Famalicão: Charters de Almeida instala “Jardim Suspenso” na Praça D. Maria II

A Praça D. Maria II vai ganhar uma nova escultura. Trata-se de uma peça em aço corten, com cinco metros de altura, que projeta flores quando a luz incide sobre ela. Por isso, se chama “Jardim Suspenso”.

A obra de arte é de Charters de Almeida, o mesmo autor dos painéis de azulejos que revestem o edifício da Fundação Cupertino de Miranda.

Segundo Charters de Almeida, “Jardim Suspenso” «será sempre um sinal de esperança», apontando a arte como a resposta para as angústias da humanidade. O escultor esteve, no dia 2 de outubro, na Fundação Cupertino de Miranda por altura das comemorações dos 60 anos da Fundação Cupertino de Miranda.

Charters de Almeida (nasceu em 1935) anunciou que esta será a sua última criação em espaço público. «Desde 1968 que me sinto ligado a Vila Nova de Famalicão. O tempo não nos afastou. Pelo Contrário. As memórias foram sempre sentidas e cultivadas. O tempo foi passando e as memórias do princípio da minha vida profissional relembraram-me, uma vez mais, que tudo tem um fim».

O escultor explicou, ainda, que escolheu os jardins da Praça D. Maria II para intervir «pela novidade da sua expressão formal, de ter a presença dos elementos água, luz, flores, árvores».

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão está convicto de que a nova escultura de Charters de Almeida vem reforçar a importância da Fundação Cupertino de Miranda no centro urbano de Famalicão e que a obra do artista no concelho sairá sedimentada e complementada com este “Jardim Suspenso”.

Mário Passos encara a nova peça como «um tratado ao valor da memória e à sua importância de permanecer viva. Um sinal de esperança sempre atual no espaço público a interpelar em permanência o visitante para os valores da arte, da identidade e do humanismo».

O autarca deu os parabéns à Fundação Cupertino de Miranda «por estar há 60 anos a elevar o nome de Famalicão e a prestigiar a nossa comunidade» e pelo «trabalho que tão bem tem sabido desenvolver, sobretudo no que respeita à salvaguarda do espólio surrealista português».

21 Comments

  1. Fernando Jesus mesmo a cidade esta horrivel com aquele ladrilho enorme imagino com este calor passear no centro da cidade gastam milhares de euros para levar as pessoas a Fatima e desleixam a cidade que não tem mesmo nada para se ver…

  2. Manuela Alves isto ja vem de longe agora que Famalicão perdeu a pouca beleza que tinha…

  3. As estradas continuam uma lástima 🥲 basta colocar um sinal,de informação ⚠️ mas o imposto de circulação, isso sim é preciso pagar!🥲🥲🥲

  4. Paulinha Gomes eu também penso que os pessoas idosas tem direito a essas ofertas da Câmara Municipal. Agora a Câmara não pode esquecer todos os que trabalham e precisam de boas vias de comunicação para se deslocar no seu dia dia. Coisa que esta edil ignora por completo. Lamento é as contas no mecânico a conta das estradas esburacadas 😡😡😡

  5. Fernando Jesus nao consigo perceber a conparacao.. posso concordar consigo em quase tudo menos no passeio para idosos que faz tanta gente feliz.. o investimento nas pessoas é o melhor que um politico pode fazer..
    Tanta gente que vive só e espera ansiosamente por estes dias de passeio para poderem colmatar um pouco da solidao em que vivem..

  6. É preciso criar emprego digno em Famalicão,está gente só pensar em gastar dinheiro dos nossos impostos

  7. Tal como o granito substituiu a relva os gigantes penicos substituiram os canteiros de rosas as flores se forem de aço não precisamos de jardineiros mas cada vêz há mais funcionarios na autarquia…

  8. Lurdes Sampaio mesmo no entanto a gente que continua a querer tapar o sol com a peneira..
    Estamos perante o pior executivo municipal.
    Só gente de chocadeira..

  9. Devia servir para desmarcar políticos que não respeitam os nossos velhos…
    VERGONHOSO

  10. Vila Nova de Famalicão de mal a pior😢 😢😢😢. Só temos” jardins ” de pedra e ferro. As obras foi a pior coisa que fizeram na cidade nos últimos 20 anos. Cidades da Europa e mesmo em Portugal tem jardins lindíssimos . Não aprendem nada com os outros😡😡. Até o pouco verde que tem deixam morrer, para poupar água, e depois gastam aos milhares de euros em passeios de idosos . O resto das freguesias é paisagem com estadas esburacadas a meter nojo. Enfim…..inércia total….😡😡😡😡

  11. Manuela Alves ele só olha para a cidade o resto é paisagem. Este presidente não serve os interesses dos famalicenses. Coisas lindas na cidade de ferro e pedra, nada como muitas cidades que já vi com jardins de meter inveja. Famalicão nada tem. Até deixam morrer o pouco verde que tem para poupar água, e gastam aos milhares de euros em passeios de idosos 😡😡😡😡😡

  12. Famalicão mais bonito,muito bem tem sido um presidente que tem mostrado alguma coisa,parabéns e continue.

  13. As flores viraram aço, o que se plantou quando das obras ficou ao abandono sem qualquer manutenção, os passeios cheios de ervas e pedras soltas, o passeio no cruzamento junto à caixa geral de depósitos de calendário as pedras estão soltas à mais de 6 meses 😢😢🙏

  14. Será possível que ninguém na nossa Câmara Municipal perceba que Vasos de Ferro e Jardins de Aço não contribuem para os espaços verdes da cidade? Não faltará muito para o Sr. presidente inaugurar os caminhos de Granito e os Passadiços de Betão no Parque da Cidade!!!! Será? 🤔🤔🤔

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Famalicão: Convívio Sénior de Verão em Ribeirão

A Junta de Freguesia de Ribeirão vai realizar um Convívio Sénior de Verão, iniciativa inserida nas comemorações da Festa da Vila, no dia 5 de julho, em frente às piscinas, no recinto das barraquinhas.

As inscrições já estão abertas e destinam-se a pessoas a partir dos 65 anos e aos reformados. Para tal, devem fornecer o nome, a morada e data de nascimento até ao dia 28 junho, na sede da Junta de Freguesia.

Do programa deste convívio já se sabe que será animado pelo grupo de Cavaquinhos do CCD Ribeirão.

Foto: Paulo Pereira

Famalicão: Assinado contrato para comprar e reabilitar habitações em cinco freguesias

Esta quarta-feira, na CCDR Norte, o presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, assinou o contrato de financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência, de 20 milhões de euros, para a aquisição e reabilitação de 86 habitações.

Estes fogos habitacionais situam-se em Delães, Fradelos, Gondifelos, Castelões e Oliveira São Mateus.

Recorde-se que o Município de Famalicão prevê investir cerca de 50 milhões de euros na aquisição de mais de 300 novas frações habitacionais com o apoio do PRR.

A cerimónia desta quarta-feira foi presidida pelo Ministro das Infraestruturas e Habitação, Miguel Pinto Luz, acompanhado pelo Ministro Adjunto e da Coesão Territorial, Manuel Castro Almeida.

Foto CCDR Norte

Famalicão acorda para o último dia das Antoninas após noite apoteótica

Depois da memorável noite/madrugada, com o desfile e exibição das 10 marchas, que consagrou a ARCA como a grande vencedora, num espetáculo presenciado por milhares de pessoas, as festas do concelho terminam esta quinta-feira, feriado municipal.

O último dia das Festas Antoninas tem um programa religioso muito forte: às 10h30, na Praça D. Maria II, celebra-se a missa solene em honra de Santo António, que será presidida por D. José Cordeiro, arcebispo de Braga. Após a missa tem lugar a distribuição do pão de Santo António, uma tradição que se repete todo os anos e que está prevista para as 12 horas.

Na parte da tarde, por volta das 14h30, música filarmónica ao despique, na Praça D. Maria II entre a Banda de Música de Famalicão e a Banda de Música de Riba de Ave. Por volta das 17 horas, sai a procissão solene em honra de Santo António, com início junto à Capela de Santo António, na Rua Alves Roçadas, e percurso por várias ruas da cidade. Por volta das 17h45, será descerrada uma placa comemorativa dos 100 anos da Capela de Santo António.

Fora do programa religioso, às 18h30, na Praça D. Maria II, serão entregues os prémios das Marchas Antoninas. As festas terminam no Parque da Devesa: pelas 22 horas atua Buba Espinho; às 24 horas, junto à Praça da Cidadania, será projetada uma sessão de fogo de artifício – sessão piromusical.

ARCA é a vencedora das Marchas Antoninas 2024

A ARCA – Associação Recreativa e Cultural de Antas foi a estrela mais cintilante da grande noite das Marchas Antoninas de Vila Nova de Famalicão, com os perto de 100 marchantes da associação a conquistarem o júri do desfile. Com um total de 90 pontos, a marcha de Antas arrecadou ainda os prémios de “Melhor Coreografia”, “Melhor Guarda-Roupa” e “Melhor Música”.

Em segundo lugar ficou a Associação Cultural e Desportiva São Martinho de Brufe, com 82 pontos, que foi ainda eleita a “Marcha Mais Popular”. Em terceiro lugar ficou a Associação Cultural e Recreativa São Pedro de Riba de Ave, com 71 pontos, conquistando ainda o prémio de “Melhor Letra”.

O prémio de “Melhores Arcos” foi atribuído à LACS – Associação Cultural São Salvador da Lagoa.

Quem acompanhou tudo desde o primeiro minuto – primeiro nas ruas e depois nas bancadas nos Paços do Concelho – foi o presidente da autarquia Mário Passos. O edil fala “numa noite memorável” resultado “do esforço, dedicação, garra e profissionalismo” dos mais de 1200 marchantes que durante meses prepararam ao pormenor o desfile que marca a noitada de Santo António no concelho famalicense.

“É incrível o ambiente que se vive em toda a cidade. Estão a ser umas grandes Antoninas”, acrescentou, felicitando e agradecendo a todos aqueles que se envolveram não só nas Marchas, como em todos os momentos do programa das festas.

A euforia e o entusiamo do público, que encheu as ruas do centro da cidade e os Paços do Concelho, trouxeram ainda mais brilho e encanto aquele que é o ponto alto das Festas Antoninas de Famalicão.

O júri das marchas foi composto por um grupo de personalidades independentes e qualificadas de fora do concelho, com experiência na avaliação dos diferentes critérios que estiveram em análise.

Refira-se que as Festas Antoninas terminam esta quinta-feira, 13 de junho, com o dia dedicado às festividades religiosas em honra de Santo António, feriado municipal em Famalicão. Primeiro com a Missa Solene e a distribuição do Pão de Santo António, a partir das 10h30, e depois com a Procissão Solene, a partir das 17h00. À noite, nota para o grande espetáculo de encerramento, com o concerto de Buba Espinho, a partir das 22h00, no Parque da Devesa (junto ao lago) e com uma sessão de fogo de artificio com uma grande diversidade de efeitos pirotécnicos, também na Devesa.

Resultados Finais Marchas Antoninas 2024

1. Arca – Associação Recreativa e Cultural de Antas (90 pontos)
2. Associação Cultural e Desportiva S. Martinho de Brufe (82 pontos)
3. Associação Cultural Recreativa S. Pedro de Riba D’Ave (71 pontos)
4. LACS – Associação Cultural S. Salvador da Lagoa (68 pontos)
5. Associação Recreativa e Cultural Flor do Monte (Carreira) (68 pontos)
6. Associação Coração – Vale S. Cosme (68 pontos)
7. Associação Sentir a Terra União Gondifelos, Cavalões e Outiz (64 pontos)
8. Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Famalicenses (58 pontos)
9. Associação Unidos de Avidos (55 pontos)
10. Comissão de Festas Divino Salvador de Ruivães (49 pontos)

Famalicão: Feriado Municipal com missa, pão de St.º António, procissão e Buba Espinho

O último dia das Festas Antoninas tem um programa religioso muito forte. Esta quinta-feira, feriado municipal, às 10h30, na Praça D. Maria II, celebra-se a missa solene em honra de Santo António, que será presidida por D. José Cordeiro, arcebispo de Braga. Após a missa tem lugar a distribuição do pão de Santo António, uma tradição que se repete todo os anos e que está prevista para as 12 horas.

Na parte da tarde, por volta das 14h30, música filarmónica ao despique, na Praça D. Maria II entre a Banda de Música de Famalicão e a Banda de Música de Riba de Ave. Por volta das 17 horas, sai a procissão solene em honra de Santo António, com início junto à Capela de Santo António, na Rua Alves Roçadas, e percurso por várias ruas da cidade. Por volta das 17h45, será descerrada uma placa comemorativa dos 100 anos da Capela de Santo António.

Fora do programa religioso, às 18h30, na Praça D. Maria II, serão entregues os prémios das Marchas Antoninas. As festas terminam no Parque da Devesa: pelas 22 horas atua Buba Espinho; às 24 horas, junto à Praça da Cidadania, será projetada uma sessão de fogo de artifício – sessão piromusical.

Famalicão: Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous volta a invadir o centro urbano

A décima edição do Vaudeville Rendez-Vous, festival de circo contemporâneo que toma conta das ruas e praças das quatro cidades do Quadrilátero Cultural, incluindo VN Famalicão, é apresentada na próxima quarta-feira, às 15 horas, na Casa das Artes.

Este festival internacional, que apresenta uma vasta diversidade artística composta por espetáculos, oficinas de formação, e um programa paralelo dedicado a artistas, estudantes e agentes culturais, é uma iniciativa do Teatro da Didascália, com o apoio dos municípios de Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão e decorrerá de 16 a 20 de julho.

Na conferência de imprensa será desvendada toda a programação desta iniciativa que nasceu pela mão do Teatro da Didascália, de Joane.

O festival promove, desde 2014, as múltiplas facetas do circo contemporâneo, confrontando o público com o desconhecido e apelando à curiosidade e ao espírito crítico de uma audiência mais abrangente. Refira-se que o Teatro da Didascália – cooperativa cultural fundada em 2008 – integra várias redes internacionais, acompanhando o processo de seleção de artistas nacionais e internacionais da plataforma Circusnext e do projeto de cooperação europeu CircusLink.

Foto arquivo