F.C. Famalicão reúne este sábado em Assembleia Geral Extraordinária

O Futebol Clube de Famalicão realiza este sábado, 23 de junho, às 18h00, na Academia do FC Famalicão uma Assembleia Geral Extraordinária. A reunião magna tem como tema a alienação até 90% do capital da sociedade desportiva do clube.

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Nos termos legais e estatutários e a pedido da sua Direção, convoco os associados do FUTEBOL CLUBE DE FAMALICÃO com sede social na Alameda Dr. Francisco Sá Carneiro, Centro Coordenador de Transportes, Loja 13, Apartado nº. 1, Antas, Vila Nova de Famalicão, Portugal, pessoa coletiva e contribuinte fiscal nº 501 072 284, a reunir em Assembleia Geral Extraordinária, em primeira convocação e em sessão extraordinária, em Vila Nova de Famalicão, na Academia FC Famalicão, sita na Rua dos 3 Caminhos, Loteamento Industrial de Meães, em Esmeriz, no dia 23 Junho de 2018 pelas 18 horas, com a seguinte:

ORDEM DE TRABALHOS:

Ponto Único – deliberar sobre a concessão de autorização à direção do FUTEBOL CLUBE DE FAMALICÃO para proceder à alienação até ao montante máximo de 90% do capital social da FUTEBOL CLUBE DE FAMALICÃO – FUTEBOL SAD.

– Não comparecendo o número legal de associados para que a Assembleia Geral possa reunir em primeira convocação, convoco desde já a mesma para reunir em segunda convocação, no mesmo local, na mesma data, às 18:30 horas, com a mesma Ordem de Trabalhos, deliberando então com qualquer número dos associados presentes (artigo 42, – ponto único – dos Estatutos do Futebol Clube de Famalicão).

FC Famalicão vence nos quartos de final da Taça da Liga

A equipa feminina do FC Famalicão venceu, na tarde deste domingo, o Lank Vilaverdense, por 3-1.

Na Academia e no primeiro jogo dos quartos de final da Taça da Liga, o Famalicão foi claramente superior em todos os momentos do jogo e só deve a si um resultado bem mais folgado.

Os três golos famalicenses foram apontados na primeira parte, por Laís Araújo, Pati e Alidou, em resultado de uma boa exibição.
O Lank Vilaverdense esboçou, nos primeiros minutos da segunda parte, uma reação e fez um golo.

Até final, a equipa treinada por Miguel Afonso desperdiçou mais algumas oportunidades para dilatar o marcador.

FC Famalicão isento da primeira eliminatória da Taça de Portugal de futsal

Realizou-se, esta quinta-feira, no auditório 2 da Cidade do Futebol, o sorteio da primeira eliminatória da Taça de Portugal Placard, em futsal. Com 53 clubes, o sorteio começou por definir as primeiras 23 equipas isentas, de entre as quais está o SC Cabeçudense/FC Famalicão.

A eliminatória está dividida em duas séries, sendo que na Norte, o São Mateus vai receber o Águias Vimioso.

Recorde-se que as duas equipas famalicenses competem no campeonato nacional da 3.ª divisão, cuja primeira jornada disputa-se este fim de semana.

Famalicão: João Pedro Sousa aceitou o convite em três minutos

Tal como CIDADE HOJE avançou, em primeira mão, João Pedro Sousa está de regresso ao FC Famalicão e o contrato é válido por época e meia. Depois do sucesso em 2019/2020, com o sexto lugar na primeira liga, o treinador saiu em janeiro de 2021, e volta a uma casa que bem conhece, depois de passagens pelo Boavista e Al Raed, da Arábia Saudita.

Na conferência de imprensa de apresentação, ao final da manhã desta quinta-feira, foi um sorridente João Pedro Sousa que se apresentou aos jornalistas. Logo defendeu que «não gosta de vender sonhos», reconheceu que o momento da equipa «é difícil», mas, doravante, «vamos jogar para ganhar»

Logo que Miguel Ribeiro lhe ligou a resposta não demorou mais de 3 minutos, garante, porque «sempre me identifiquei com o clube, com as pessoas que aqui trabalham, com o projeto e com a cidade» E, assim, reconheceu, «continuam reunidas as condições para aqui trabalhar», num regresso que lhe revelou «mais competência e mais ambição para fazer crescer o clube».

Aos votos de «bem-vindo», do presidente da SAD, João Pedro Sousa logo lançou um olhar sobre o plantel «que conheço bem e estou identificado com o seu valor». Voltar a ser «feliz» em Famalicão, motivar e trabalhar os jogadores «para jogarem com alegria» e inverter o ciclo negativo já no próximo jogo (em casa, com o Boavista), são as primeiras premissas. E tudo isto para «dar alegrias aos nossos adeptos».

«É preciso trabalhar muito, porque estamos numa situação muito complicada», avisou. Trabalho que não enjeita «porque estamos num clube e numa cidade de muita coragem».

Doravante, há, então, «que lutar, trabalhar e correr para vencer» para, o mais cedo possível, «entrar numa velocidade de cruzeiro e em zonas classificativas que nos deem alguma tranquilidade».

Mas as primeiras palavras de João Pedro Sousa foram de reconhecimento para o seu antecessor Rui Pedro Silva. Foi também pelo reconhecimento ao ex-treinador que Miguel Ribeiro começou. Depois do desenlace, o dirigente assume que o clube tinha várias opções em carteira, mas a escolha «recaiu em João Pedro Sousa, porque conhece esta casa e pela qualidade do seu trabalho», através do qual «vamos conseguir os nossos objetivos». E o que pediu a João Pedro Sousa? «O que pedimos ao João foi um jogo, um jogo capaz de nos levar a um bom patamar, enquadrando os nossos jogadores e para fazer crescer o Famalicão colocando-o no patamar onde pretendemos».

João Pedro Sousa tem como adjuntos Carlos Pacheco, Manuel Santos, Paulo Silva, Vítor Alcino e Ricardo Silva.

FC Famalicão apresenta novo treinador esta quinta-feira

O FC Famalicão acaba de convocar a comunicação social para a apresentação do novo treinador da equipa principal, que vai substituir Rui Pedro Silva. A sessão decorre às 12h30, em conferência de imprensa no Estádio Municipal.

Rui Pedro Silva saiu do clube, por mútuo acordo, depois da derrota (1-0), no domingo passado, com o Casa Pia. Com sete jornadas já disputadas na Liga Biwn a equipa soma apenas 4 pontos.

Rui Pedro Silva já não é treinador do FC Famalicão

A SAD do Futebol Clube de Famalicão acaba de comunicar que o treinador Rui Pedro Silva já não é treinador da equipa principal.

A SAD refere que o fim do contrato é por mútuo acordo. Ao treinador, os dirigentes «agradecem o empenho e profissionalismo que sempre empregou ao serviço desta instituição, desejando os maiores sucessos pessoais e profissionais».

Rui Pedro Silva sai ao fim de sete jornadas, com apenas uma vitória e um empate e a décima sexta posição. A derrota, no domingo passado, no Estádio do Jamor, terá sido determinante para este desfecho.

A saída de Rui Pedro Silva nesta altura – paragem do campeonato para compromissos da Seleção – dará algum tempo à SAD famalicense para encontrar um substituto que terá mais de uma semana para preparar a receção ao Boavista, agendada para o dia 2 de outubro.

Rui Pedro Silva ingressou no FC Famalicão no decurso da época passada, tendo contribuído para a manutenção da equipa na primeira Liga, quando se encontrava nos últimos lugares. Chegou em dezembro de 2021, com a equipa na penúltima posição e levou-a ao oitavo lugar, a segunda melhor posição de sempre do clube, com 39 pontos.