Famalicão: Deputado Jorge Paulo Oliveira quer consumidores mais protegidos

O deputado famalicense quer que a nova Lei das Comunicações Eletrónicas «ofereça maiores graus de proteção aos utilizadores». Jorge Paulo Oliveira, que integra o Grupo de Trabalho das Comunicações Eletrónicas, conjuntamente com Márcia Passos, Paulo Rios de Oliveira e Paulo Moniz, entregaram, na passada sexta-feira, um conjunto de propostas de alteração à Proposta de Lei apresentada pelo Governo de modo a proteger melhor os consumidores que consideram ser «a parte mais frágil da relação que, igualmente, peca por falta de transparência» num setor que continua a gerar um volume de reclamações muito significativo junto da entidade reguladora – em 2021 foram apresentadas mais 128,5 mil reclamações escritas contra prestadores de serviços de comunicações.

«Se a maioria parlamentar absoluta do PS aprovar as propostas do PSD, muito em breve os consumidores ficarão mais protegidos», acredita o social democrata. Poderão, por exemplo, suspender e até mesmo fazer caducar o contrato em situações excecionais como desemprego, incapacidade, dependência, perda do local de residência. Os deputados social-democratas pretendem que os utilizadores possam, igualmente, colocar um fim aos contratos durante o período de fidelização e sem necessidade de invocar qualquer razão para essa decisão, pagando apenas metade e não, como até aqui, a totalidade das mensalidades vincendas.

Em Portugal, apenas três operadores detêm mais de 90% do mercado, «as quais através da fixação de compensações de rescisão verdadeiramente leoninas colocam gravíssimos obstáculos à mobilidade entre operadores que urge combater, pelo que se impõem mudanças nas fidelizações dos contratos de telecomunicações que tornem os consumidores mais livres na sua escolha».

Ainda que todas estas medidas sejam contestadas pelas operadoras, os deputados do PSD querem, ainda, «que os utilizadores tenham direito a redução automática e proporcional dos custos sempre que exista suspensão dos serviços, bem como uma informação escrita em todas as faturas dos custos de instalação dos equipamentos e do término do período de fidelização».

Atualização: Condutor responsável por atropelamento mortal em Famalicão fugiu

Colocou-se em fuga o condutor da viatura que, na madrugada desta sexta-feira, atropelou mortalmente uma jovem, na Avenida Marechal Humberto Delgado, em Famalicão.

O acidente aconteceu aos primeiros minutos do dia, nas proximidades do túnel existente naquela via.

Assim que os meios de socorro chegaram ao local, o condutor já se havia colocado em fuga.

A PSP tomou conta da ocorrência e investiga.

Famalicão: Jovem morre atropelada no centro da cidade

Uma jovem morreu, na madrugada deste sexta-feira, depois de ter sido atropelada por uma viatura, em plena Avenida Marechal Humberto Delgado, no centro de Vila Nova de Famalicão.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, a vítima, com idade entre os 25 e os 30 anos, estaria a atravessar a via quando se deu o acidente.

Para o socorro, aos primeiros minutos desta sexta-feira, foram acionados os Bombeiros Voluntários de Famalicão, acompanhados pela VMER do Centro Hospitalar do Médio Ave.

O óbito foi declarado no local.

Famalicão: Homem morre subitamente enquanto trabalhava nas obras junto ao tribunal em Gavião

Um homem com cerca de 50 anos morreu, na tarde desta quinta-feira, de forma súbita, enquanto trabalhava nas obras que decorrem nos terrenos ao lado do tribunal de Famalicão.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, o trabalhador sentiu-se indisposto e teve convulsões. Após a chegada dos meios de socorro entrou em paragem cardiorrespiratória e o óbito veio a ser declarado momentos mais tarde.

Para o local foram acionados os Bombeiros Voluntários Famalicenses, acompanhados pela VMER da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

O corpo foi transportado para a morgue do hospital local.

Famalicão recebeu hoje a décima bandeira de autarquia amiga das famílias

O Município de Vila Nova de Famalicão recebeu, na tarde desta quinta-feira, em Coimbra, a distinção, pela décima vez consecutiva de autarquia ‘Mais Familiarmente Responsáveis’. Esta foi a décima primeira vez que a distinção foi atribuída pelo Observatório dos Municípios Familiarmente Responsáveis à autarquia famalicense.

Recorde-se que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social. Tem como principais objetivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

A entrega da bandeira de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável 2022’ decorreu no Auditório da Fundação para os Estudos e Formação nas Autarquias Locais (FEFAL), em Coimbra. O Município famalicense esteve representado na cerimónia por Sofia Fernandes, vereadora da Família, Igualdade, Interculturalidade e Integração.

O número de municípios distinguidos com as bandeiras verdes de “Autarquia Familiarmente Responsável”, por práticas efetivas de apoio às famílias, aumentou para 95, registando-se algumas estreias na 14.ª edição, através da qual os municípios que investem na construção de uma política integrada de apoio à família com dados reportados a 2021 são reconhecidos.

Famalicão: FAC recebe o Tomar e Riba d´Ave joga em Barcelos

O campeonato nacional da 1.ª divisão de hóquei em patins prossegue este fim de semana, com a jornada 15.

O FAC recebe, este sábado, o SC Tomar, às 18 horas, no Pavilhão Municipal. O conjunto orientado por Jorge Ferreira soma 14 pontos e ocupa o oitavo lugar, logo atrás do seu adversário que tem, no entanto, 20 pontos.

O Riba d´Ave/Sifamir joga no domingo, às 16 horas, no Pavilhão Municipal de Barcelos, tendo como adversário o Óquei Clube local, um dos candidatos ao título nacional, que ocupa o quarto lugar, com 32 pontos. Já a equipa de Raul Meca é nona, com 13 pontos.

Recorde-se que na jornada anterior, a primeira da segunda volta, as duas equipas encontraram-se em Riba d´Ave e o jogo terminou com uma igualdade a dois golos.

Foto: Riba d´Ave/Sifamir

Famalicão: Didáxis começa segunda fase do campeonato de andebol a 4 de fevereiro

A equipa sénior feminina da AA Didáxis inicia a segunda fase da 2.ª divisão nacional de andebol no dia 4 de fevereiro, em casa do Académico de Viseu.

Segunda classificada da fase regular do campeonato, a equipa da Didáxis vai agora discutir o acesso à fase final tendo como adversários, para além do Académico de Viseu, o Xico Andebol, EA Beira Douro, Santa Joana, Almeida Garrett