Famalicão: Candidato Jorge Paulo Oliveira (AD) dedica semana à saúde

Jorge Paulo Oliveira, candidato da Aliança Democrática, dedicou a semana à saúde, com visita a instituições, para decalcar problemas, e com a apresentação de propostas. No Dia Mundial do Doente, reafirmou que não haverá reforma da saúde sem a adesão de todos quantos trabalham no SNS, incluindo os voluntariados.

O famalicense esteve reunido com a Associação de Diabéticos, a Associação de Dadores de Sangue e a Associação de Voluntariado Hospitalar do CHMA. «Prevenir, cuidar e salvar vidas. É disso que se trata quando falamos destas Associações», sublinhou.

Jorge Paulo Oliveira defendeu como desígnio coletivo a ambição de, no espaço de década e meia, colocar o sistema de saúde português entre os dez melhores do mundo em termos de mortalidade por cancro e doença cardiovascular, tempo de vida sem doença, tempos de resposta para consultas e cirurgias e esperança média de vida à nascença.

Entretanto, no dia 14 de fevereiro, o social-democrata dedicou a campanha ao tema da violência doméstica, que apelida de «flagelo social e atrocidade contra o direito à vida e à integridade física e mental». O candidato esteve reunido com os responsáveis da CPCJ – Comissão de Proteção de Crianças e Jovens e da PSI-ON – Associação para a Educação, Desenvolvimento e Intervenção nas Comunidades, que dispõe de uma Unidade de Apoio à Vítima de Violência Doméstica. Reconhecendo haver ainda muito por fazer nesta área, disse ser necessário atuar em diferentes dimensões: prevenção, apoio às vítimas e combate à violência doméstica. «Entre muitas outras propostas, impõe-se a expansão a todo o território nacional da Rede Nacional de Apoio à Vítima. Não temos dúvidas de que temos de ambicionar instalar salas de apoio à vítima em todas as esquadras da PSP e postos da GNR, destinadas ao acolhimento de casos de maus-tratos a crianças e vítimas de violência doméstica», considerou o militante do PSD. E alertou também para a necessidade de criminalizar determinadas formas de violência e conferir a tipificação especial e específica de crimes como o assédio sexual, a ‘ciberperseguição’, o ‘ciberassédio’ ou o incitamento à violência e ao ódio online. «Não temos dúvidas de que precisamos de reforçar os mecanismos de acesso à justiça», concluiu.

Para o candidato, a semana terminou com um dia dedicado à temática das dependências e da saúde mental, com reuniões com os responsáveis da unidade famalicense do “Projeto Homem” e da LIPAC – Liga de Profilaxia e Ajuda Comunitária. «Se é certo que temos de combater o estigma associado às doenças do foro da saúde mental, também é certo que há necessidade de rever a legislação relacionada com os comportamentos aditivos e dependências, bem como as questões relativas à aplicação da nova lei de saúde mental, que trouxeram mais limitações ao tratamento não voluntário de cidadãos, jovens e menos jovens», defendeu. O candidato destacou que a AD propõe a criação de um Programa Prioritário de Saúde Mental Comunitária, que contemplará, entre outras ações, a prevenção primária de toxicodependências e a prevenção comunitária escolar e universitária.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Famalicão: Jéssica tem 23 anos, está desaparecida e com o telemóvel desligado

Jéssica Salazar (na imagem) está desaparecida desde a noite deste sábado. A jovem, de 23 anos, residente na Urbanização das Lameiras, terá estado até cerca das 23h50 em casa de uma prima, tendo desaparecido quando estaria de regresso a casa.

A família, contactada pela Cidade Hoje, diz estar muito preocupada uma vez que a jovem está com o telemóvel desligado e sem acesso à sua medicação.

Jéssica, na última vez em que foi vista, estava de vestido preto e descalça.

Se avistou a jovem da imagem ou tem informações sobre o seu paradeiro, entre em contacto de imediato com as autoridades locais.

Ribeirão: Junta construiu mais de 50 novos gavetões no cemitério

A Junta de Freguesia de Ribeirão, construiu 57 novos gavetões no cemitério local. Esta medida visa evitar a falta de espaço para sepultar os falecidos da comunidade.

Além dos gavetões, foi construído mais um bloco de ossários, devido ao aumento da procura, especialmente com a popularidade da cremação e o depósito de ossadas após os cinco anos de utilização gratuita das campas.

A obra dos gavetões está concluída, e a Junta está agora a regularizar os passeios ao redor do novo bloco. Dois espaços sobrantes serão utilizados para jazigos duplos, que serão colocados em oferta pública após a sua conclusão. A concessão de 17 gavetões já foi aprovada pela Junta.

Famalicão: Ciclista ferido em despiste na N206

Um ciclista ficou ferido, na manhã deste domingo, na sequência do despiste da bicicleta onde seguia, em plena N206.

O acidente aconteceu na Avenida João XXI, na freguesia de Vermoim, tendo sido acionada para o local uma equipa dos Bombeiros Voluntários Famalicenses e a GNR.

A vítima, depois de socorrida no local, foi transportada para o hospital de Famalicão com ferimentos ligeiros.

Famalicão: Praça / Mercado com transmissão do Turquia x Portugal em ecrã gigante

A Praça-Mercado é um dos palcos do campeonato da Europa de futebol que está a decorrer na Alemanha, exibindo todos os jogos, em ecrã gigante. Este sábado, a partir das 17h00, será transmitido em ecrã gigante o Turquia x Portugal.

Nos dias de jogos da seleção são sorteadas duas camisolas de Portugal por todos os que fizerem compras na Praça-Mercado.

Hoje há Marcha LGBTQIAP+ em Famalicão

A marcha do Orgulho LGBTQIAP+ sai à rua na tarde deste sábado, a partir das 15h00, da Praça D. Maria II.

O percurso definido para a 3ª Marcha pelos Direitos LGBTQIAP+ passa pela Praça Dona Maria II, Rua de Santo António, Praça 9 de Abril, Rua Barão da Trovisqueira, Rua Adolfo Casais Monteiro, Avenida 25 de Abril, Rua São João de Deus, Rua Adriano Pinto Basto e Praça Álvaro Marques.

A Câmara Municipal vai associar-se ao movimento pela defesa dos Direitos Humanos Universais ao iluminar o edifício dos Paços do Concelho com as cores da bandeira arco-íris.