Famalicão: Cumprem-se hoje 50 anos da inauguração do edifício da Fundação

Completa-se esta quinta-feira, 8 de dezembro, 50 anos da inauguração do edifício da Fundação Cupertino de Miranda.
Bem no coração da cidade, na Praça D. Maria II, o edifício é, desde então, um dos ex-líbris do concelho, emblemático tanto pelo revestimento azulejar, da autoria de Charters de Almeida, que recentemente foi restaurado, como pela estrutura helicoidal da torre com 10 pisos, 21 salas e 34 metros de altura.
A primeira pedra foi lançada pelo fundador, Arthur Cupertino de Miranda, a 15 de setembro de 1967, em data do seu aniversário, e foi inaugurado a 8 de dezembro de 1972 com a 1.ª Bienal Nacional de Artistas Novos. Na altura, o momento teve um forte relevo público e social, contando com a presença, entre outras individualidades, do então Presidente da República, Almirante Américo Thomaz.

6 Comments

  1. Fernando Jesus Acho que nunca fez sentido. Concordo plenamente com o futuro que lhe destina. Façam dele o “Coutinho” de Famalicão.

  2. Fico a pensar que esse edifício já não faz sentido nesse lugar. Não se enquadra no estilo arquitetónico da área envolvente. O futuro passa por ser demolido 👏👏👏👏👏

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Famalicão: Atropelamento junto ao campo da feira

Uma pessoa foi, na tarde desta terça-feira, atropelada por um automóvel, nas proximidades do campo da feira de Famalicão.

O acidente aconteceu cerca das 13h20 e para o socorro da vítima foram acionados os Bombeiros Voluntários de Famalicão, acompanhados pela VMER da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Coube aos bombeiros o transporte da vítima que, segunda as primeiras informações, terá sofrido ferimentos ligeiros.

Famalicão: Acidente na praça das portagens em Esmeriz

A manhã desta terça-feira fica marcada por um acidente de viação, na praça das portagens, na freguesia de Esmeriz, em Vila Nova de Famalicão.

O sinistro, um despiste, ocorreu no acesso às portagens e não terá provocado feridos.

A GNR foi chamada ao local e tomou conta da ocorrência.

 

Famalicão: Vai ser criada nova ligação ao Hospital e construído parque de estacionamento público

Esta quinta-feira vai a reunião de Câmara a proposta de uma nova unidade de execução urbanística entre a Avenida 9 de Julho (Estrada Famalicão-Póvoa) e a Rua Norton de Matos, na parte norte do Hospital.

A área abrange 23.490 m2, com proposta para 3.274m2 de terreno para parque de estacionamento público; uma parte destinada a edificação, com zonas comerciais e de serviços, e outras destinadas à habitação.

Esta proposta urbanística inclui um melhor acesso ao Hospital tanto para ambulâncias como para o trânsito em geral, evitando que os condutores tenham que ir à Rotunda de Santo António.

Na Avenida 9 de Julho será construída uma rotunda que permitirá simultaneamente o acesso à zona do Hospital e ao Talvai.

Esta proposta será analisada e votada na reunião de Câmara desta quinta-feira, seguindo-se um período de discussão pública que terá início no 5.º dia após a publicação do respetivo aviso em Diário da República.

Famalicão: Aparatoso despiste seguido de capotamento em Novais

O final de tarde desta segunda-feira fica marcado por um aparatoso despiste, seguido de capotamento, na Rua das Almas, em Novais, Famalicão.

O sinistro aconteceu cerca das 18h40 e, segundo as primeiras informações, terá deixado ferido um jovem.

(em atualização)

Arranca na Trofa o curso de Escultura e Pintura de Arte Sacra

O Curso de Escultura e Pintura de Arte Sacra arranca no dia 13, às 11 horas, com 15 alunos, superando as expectativas dos impulsionadores que são a Câmara Municipal da Trofa, o Serviço de Formação do Porto e o Serviço de Emprego de Santo Tirso.

Este curso, que preserva a herança dos santeiros de S. Mamede do Coronado, vai decorrer na antiga escola de Feira Nova.

Uma das particularidades do curso será o envolvimento dos mestres santeiros no lecionamento de aulas teóricas e práticas, para proporcionar aos formandos o domínio das técnicas tradicionais de escultura e pintura de arte sacra.

Recorde-se que os Santeiros de São Mamede foram reconhecidos como uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular Portuguesa e encontra-se em curso o processo para iniciar o dossier de candidatura deste ofício a Património Imaterial da Humanidade.

Promover na região a preservação da arte dos santeiros – escultores e pintores que produzem imagens de vulto devocionais para locais de culto é um dos principais desígnios do curso. A produção de arte sacra representa um importante legado específico e original para o património cultural trofense e nacional que, ao longo de décadas, se desenvolveu no Vale do Coronado, assumindo-se como um testemunho vivo de todo o saber que passou de mestres para aprendizes.