Famalicão é o 12.º concelho com mais contágios por cem mil habitantes

O novo estado de emergência, que vai prolongar-se até às 23H59 de 8 de dezembro, implica medidas restritivas para Famalicão.

Recorde-se que o concelho ocupa o 12.º lugar entre os concelhos com mais casos de infeção por cem mil habitantes, por isso está entre as localidades em risco extremamente elevado de contágio.

Com mais casos por cem habitantes estão: Lousada (2791), Paços de Ferreira (2533), Vizela (2523), Guimarães (2343), Freixo de Espada à Cinta (2335), Felgueiras (2221), Penafiel (2108), Fafe (2074), Manteigas (2029), Santo Tirso (1935), Celorico da Beira (1891) e Famalicão (1857).

Nos 127 concelhos classificados como de risco “extremamente elevado” e “muito elevado” continuará a vigorar o recolher obrigatório entre as 23:00 e as 05:00 nos dias úteis, bem como entre as 13:00 e as 05:00 no fim de semana de 28 e 29 de novembro, no fim de semana de 05 e 06 de dezembro, e nos feriados de 01 e 08 de dezembro.

Famalicão está também englobado nas medidas gerais para todo país que passam pela proibição de circular entre concelhos entre as 23:00 de 27 de novembro e as 05:00 de 02 de dezembro e entre as 23:00 de 04 de dezembro e as 23:59 de 08 de dezembro.

Nas vésperas dos feriados não haverá aulas e a função pública terá tolerância de ponto. O Governo apelou também ao setor privado para dispensar trabalhadores nestes dois dias, mas a recetividade não está a ser próxima das intenções do Governo.

As máscaras são obrigatórias nos locais de trabalho.

 

Famalicão: “Saúde Mental nos Jovens vs A Juventude enquanto Futuro da Europa” na Camilo Castelo Branco

Decorreu, esta quarta-feira, mais uma sessão do Chá Europeu, na Escola Secundária Camilo Castelo Branco. A iniciativa foi dinamizada por alunos e professores, que integram os programas Escola Embaixadora do Parlamento Europeu, Clube Europeu e Parlamento dos Jovens.
O tema, “Saúde Mental nos Jovens vs A Juventude enquanto Futuro da Europa”, foi debatido com João Bessa (Psiquiatra), Sofia Fernandes (vereadora da Câmara Municipal), Isabel Baltazar (coordenadora Nacional Escola Embaixadora) e Carlos Teixeira (Diretor do Agrupamento de Escolas).
Eduardo Sá, Psicólogo Clínico e Psicanalista, por motivos pessoais, não esteve presente, mas fez chegar a sua mensagem relativamente ao tema.
O evento foi enriquecido, ainda, pelos alunos Carolina Castro, Marta Pires, Eduarda Dewasmes, grupo do 1º ao 3º ciclo, com dança, música, teatro e poesia, tendo sido apresentados por Álvaro Vieira de Castro e Maria João Barbosa.
A participação ativa de alunos e professores dos Cursos de Restauração e Audiovisuais também ajudou ao sucesso desta atividade que se afirma como um marco a nível local, nacional e europeu.

Famalicão: «É uma honra ser Juiz de Fora» das festas em honra da Imaculada Conceição

Terminam esta quinta-feira as festas em honra da Imaculada Conceição, em Antas.
Paulo Cunha, ex-presidente da Câmara Municipal, é o Juiz de Fora destas festividade, assumindo numa publicação na sua página do Facebook «que é um honra» tal distinção.
O ex-autarca, escreve que «Nossa Senhora da Conceição, associada à restauração da independência e, por isso, considerada Rainha de Portugal, mãe dos portugueses, razão pela qual ainda hoje muitos consideram ser dia de todas as nossas mães. Obrigado à Confraria da Nossa Senhora da Conceição e Almas pelas atividades em curso em São Tiago de Antas. É uma honra ser Juiz de Fora destas festividades».

As festas prosseguem esta tarde. Depois da oração do Terço, sai a procissão solene (15 horas) da igreja nova em direção ao quartel dos BV Famalicão, regressando ao local de partida, acompanhada pela Banda de Música de Famalicão. Uma quermesse de oferendas e sorteio do touro encerram as festividades deste ano, que são uma organização da Confraria de Nossa Senhora da Conceição e Almas.

Famalicão: Irmãs Gonçalves entram em estágio na próxima semana para preparar o Europeu

Está para breve o Campeonato da Europa de Equipas Mistas onde marcam presença as irmãs Gonçalves (Sónia e Adriana), integradas na na Seleção Nacional portuguesa de badminton. Antes da competição, as atletas do FAC entram em estágio na próxima semana, 13 e 14 de dezembro, no Centro de Alto Rendimento das Caldas da Rainha.

O Campeonato da Europa decorre em Glasgow, na Escócia, entre os dias 15 e 18 do mesmo mês, para a fase de qualificação no grupo 4, com partidas contra a Irlanda e a Suécia.

Sónia e Adriana Gonçalves evidenciam-se, mais uma vez, com o título nacional de pares, sendo Sónia também a campeã nacional da modalidade na vertente singular.

 

 

 

Famalicão: Cumprem-se hoje 50 anos da inauguração do edifício da Fundação

Completa-se esta quinta-feira, 8 de dezembro, 50 anos da inauguração do edifício da Fundação Cupertino de Miranda.
Bem no coração da cidade, na Praça D. Maria II, o edifício é, desde então, um dos ex-líbris do concelho, emblemático tanto pelo revestimento azulejar, da autoria de Charters de Almeida, que recentemente foi restaurado, como pela estrutura helicoidal da torre com 10 pisos, 21 salas e 34 metros de altura.
A primeira pedra foi lançada pelo fundador, Arthur Cupertino de Miranda, a 15 de setembro de 1967, em data do seu aniversário, e foi inaugurado a 8 de dezembro de 1972 com a 1.ª Bienal Nacional de Artistas Novos. Na altura, o momento teve um forte relevo público e social, contando com a presença, entre outras individualidades, do então Presidente da República, Almirante Américo Thomaz.

Famalicão: Pistas de 50 metros para melhorar as condições de treino e o contexto desportivo da natação

Na receção à equipa do GD Natação, que no passado fim de semana, subiu à 1.ª divisão e se sagrou vice-campeã nacional, o presidente da Câmara Municipal, para além das felicitações que apresentou aos jovens atletas, reiterou que as piscinas municipais serão reforçadas com pistas de 50 metros, «para melhorar condições de treino e potenciar o contexto desportivo». Mário Passos, tal como já havia anunciado em novembro passado, durante a Gala do Desporto, promete «um projeto comedido», com o aproveitamento do espaço ocupado pelas piscinas municipais, sendo seu objetivo que o projeto chegue ao terreno ainda neste mandato.

Mário Passos recebeu, ao final da tarde desta quarta-feira, nos Paços do Concelho, o Grupo Desportivo de Natação, cuja equipa masculina conseguiu o regresso ao convívio entre os principais emblemas nacionais da modalidade. O autarca, que teve a seu lado Pedro Oliveira, vereador do Desporto, felicitou a equipa pelo feito, elogiou o esforço coletivo, tanto de atletas, como dos treinadores e dirigentes que impulsionam o desporto «e ajudam a elevar o concelho de Famalicão».

Diogo Carneiro, presidente da direção, e Pedro Faia, responsável técnico, agradeceram as palavras do presidente da Câmara, destacando que o percurso desportivo do clube resulta, também, do apoio que o Município presta ao desporto, neste caso, à natação em particular.

Famalicão: Pode haver em breve novidades sobre o Estádio Municipal

Mário Passos comunicou, esta quarta-feira, no decurso da reunião da Câmara Municipal, que brevemente pode haver novidades sobre uma intervenção no Estádio Municipal.

A propósito da aprovação de um apoio financeiro para a recuperação do campo de futebol relvado, Paulo Folhadela, vereador socialista, questionou o presidente da Câmara Municipal sobre a intervenção no espaço desportivo. Mário Passos reiterou que a autarquia continua a trabalhar no processo, avançando que dentro de semanas poderá haver novidades sobre um estudo que está a ser feito.

Uma das dificuldades neste projeto tem a ver com a vertente jurídica, reconheceu o vereador Ricardo Mendes, que tutela esta pasta. Recorde-se que o estádio é propriedade do município, com o direito de superfície cedido ao Futebol Clube de Famalicão. No entanto, as instalações estão cedidas à SAD, que tutela o futebol profissional.

Ainda recentemente, no âmbito da Gala do Desporto, em novembro passado, Mário Passos manifestou a intenção de avançar, «de uma vez por todas», com vários projetos desportivos, nomeadamente, a reabilitação do Estádio Municipal. «Estamos a trabalhar no assunto, mas precisamos de evoluir ainda mais», referiu.

Um projeto de intervenção no Estádio Municipal foi apresentado em 2018. Eram oito milhões de euros. Mas o processo parou em 2020, quando ao concurso aberto apenas respondeu uma empresa que apresentou uma proposta superior ao valor base lançado pela autarquia. Na altura, a Câmara Municipal, liderada por Paulo Cunha, resolveu não adjudicar a obra e optou por fazer uma nova estimativa orçamental da requalificação do estádio.