intimidatório à semelhança do Despacho emitido pelo Senhor Secretário de Estado João Costa, seguramente não nos afastarão da defesa dos nossos direitos e da nossa liberdade.

É caso para perguntar: porque será que todos estes senhores estão tão surpreendidos por nós não renunciarmos aos direitos que a Constituição, as leis da República e ainda os Direitos Humanos nos reconhecem?

Enfim, comportamentos próprios de “meninos mimalhos” burgueses, no caso adultos, que não estão habituados a ser contrariados e pensam que fazem o que querem e levam a melhor só por fazerem perrice – aquilo que às vezes se vê nos supermercados.

Pela nossa parte também entendemos que quem de direito deve tomar as medidas adequadas, na defesa dos nossos direitos e liberdades (aqui quando referimos “nossos” deve entender-se os nossos e os de todos) e por isso apresentámos uma queixa no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga contra o Ministério da Educação e contra o Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, onde estudam os nossos filhos, que já produziu os seus efeitos.

Também apresentámos, junto do Sr. Presidente da República, as razões que nos levam a pedir que diligencie no sentido da destituição do Senhor Secretário de Estado Dr. João Costa.

Pela liberdade, pelos nossos direitos e pelo bem dos nossos filhos.

Brufe VNF, 11 Setembro 2020

Artur Mesquita Guimarães”

Famalicão: Bênção e Procissão dos Ramos na Praça 9 de Abril

Domingo, dia 2 de abril, a Igreja celebra a bênção e Procissão dos Ramos, na Praça 9 de Abril, com início às 10 horas. Após a bênção, a procissão segue pela Rua de Santo António, Praça D. Maria II, Rua Alves Roçadas, Rua S. João de Deus, Rua Adriano Pinto Bastos, Rua Manuel Pinto de Sousa até à Igreja Matriz Nova, onde às 11h15, celebra-se a eucaristia do Domingo de Ramos da Paixão do Senhor. Ainda na Praça 9 de Abril, às 11 horas, será recriada a Entrada Triunfal de Jesus em Jerusalém.

Na tarde deste dia, às 15 horas, sai a segunda edição do Cortejo Bíblico Páscoa Hebraica, a partir do centro paroquial, junto à Matriz Nova. O cortejo segue pela Rua Manuel Pinto de Sousa, Rua Adriano Pinto Bastos, Alameda D. Maria II, Rua Lourenço da Silva Oliveira, Praça D. Maria II, Rua de Santo António e termina na Praça 9 de Abril.
Este cortejo tem uma linha histórica que pretende mostrar a opressão de Israel e a sua libertação, por Deus, debaixo do jugo dos Egípcios.

Famalicão: “Padrinhos” do FC Famalicão levam o folar ao Centro Escolar Luís de Camões

Antes da pausa letiva para a Páscoa, os alunos do Centro Escolar Luís de Camões receberam, esta quinta-feira, a visita de Riccieli e Alexandre Penetra que não foram de mãos vazias e, qual padrinhos, entregaram o folar.

Os jogadores do FC Famalicão estiveram com os meninos e meninas do pré-escolar e o 1.º ciclo deste estabelecimento do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco que se apresentaram animados e devidamente vestidos com as cores do clube. Como prémio, qual folar, receberam ovos e chocolates da Páscoa, autógrafos dos dois defesas, pulseiras e outros adereços para que mantenham viva a paixão que já mostram pelo Futebol Clube de Famalicão.

«O carinho que recebemos é demonstrativo da paixão que os famalicenses sentem pelo clube. Sabemos que muitos destes meninos e meninas são presença frequente nos jogos e, como tal, puderam, de alguma forma, concretizar o sonho de estarem com jogadores que costumam estar a apoiar desde as bancadas», referiu Riccieli visivelmente «muito feliz» por proporcionar este momento «que ficará, certamente, na memória das crianças».

As palavras do capitão da equipa tiveram eco na voz de Alexandre Penetra. O jogador não se mostrou surpreendido com a receção dos jovens adeptos, acrescentando que o Famalicão é um «amor que passa de geração em geração». O camisola 6 destaca que «é comum vermos famílias completas a assistir aos jogos e é esse cenário que desejamos ter no Municipal na partida de segunda-feira», diante do Arouca. «Estamos a atravessar uma fase muito positiva e os adeptos têm sido uma peça fulcral para este crescimento. Queremos manter esta energia para que possamos continuar a cimentar a nossa posição na tabela classificativa».

Famalicão: Páscoa Doce com convívio

Este fim de semana, a Alameda D. Maria II recebe a segunda edição da Páscoa Doce.

Este é mais um momento da programação definida pela Confraria das Santas Chagas para as festividades da Páscoa.

A abertura está marcada para as 10 horas, com a presença das confeitarias de Famalicão e de outras localidades. Por que Páscoa é, por tradição, sinal de doces, incluindo as amêndoas, não podiam faltar nesta quadra festiva.

Esta montra de doces é também sinal de convívio fraterno entre os famalicenses, à semelhança do que se vive nas casas em dia de Páscoa. Assim, no sábado, às 10h30, a equipa Apolo Famalicense Associação de Dança faz uma atuação; às 15 horas, está marcado um concerto de metais pela Artave.

Por volta das 15 horas, tem lugar o primeiro Concurso de Doces Caseiros de Páscoa destinado a amadores.

Como os doces precisam de vinho, por volta das 17 horas há uma prova de vinhos verdes.

Famalicão: Via-Sacra Jovem na noite desta sexta-feira

Em preparação para a Semana Santa, esta sexta-feira, realiza-se a via-sacra jovem, com saída da igreja matriz nova às 21h30. Começa no interior do espaço religioso e segue pela Rua Álvaro Castelões, Rua Manuel Pinto de Sousa, Rua Adriano Pinto Bastos, Rua de S. António, Praça 9 de Abril e termina no interior da Antiga Igreja Matriz.
A via-sacra faz parte das tradições mais acarinhadas pelos católicos, sobretudo durante a quaresma. É um exercício espiritual – e, em alguns casos, também físico – que ajuda quem a faz a reviver a paixão e morte do Senhor Jesus, acompanhando Aquele que deu a vida pela humanidade e aprendendo d’Ele o “caminho da cruz”, o caminho de todos os homens e mulheres, mais ainda de todos os cristãos.

Famalicão: Mariana e Inês alcançam bons resultados no Europeu de Xadrez

As irmãs Mariana e Inês Silva, jogadoras do Clube de Xadrez Associação Académica da Didáxis, em representação de Portugal no Campeonato Europeu Feminino, terminaram a prova com bons resultados.

Na competição que decorreu em Petrovac (Montenegro), entre os dias 17 e esta quarta-feira, com a participação de 136 atletas de 34 países, Mariana Silva concluiu com 4,5 pontos e uma performance exatamente igual ao Elo que possui atualmente (1920). Cabeça de série n.º 116 à partida da prova, Mariana terminou no 94.º lugar, um registo bem considerável.

Ana Inês Silva totalizou 4 pontos e fechou a prova em 111.º lugar. Tal como a irmã, Inês ficou acima do ranking inicial (era a 125), mas o mais importante foi a performance de 1978, que lhe permitiu arrecadar 44,6 pontos para o Elo.

O Clube de Xadrez A2D agradece à Associação Académica da Didáxis, Cooperativa de Ensino Didáxis e à Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, pelo patrocínio às atletas, bem como, ao apoio prestado pela Federação Portuguesa de Xadrez.

 

Concertos das bandas de Famalicão e da Sinfónica Portuguesa este fim de semana

As festividades da Páscoa em Famalicão incorporam vários momentos culturais. Este sábado, a Banda de Música de Famalicão realiza um concerto de Páscoa, na igreja matriz nova, às 21h30. A direção é de Armando Teixeira, com o seguinte programa: Echos of San Marco (Johan de Meji); El Arca de Noé (Óscar Navarro); La Passio de Crist (Ferrer Ferran); Hallelujah Chorus (Handel’s Messiah).

No Domingo de Ramos, às 18h30, na matriz nova, tem lugar um concerto de Páscoa “Requiem” de Frigyes Hidas. uma estreia nacional protagonizada pela Banda Sinfónica Portuguesa, que conta com a participação do coro da ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo e da Academia de Música de Costa Cabral, do Porto.

Há uns anos que o programa da Semana Santa inclui cinema. Este ano é no dia 4, às 21h30, na Casa das Artes, com “A noiva de Sérgio Trefaut”. No dia 5 é exibido “Regresso ao Pó”, de Li Ruijun. A entrada é livre.

Já posterior à Páscoa, realiza-se um Concerto de Encerramento pela Orquestra Artave e Coro CCM. Está marcado para o dia 15, às 21h30, na igreja matriz nova. O maestro é Luís Machado, com o seguinte programa: W.A. Mozart – Sinfonia nº 35 “Haffner”, W.A. Mozart – “Missa da Coroação”.