Famalicão: Eurobairro vai apoiar 250 pessoas

A PASEC apresentou, esta segunda-feira, dia 12, o projeto Eurobairro, na sua nona geração. Válido para três anos, envolve 280 pessoas, das quais 150 são de etnia cigana e 60 são participantes diretos, ou seja, estão mais envolvidos e com atenção mais personalizada.

Este projeto, apoiado pelo programa Escolhas, tem por objetivo a promoção do sucesso escolar, contra o absentismo; desenvolver as capacidades sociais e performativas dos envolvidos; trabalhar para a capacitação e inclusão na sociedade.

Durante os próximos três anos de durabilidade do projeto, serão geridos 230 mil euros, que servem, sobretudo, para pagar aos técnicos envolvidos neste projeto que abarca quatro bairros sociais: Complexos Habitacionais das Lameiras, da Cal, das Bétulas e de Meães.

Raquel Silva, coordenadora da parte pedagógica e lúdica, explica que as intervenções têm lugar nos próprios bairros, onde existem animatecas, academias de desporto e espaços de estudo e de desenvolvimento das competências digitais. Mas também vão às escolas para trabalhar as competências sociais e pessoais. Neste momento, só o Complexo Social das Bétulas não tem espaço para o desenvolvimento de atividades, mas está a ser remodelado.

As maiores dificuldades, segundo Raquel Silva, é sensibilizar as famílias para a importância, sobretudo, da escola e da progressão nos estudos. Ainda assim, a coordenadora revela que o balanço dos últimos dois anos é positivo, uma vez que dois terços daqueles que são acompanhados conseguiram prosseguir os estudos.

Este projeto do Eurobairro procura, ainda, formar líderes nos bairros que possam ser inspiradores e também técnicos junto da sua comunidade. Elisabete Monteiro é um desses exemplos. Tem 18 anos e está no 12.º ano. Conheceu o projeto do Eurobairro quando frequentava a escola de 1.º Ciclo de Meães, bairro onde reside. «O projeto fez-me pensar e agir de forma diferente. Abriu a minha mente e percebi que podemos conquistar os nossos sonhos», relata Elizabete Monteiro. O seu sonho é ser advogada e cada vez acredita mais que isso será possível. «Sei que não basta sonhar, temos que lutar. O projeto ajudou-me. Hoje acredito mais em mim e nas minhas capacidades». Confessa. Tem o apoio da família, mas considera que a escola tem papel fundamental. Por isso, recomenda a todas as crianças destes bairros que não desistam dos estudos. «A escola é das coisas mais importantes para o nosso futuro. Muitos não entendem agora, mas a escola ensina-nos tudo», regista.

O município de Famalicão apoia a PASEC neste e noutros projetos com 50 mil euros anuais. Mário Passos explica que o importante do Eurobairro é que as crianças e jovens tenham igualdade de oportunidades, «para um território inclusivo». Na perspetiva do autarca, «há algo imprescindível que é o sucesso escolar. Queremos isso para todos, porque vai proporcionar acesso a um emprego melhor e a um projeto de vida de sucesso», sublinha.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Famalicão: Câmara avança com obras no campo da feira (mais iluminação e novo piso)

A Câmara Municipal de Famalicão está a ultimar um projeto de intervenção no recinto do campo da feira, no centro da cidade.

A autarquia vai reforçar a iluminação pública, com a colocação de candeeiros semelhantes aos que já foram instalados no renovado centro urbano, melhorar o piso em asfalto e criar um corredor pedonal junto Rio Pelhe, que será o prolongamento daquele que já existe tanto no Parque da Devesa como junto às hortas urbanas.

O espaço em terra batida, onde os agricultores vendem à quarta-feira, ainda não será alvo desta intervenção, uma vez que se trata de um terreno particular e o Município ainda não conseguiu chegar a acordo com o proprietário. No entanto, o autarca famalicense acredita numa solução a curto prazo.

Este plano de intervenções foi anunciado pelo Presidente da Câmara, Mário Passos, esta quinta-feira, em reunião de Câmara, depois de uma interpelação do Partido Socialista.

Famalicão: Mulher insiste e à terceira raspadinha ganha 5 mil euros

Um cliente frequente da Pastelaria Doce Rio, em Gondifelos, Famalicão, ganhou 5 mil euros numa raspadinha “Super Recompensa” dos Jogos Santa Casa.

O momento de sorte aconteceu na tarde desta quarta-feira, numa das habituais visitas desta cliente àquele espaço.

Ela [a cliente] foi insistente, e só à terceira é que conseguiu.

Proprietária da Pastelaria Doce Rio

Incrédula, e depois de tanta insistência, a cliente pediu ajuda à responsável da pastelaria para verificar se a raspadinha estava mesmo premiada. Depois de cumpridos todos os procedimentos de verificação do prémio, a felizarda ficou extremamente contente com o “golpe de sorte”.

De portas abertas há cerca de um ano, este é um dos maiores prémios que a Doce Rio entrega.

 

Famalicão: An-Dança reconhecida internacionalmente

Trinta e um alunos da An-Dança – Conservatório de Dança Vila Nova de Famalicão competiram, na passada semana, no Dance Open América que decorreu em Madrid. Nesta competição internacional, das mais revelantes, os alunos do plano de alto rendimento e ensino articulado arrecadaram importantes prémios. Desde logo, o Conservatório foi considerado a melhor escola da competição, recebendo o galardão Outstanding School Award.

A professora Núria D´Oliveira foi distinguida com o prémio New Generation Star pelas suas coreografias. Trata-se de um prémio que normalmente distingue um bailarino, mas que excecionalmente foi atribuído à coreógrafa.

A aluna Catarina Azevedo foi distinguida com o Diploma Of Achievement, prémio para a bailarina revelação pela sua demonstração e dedicação à arte da dança.

Todos os alunos foram premiados nas diferentes categorias de dança clássica e contemporânea, a nível individual, duo/trios e grupos. Foram às finais desta competição, com Golden Pass para todos que se destacaram até ao 6º lugar, que se vai realizar em Miami, nos Estados Unidos, de 25 a 28 de abril deste ano.

A direção da AN-Dança sublinha que «com muito orgulho levamos o nome do Município a mais um reconhecimento internacional na arte da dança, estando a qualidade do nosso trabalho entre as maiores escolas a nível internacional, como temos comprovado ao longo destes anos».

Famalicão: Formação digital para funcionários e professores

Técnicas administrativas, assistentes operacionais e docentes dos agrupamentos de escolas Terras do Ave e Camilo Castelo Branco estão a receber formação sobre “Folha de cálculo – funcionalidades avançadas”. Esta iniciativa na área digital é dinamizada por João Paulo Carneiro, tem a duração de 25 horas e decorre em Pedome, na escola sede do agrupamento.

Inserida no Plano Estratégico do Agrupamento Terras do Ave, no que diz respeito à aposta na capacitação de pessoal docente e não docente, o grupo está a aprofundar os conhecimentos para prestar um serviço de maior qualidade a toda a comunidade, já que atuam em diferentes áreas.
Ricardo Ribeiro, adjunto da direção do AE Terras do Ave e responsável pelo plano formativo, confere que esta formação «é importante porque contribui para o crescimento profissional e sucesso coletivo dos nossos colaboradores e, por consequência, na qualidade dos serviços que o Agrupamento de Escolas oferece à comunidade educativa»..
Os formandos, por seu turno, estão entusiasmados com o desenvolvimento das suas competências no domínio desta ferramenta essencial e com a certificação da sua capacitação.

Famalicão: Festival de Teatro Amador começa em março e acaba em abril

A décima sétima edição do Festival de Teatro Amador “Terras de Camilo” decorre de 2 de março a 27 de abril, no auditório do Centro de Estudos Camilianos, em Seide S. Miguel. As propostas são de todo o país, de Barcelos, a Idanha-a-Nova, passando por Maia, Viseu, Vila Nova de Gaia e Valongo. Acresce ao certame os espetáculos protagonizados pela ‘prata da casa’. Todos os espetáculos têm entrada livre, sujeita a lotação do espaço, e início pelas 21h30.

O festival, organizado pelo Município de Vila Nova de Famalicão em parceria com o GRUTACA – Grupo de Teatro Amador Camiliano, começa no dia 2 de março com a peça “A Furgoneta”, pelo Teatro de Balugas (Barcelos).

Segue-se a peça “O Casamento”, pela Escola Dramática e Musical de Milheirós (Maia), no dia 9 de março, depois “A Beata da Sogra”, pelo Grupo de Teatro Aldeia Verde de Lazarim (Viseu), no dia 16, e “Sozinha”, protagonizada pela atriz famalicense, Elsa Pinho, no sábado, 23.

O Dia Mundial do Teatro, comemorado a 21 de março, será marcado com iniciativas como a apresentação do espetáculo infantojuvenil, “O Rei Que Comia Histórias”, pela Pandora Teatro (Vila Nova de Gaia), no dia 27 de março, pelas 15h00, bem como a oficina de teatro “Abril e a Liberdade – Da Escrita Criativa à Encenação de um Conto”, orientada por Ana Azevedo, com sessões de 27 de março a 25 de abril e inscrição gratuita e obrigatória.

No dia 5 de abril está prevista a inauguração da exposição “O Palco das Marionetas”, pelas 18h00, que ficará patente na Casa do Caseiro da Casa-Museu de Camilo Castelo Branco até 28 de abril, com entrada livre.

O festival prossegue no dia 6 de abril, com o espetáculo “Até Que a Boda Nos Separe”, pelo Grupo Dramático e Recreativo da Retorta (Valongo), seguindo-se, no dia 13, “O Anexo”, pela Ajidanha – Associação de Juventude, de Idanha-a-Nova. A 20 de abril, será a vez do Núcleo de Teatro da Associação Cultural de Vermoim levar à cena “Bons Olhos o Vejam”.

O festival encerra com uma performance protagonizada pelo GRUTACA, no dia 27 de abril, que apresentará o espetáculo “O Lobisomem”.

Toda a programação pode ser consultada no portal da autarquia em: www.famalicao.pt/xvii-festival-de-teatro-amador-terras-de-camilo .

Famalicão: PSP desmente CHEGA no caso dos disparos na cidade

A PSP já reagiu ao caso dos alegados tiros que terão sido disparados aquando da passagem da caravana do CHEGA, na Avenida Rebelo Mesquita, em Famalicão.

Numa reação ao Jornal de Notícias, a Polícia de Segurança Pública desmente a versão do partido. Aquela autoridade afirma que o som audível no vídeo partilhado pelo CHEGA é proveniente de rateres produzidos por uma mota, que integrava a caravana, e não de uma arma.

Ao JN a PSP adianta ainda que o momento foi constado por uma equipa policial que estava em patrulhamento no recinto da feira semanal.