Famalicão: Eduardo Oliveira defende rotunda na EN 206 em Vale S. Martinho

O deputado Eduardo Oliveira defendeu, esta segunda-feira, na Assembleia da República, a criação de uma rotunda na estrada nacional 206, no lugar de Cruz de Pelo, em Vale S. Martinho. O socialista fala de «uma obra fundamental, por razões de segurança rodoviária e de mobilidade interurbana, numa das regiões mais dinâmicas e competitivas da economia portuguesa». Esta posição foi defendida durante uma interpelação ao ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, no âmbito da discussão na especialidade do Orçamento de Estado para 2023.

Eduardo Oliveira preconiza esta rotunda no âmbito de «uma requalificação total da Estrada Nacional 206, em especial entre Famalicão e Joane, onde o piso está em condições muito más». Além do mais, referiu, «é uma das estradas nacionais mais congestionadas da região do Vale do Ave», reconheceu o deputado que não deixou de lembrar que, recentemente, «o Governo investiu na requalificação dos acessos entre EN 206 e o nó de Seide da autoestrada A7 (Famalicão-Guimarães)»

De acordo com o deputado socialista, a rotunda na EN 206, em Vale S. Martinho, «tem como objetivo central descongestionar o trânsito num cruzamento muito movimentado de acesso a Braga, ao polo de Famalicão do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, que está instalado em Vale S. Cosme, e de acesso a grandes indústrias, como a Têxtil Manuel Gonçalves».

Para defesa desta intervenção, o deputado famalicense apresentou o concelho «como uma das maiores economias do país, sendo o município líder nas exportações nacionais a norte de Lisboa».

 

15 Comments

  1. Rotunda entroncamento, aprendam com os erros, a de vermoim é uma vergonha, as rotundas são para dar dinheiro aos amigos, Estrada de Famalicão – Barcelos, estão a fazer uma no meio do nada, e para nada, gastem dinheiro onde é necessário, escolas, hospitais, saneamento, água e mesmo requalificação das vergonhas das estradas.

  2. Já devia ter sido feita há anos! Já agora aproveitem, ganhem vergonha e levem saneamento e água a Vale S. Cosme e outras freguesias. Em pleno século XXI e os habitantes destas freguesias vivem com água do poço e a pagarem para despejar fossas. Na hora do IMI pagam como os outros. Gostava que os meus Pais ainda pudessem usufruir deste “conforto” que pelos vistos não é para todos

  3. Antes da rotunda, a meu ver, colocar os tubos da agua novos, porque nao há uma santa semana que não seja preciso remenda-los

  4. Uma rotunda que a mais de 20 anos se luta por ela junta de freguesia de vale sao martinho e camara municipal de Famalicão as estradas de portugal sempre a colucar esta situação em segundo plano.estes últimos anos foram feitas mais diligências nesse sentido e la apareceram os técnicos das estradas de portugal a fazer marcações.Vai ser desta pensamos nós?mas alguem não deixou avançar porque seria?agora aparece esta notícia!isto traz agua no bico…espero que se desbloquei esta obra de uma vez por todas.

  5. Rotundas e lombas… E o que sabem fazer!! Gastar €€ mal gastos são eles mestres!!
    E tapar buracos e colocar um piso novo nas lastimáveis estradas que temos?? Os acidentes não são só por falta de atenção ou excessos.
    A prevenção rodoviária não existe!!

  6. Era melhor preocupar-se com os buracos da estrada ou mandar cortar os ramos das árvores a tapar a luz dos semaferos em v.n.f e por falar em rotundas existe nessa estrada 206 entrocamentos com mais trânsito e que não tem rotundas

  7. Criem semáforos…e não rotunda…1° não ha espaço…2° vai haver mais mortes porque não estarão iluminadas…e logo aem visualização

  8. E poderá questionar também a construção de mais passadeiras e paragens de autocarro junto ás zonas mais populacionais.

  9. Quando se fazem rotundas criticam porque é mais uma rotunda
    Quando não se fazem, criticam que fazem falta 😂😂

    Vítor Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Famalicão: Homem morre subitamente enquanto trabalhava nas obras junto ao tribunal em Gavião

Um homem com cerca de 50 anos morreu, na tarde desta quinta-feira, de forma súbita, enquanto trabalhava nas obras que decorrem nos terrenos ao lado do tribunal de Famalicão.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, o trabalhador sentiu-se indisposto e teve convulsões. Após a chegada dos meios de socorro entrou em paragem cardiorrespiratória e o óbito veio a ser declarado momentos mais tarde.

Para o local foram acionados os Bombeiros Voluntários Famalicenses, acompanhados pela VMER da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

O corpo foi transportado para a morgue do hospital local.

Famalicão recebeu hoje a décima bandeira de autarquia amiga das famílias

O Município de Vila Nova de Famalicão recebeu, na tarde desta quinta-feira, em Coimbra, a distinção, pela décima vez consecutiva de autarquia ‘Mais Familiarmente Responsáveis’. Esta foi a décima primeira vez que a distinção foi atribuída pelo Observatório dos Municípios Familiarmente Responsáveis à autarquia famalicense.

Recorde-se que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social. Tem como principais objetivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

A entrega da bandeira de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável 2022’ decorreu no Auditório da Fundação para os Estudos e Formação nas Autarquias Locais (FEFAL), em Coimbra. O Município famalicense esteve representado na cerimónia por Sofia Fernandes, vereadora da Família, Igualdade, Interculturalidade e Integração.

O número de municípios distinguidos com as bandeiras verdes de “Autarquia Familiarmente Responsável”, por práticas efetivas de apoio às famílias, aumentou para 95, registando-se algumas estreias na 14.ª edição, através da qual os municípios que investem na construção de uma política integrada de apoio à família com dados reportados a 2021 são reconhecidos.

Famalicão: FAC recebe o Tomar e Riba d´Ave joga em Barcelos

O campeonato nacional da 1.ª divisão de hóquei em patins prossegue este fim de semana, com a jornada 15.

O FAC recebe, este sábado, o SC Tomar, às 18 horas, no Pavilhão Municipal. O conjunto orientado por Jorge Ferreira soma 14 pontos e ocupa o oitavo lugar, logo atrás do seu adversário que tem, no entanto, 20 pontos.

O Riba d´Ave/Sifamir joga no domingo, às 16 horas, no Pavilhão Municipal de Barcelos, tendo como adversário o Óquei Clube local, um dos candidatos ao título nacional, que ocupa o quarto lugar, com 32 pontos. Já a equipa de Raul Meca é nona, com 13 pontos.

Recorde-se que na jornada anterior, a primeira da segunda volta, as duas equipas encontraram-se em Riba d´Ave e o jogo terminou com uma igualdade a dois golos.

Foto: Riba d´Ave/Sifamir

Famalicão: Didáxis começa segunda fase do campeonato de andebol a 4 de fevereiro

A equipa sénior feminina da AA Didáxis inicia a segunda fase da 2.ª divisão nacional de andebol no dia 4 de fevereiro, em casa do Académico de Viseu.

Segunda classificada da fase regular do campeonato, a equipa da Didáxis vai agora discutir o acesso à fase final tendo como adversários, para além do Académico de Viseu, o Xico Andebol, EA Beira Douro, Santa Joana, Almeida Garrett

Protótipo de casaco inovador para bombeiros testado na Escola Nacional de Bombeiros

O consórcio de investigação do DIF-Jacket reuniu-se nas instalações da Escola Nacional de Bombeiros, em S. João da Madeira, para os ensaios ergonómicos e de fogo, utilizando protótipos do projeto, um futuro equipamento de proteção individual (EPI) para bombeiros. Os ensaios visaram recolher informações dos profissionais sobre os modelos testados em termos de conforto, analisar eventuais otimizações e avaliar a performance.

O CeNTI, o CITEVE – Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário e o Centro de Estudos de Fenómenos de Transporte da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto trabalham no projeto DIF-Jacket desde 2020. O objetivo é desenvolver um casaco para bombeiro, com caráter inovador, cujo principal objetivo é a segurança em diversos cenários de combate a incêndios, ou seja, pretende melhorar significativamente a capacidade de prever como um determinado equipamento protege o bombeiro num determinado cenário.

A otimização do vestuário tem em conta três variáveis: bombeiro + vestuário de proteção + ambiente de incêndio.

 

Famalicão: CarFoto também vence Wedding Awards

A CarFoto, especialista em fotografia e vídeo digital, com sede no Louro, é mais uma empresa famalicense distinguida na décima edição da Wedding Awards.

A distinção vem da Casamentos.pt, outorgada pelas opiniões dos casais que já se casaram e que contrataram os serviços desta empresa.

A Casamentos.pt é um portal nupcial, que faz parte do grupo The Knot WorldWide, cujo objetivo é ajudar os casais a organizar o seu casamento. Com presença internacional, o grupo criou uma comunidade nupcial e o maior mercado online de casamentos a nível mundial. Dispõe de uma base de dados com mais de 700.000 profissionais do setor e oferece aos casais ferramentas para preparar a sua lista de convidados, gerir o orçamento, encontrar fornecedores, etc. A The Knot WorldWide opera em 16 países através de diferentes domínios, de que é exemplo a Casamentos.pt.