Espetáculo com artistas famalicenses assinala 25 de Abril

A Alicerce, plataforma de lançamento de novos projetos e ideias, criou o evento “Alicerce Fica em Casa”, propondo um espetáculo, online, com 16 artistas, para celebrar Abril. São oito horas de música. Os diretos decorrem este sábado, a partir das 15 horas, na página de instagram de cada artista

Participam neste espetáculo: Naughty, Senso, Spectrum, Filz the Illest – todos de Famalicão; Call & Sineiro (Liquid Skin); Cardoso; Kani Klan; Leide; Miqui Brightside; M.; Mataee; Praso; Púrpura; Urze; e Wugori

Famalicão: Desfolhada tradicional em Mogege

O Rancho Folclórico Santa Marinha de Mogege realiza na noite do próximo sábado, a partir das 21 horas, uma desfolhada tradicional.

De entrada livre, a desfolhada decorre na eira dos irmãos Freitas, junto ao Café Águia, no lugar da Portela.

Famalicão: Casa do Artista Amador de portas abertas para a cultura

Há, no concelho, um novo espaço de criação cultural e artística. A Casa do Artista Amador, no Louro, abriu portas este domingo, sendo mais um equipamento «ao serviço da descentralização e democratização cultural no concelho», referiu Mário Passos na sessão de inauguração.

O espaço, que é sede da promotora do festival Laurus Nobilis, a Associação Ecos Culturais do Louro, resulta da requalificação da antiga escola primária de Gandra, que teve um apoio municipal de cerca de 77 mil euros. Trata-se de «um sonho de longa data, agora concretizado pela conjugação de esforços incansáveis da Câmara Municipal, Junta de Freguesia, associados e de muitas empresas do concelho», agradeceu o responsável da associação. José Aguiar promete, doravante, «um espaço aberto a todos aqueles que precisam de um local para produzir e expor a sua arte».

Na inauguração da Casa do Artista Amador, que decorreu ao final da manhã deste domingo, Mário Passos deu nota da «persistência e proatividade» da Associação Ecos Culturais do Louro. O presidente da Câmara Municipal considera que «a cultura famalicense ganhou um novo palco de excelência, ao mesmo tempo que se deu uma nova vida a um antigo edifício escolar da freguesia».

Em termos de programação, outubro marca o arranque com propostas para todos os gosto, contabilizando-se cerca de 25 iniciativas, entre concertos, exposições, palestras, entre outros.

Mais informações na página oficial de Facebook da Associação Ecos Culturais do Louro, em www.facebook.com/EcosCulturaisdoLouro.

 

Famalicão é um dos municípios mais transparentes do país

A Dyntra, a primeira plataforma colaborativa do mundo a mensurar as informações públicas de governos, autoridades públicas, partidos políticos, representantes eleitos e os diversos stakeholders de forma dinâmica, eficiente, transparente, aberta e colaborativa assinala a cidade de Famalicão como a quarta mais transparente do país entre as grandes cidades de Portugal.

Segundo esta plataforma, uma organização independente que tem como principais propósitos promover a transparência das administrações públicas municipais com projetos e metodologias desenvolvidas em vários países, no índice global Famalicão aparece posicionado como o sétimo mais transparente do país.

O Ranking de Transparência das 50 maiores cidades nacionais foi apresentado publicamente na passada semana passada, em Braga, e está disponível para consulta em https://portugal.dyntra.org.

«É gratificante percebermos que o nosso esforço ao nível da transparência e da prestação de contas com os munícipes está no bom caminho», refere o presidente da Câmara Municipal. Mário Passos fala de «uma preocupação crescente da autarquia para com a disponibilização da informação relativa à gestão autárquica».

O relatório da Dyntra adota uma metodologia dinâmica contemplando a contínua atualização de resultados, abrindo a informação ao público e à sociedade civil utilizando de forma eficiente as novas tecnologias.

 

Famalicão: Casa do Artista Amador do Louro inaugurada este domingo

O presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, participa este domingo, às 12h30, na inauguração da Casa do Artista Amador do Louro, espaço que vai funcionar na antiga escola primária de Gandra.

A Casa do Artista Amador, que servirá também de sede para a associação promotora do festival Laurus Nobilis, a Associação Ecos Culturais do Louro, funcionará como um novo polo cultural na freguesia.

Outubro marca, assim, o arranque da programação com a realização de cerca de 25 eventos ao longo deste mês, como concertos, exposições, palestras, entre outros.

A reabilitação do edifício representou um investimento municipal de cerca de 77 mil euros.

Famalicão: Teatro Narciso Ferreira integra IV Ciclo de Conferências do Museu da Indústria Têxtil

O Teatro Narciso Ferreira (TNF), em Riba de Ave, faz parte do programa de visitas do IV Ciclo de Conferências “Novos contributos para a história industrial portuguesa” organizado pelo Museu da Indústria Têxtil, que decorre entre 15 de outubro a 3 de dezembro em vários locais da região Norte.

Alvo de um profundo processo de reconstrução e reequipamento pelo Município de Vila Nova de Famalicão, o TNF está há alguns meses em pleno funcionamento, assumindo-se como um polo de dinamização artística naquela zona do concelho que confronta com os territórios vizinhos de Guimarães e Santo Tirso.

O IV Ciclo de Conferências do Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave (MITBA) terá três sessões, divididas pelos dias 15 de outubro, 12 de novembro e 3 de dezembro. Casa sessão decorre na tarde destes dias, a partir das 15 horas, no MITBA, e inclui a visita guiada a um sítio de interesse patrimonial no final da conferência.

O ciclo começa com Mário Bruno Pastor, doutorando da Universidade Católica Portuguesa (Polo do Porto) e membro da Associação Portuguesa para o Património Industrial, que abordará a história da “A fábrica de lanifícios de Padronelo, em Amarante (1855-2022)”, a 15 de outubro, que inclui, no final, a visita ao Teatro Narciso Ferreira, na vila de Riba de Ave.

Famalicão dá palco para aulas de teatro a alunos do 5.º ano

Depois da música e da dança, o teatro passa, também, a fazer do ensino artístico. Atualmente, são 21 os alunos de duas turmas do 5.º ano que vão frequentar, neste ano letivo, o ensino artístico especializado das artes de palco, em regime articulado, numa parceria entre a Câmara Municipal, a ACE- Escola de Artes e os agrupamentos de escola de Pedome e Ribeirão.

Atualmente, o ensino articulado em Famalicão abrange perto de meio milhar de alunos, com a Câmara Municipal a investir uma verba que ultrapassa os 100 mil euros. E sobre o valor afeto ao ensino articulado, o presidente da Câmara Municipal lamenta que o estado português não disponibilize os meios financeiros necessários «para que seja efetivo e para que todos os alunos possam fazer a sua escolha. Vou fazer todas as diligências para que o ensino articulado do Teatro e da Dança também sejam convenientemente apoiados e financiados por parte da tutela»

A apresentação do Curso Básico de Teatro decorreu, na tarde desta terça-feira, na Escola Básica de Pedome. Na ocasião, o presidente da autarquia enalteceu o «enorme contributo» do ensino artístico no enriquecimento do projeto educativo. «Temos alunos mais motivados e a adquirir novas competências através de outras formas de aprendizagem e saber», anotou Mário Passos.

A coordenadora do curso da ACE, Sílvia Correia, fala numa mudança de paradigma que «os pais aceitam e percebem as mais valias que é o seu filho, ao longo de 5 anos, do 5. ao 9.º anos, poder frequentar disciplinas que vão dar conhecimentos técnicos e artísticos, mas também consolidar matérias e tornar mais coeso o currículo».

O Curso Básico de Teatro ocupa atualmente 6 horas da carga horária semanal dos alunos, com as disciplinas de interpretação, improvisação e movimento e técnica vocal.

A promoção do ensino artístico e do ensino articulado continua a ser uma das apostas da Câmara Municipal de Famalicão e aos cursos de Música, promovidos pelo CCM- Centro de Cultura Musical e pela ArtEduca, a autarquia acrescentou ainda o ensino da Dança, em parceria com a Andança, iniciando agora o ensino articulado do Teatro em duas turmas dos agrupamentos de escola de Pedome e Ribeirão.