Famalicão: Eduardo Oliveira escreve ao Ministro em defesa da maternidade de Famalicão

O deputado do PS, Eduardo Oliveira, escreveu, esta sexta-feira, ao Ministro da Saúde sobre a maternidade de Famalicão. O famalicense refere que só no mês de setembro nasceram 135 bebés no serviço de obstetrícia de Famalicão, «um número recorde que, acredito, sinaliza uma tendência de aumento no número de partos que se irá consolidar», acredita, lembrando que este serviço abrange a população de três concelhos, que contabiliza 250 mil habitantes.

Eduardo Oliveira, que é enfermeiro-parteiro nesta unidade hospitalar, diz que conhece «muito bem a qualidade do trabalho de excelência desenvolvido na maternidade de Famalicão e a sua importância para o concelho e para a região e, por isso, defendo que a maternidade do Centro Hospitalar do Médio Ave não seja encerrada e continue a ser uma referência no Serviço Nacional de Saúde (SNS), em prol do nosso compromisso com a população».

Além destes argumentos que apresentou por escrito, Eduardo Oliveira e os deputados do Partido Socialista da Comissão Parlamentar de Saúde reuniram com o Ministro da Saúde, Manuel Pizarro, a propósito da Reforma da Rede de Maternidades.

Os deputados desta comissão não conhecem o relatório da Comissão para a Reforma das Maternidades, mas o Governante já está a par do assunto. Manuel Pizarro referiu, apenas, que «nenhuma maternidade será encerrada sem que o relatório seja analisado ao pormenor».

12 Comments

  1. Seria injusto fechar mais essa maternidade, que sempre ouviu falar bem dela nessa instituição. O governo está de mal a pior, mete deputados sem experiência e sem consciência, um boicote e contestação já.

  2. Não percebo…então não concordou com o pedido de audição do ministro e agora mandou-lhe a carta. Hipocrisia…quer dar-se bem com Deus e com o diabo. Enfim…politico.

  3. .Lamentável os jogos políticos que se tem assistido nos últimos dias acerca do eventual encerramento da maternidade de Famalicão. Como é possível várias personalidades com responsabilidade deste Município andarem permanentemente a amedrontar as mães e os Famalicenses em vez de se focar nas soluções e estabelecer diálogo com os pares para encontrar a melhor solução para TODOS Famalicenses.
    Eduardo Oliveira é o único que tem vindo a utilizar os meios corretos que tem ao seu dispor para clarificar um “simples parecer” que pode ser desfavorável ao nosso município e ao povo.

  4. Mulheres de Famalicão e arredores não engravidam o governo e DGS não quer mais crianças temos poucos idosos para o futuro

  5. Esta posição de Eduardo Oliveira pode ter dois significados:

    a) Afinal não era de desvalorizar como fez a preocupação do PSD e dos outros partidos quanto ao encerramento da maternidade de Famalicão;
    OU
    b) Não quer deixar os outros partidos sozinhos na luta pela maternidade que agora receia sériamente ir fechar e portanto não ser assunto a desvalorizar.

    Contudo não toma posições claras e publicas pelo que não sabemos concretamente o que vai defender perante o Ministro.

    Será que vai defender fechar a Maternidade em troca pela construção de um novo, maior e melhor hospital sem serviço de Obstetrícia?

    Aguardemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O Carnaval em Famalicão obriga ao uso de copos reutilizáveis

O Carnaval está a chegar, mas diversão não pode rimar com poluição. Por isso, a proposta das entidades responsáveis, como a ACIF e a Câmara, é o uso obrigatório de copos reutilizáveis. Serão obrigatórios em todos os bares e estabelecimentos comerciais aderentes às festividades do Carnaval.

Pode adquirir na sede da ACIF, que os tem de diferentes tamanhos: 0,20cl, 0,33cl, 0,50cl e de Gin. Mais informações em 961219496 ou em comunicação.acif.pt.

Famalicão: Atropelamento junto ao campo da feira

Uma jovem de 15 anos foi, na tarde desta terça-feira, atropelada por um automóvel, nas proximidades do campo da feira de Famalicão.

O acidente aconteceu cerca das 13h20 e para o socorro da vítima foram acionados os Bombeiros Voluntários de Famalicão, acompanhados pela VMER da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Coube aos bombeiros o transporte da vítima que, segundo as primeiras informações, terá sofrido ferimentos ligeiros.

Famalicão: Acidente na praça das portagens em Esmeriz

A manhã desta terça-feira fica marcada por um acidente de viação, na praça das portagens, na freguesia de Esmeriz, em Vila Nova de Famalicão.

O sinistro, um despiste, ocorreu no acesso às portagens e não terá provocado feridos.

A GNR foi chamada ao local e tomou conta da ocorrência.

 

Famalicão: Vai ser criada nova ligação ao Hospital e construído parque de estacionamento público

Esta quinta-feira vai a reunião de Câmara a proposta de uma nova unidade de execução urbanística entre a Avenida 9 de Julho (Estrada Famalicão-Póvoa) e a Rua Norton de Matos, na parte norte do Hospital.

A área abrange 23.490 m2, com proposta para 3.274m2 de terreno para parque de estacionamento público; uma parte destinada a edificação, com zonas comerciais e de serviços, e outras destinadas à habitação.

Esta proposta urbanística inclui um melhor acesso ao Hospital tanto para ambulâncias como para o trânsito em geral, evitando que os condutores tenham que ir à Rotunda de Santo António.

Na Avenida 9 de Julho será construída uma rotunda que permitirá simultaneamente o acesso à zona do Hospital e ao Talvai.

Esta proposta será analisada e votada na reunião de Câmara desta quinta-feira, seguindo-se um período de discussão pública que terá início no 5.º dia após a publicação do respetivo aviso em Diário da República.

Famalicão: Aparatoso despiste seguido de capotamento em Novais

O final de tarde desta segunda-feira fica marcado por um aparatoso despiste, seguido de capotamento, na Rua das Almas, em Novais, Famalicão.

O sinistro aconteceu cerca das 18h40 e, segundo as primeiras informações, terá deixado ferido um jovem.

(em atualização)