FAMALICÃO FEZ INVESTIMENTO, GANHOU INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA E BAIXOU DÍVIDA NA ÚLTIMA DÉCADA

O município de Vila Nova de Famalicão está entre os que maior investimento fizeram no decénio 2006-2016. Com uma média de investimento por habitante de 1090 euros, a autarquia famalicense aplicou mais de 146 milhões de euros na última década. Os números podem ser conferidos na edição do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses relativa a 2016 publicado esta semana pela Ordem dos Contabilistas Certificados, com o apoio do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade do IPCA, Tribunal de Contas e Centro de Investigação em Ciência Política da Universidade do Minho.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, os números são “reveladores do esforço que o município fez na última década para modernizar o concelho ao nível infraestrutural de que são exemplo o desenvolvimento dos programas municipais de modernização do parque escolar, da rede viária e de centenas de outros equipamentos das freguesias, assim como na ampliação das redes de água e saneamento básico que estão, felizmente, cada vez mais próximas da sua conclusão.”

A leitura objetiva dos números avançados pelo estudo permite concluir que o volume de investimento realizado não comprometeu a saúde financeira do município que de acordo a mesma publicação terminou o ano de 2016 com uma independência financeira de 63,1%, a melhor dos últimos 12 anos da autarquia.

Significativa é também a leitura dos números relativos ao aumento da receita cobrada que em Vila Nova de Famalicão se explica pelo acréscimo significativo das cobranças relativas ao Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT) e à Derrama. Significa isto que compraram-se mais casas em Vila Nova de Famalicão e as empresas tiveram mais lucros. “É um sinal positivo do fortalecimento da dinâmica económica do município que se fortaleceu com a maior produtividade e rentabilidade das empresas e com a maior capacidade de consumo por parte das pessoas que voltaram a ter capacidade de investimento na aquisição de habitação própria”, assinala o Presidente da Câmara Municipal.

Ao nível dos impostos a única receita que diminui em Vila Nova de Famalicão relativamente ao ano anterior é a cobrada através do IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis cuja baixa se deve à entrada em vigor do IMI Familiar que atribui um desconto no pagamento do imposto de 40 euros para as famílias com dois filhos e de 70 euros para as famílias com três ou mais dependentes.

Em termos de rankings Vila Nova de Famalicão destaca-se também pela presença entre os municípios que apresentam maior volume de despesa paga em pessoal no ano de 2016, com um aumento significativo em relação aos anos anteriores. A isto se deve a adesão de Vila Nova de Famalicão ao programa de descentralização de competências na área da educação, “Aproximar Educação” que transferiu todos os recursos humanos não docentes das escolas para a alçada do município.

Confirmado pela publicação fica também a tendência de diminuição gradual da dívida que estava fixada nos 45 milhões de euros em 2006 estando no final de 2016 nos 36 milhões de euros.

Atropelamento mortal em Famalicão: Condutor não se entregou e ainda está por localizar

Está ainda por localizar o condutor que, na madrugada desta sexta-feira, atropelou mortalmente uma jovem, em plena Avenida Marechal Humberto Delgado, no centro de Vila Nova de Famalicão.

Fonte ligada ao processo disse à nossa redação que o condutor não se entregou em nenhum posto/esquadra da localidade, sendo que as diligências para o encontrar prosseguem.

Se avistou algum veículo suspeito que, por volta da meia-noite, circulava na Avenida Marechal Humberto Delgado a alta velocidade, no sentido sul-norte, entre em contacto com as autoridades locais.

Famalicão: Semana começa com trânsito condicionado na rua da Estação

De segunda a quarta-feira da próxima semana, a circulação automóvel na Rua da Estação (zona do viaduto) estará condicionada em virtude dos trabalhos de conclusão do passeio partilhado com a ciclovia.

Durante os trabalhos, a circulação automóvel será feita com recurso a semáforos, durante o período diurno e noturno.

Famalicão: Fuga de gás no centro da cidade resolvida e sem feridos

Já foi resolvida a fuga de gás que se registou, na tarde desta sexta-feira, no centro da cidade de Vila Nova de Famalicão.

O incidente registou-se num edifício em obras, em plena Rua Direita.

No local os Bombeiros Voluntários Famalicão e Famalicenses deram resposta à situação e a equipa da portgás conseguiu conter e reparar a fuga.

Não há registo de feridos.

Empresa da Póvoa de Varzim muda-se para Famalicão, cria postos de trabalho e investe 7 milhões de euros

A Steeltrax é uma empresa da Póvoa de Varzim que se vai mudar para Vilarinho das Cambas. Dedicada ao fabrico de estruturas e perfis metálicos especificamente direcionados ao mercado das energias renováveis, deverá estar pronta a funcionar em março do próximo ano. A nova unidade, com cerca de 6000 m2 e um investimento superior a 7 milhões de euros, será também a nova sede social da empresa.

Segundo os responsáveis da empresa, a mudança de concelho deve-se à necessidade de aumentar a produção, a uma melhor logística, além dos acessos privilegiados para a exportação.

A construção da nova unidade prevê a criação de 11 novos postos de trabalho “altamente qualificados”, para dar resposta à pretensão da empresa de «apostar fortemente na investigação e desenvolvimento (I&D), assim como na relação de proximidade com universidades e institutos de investigação científica, para potenciar o conhecimento e desenvolvimento de produto».

De referir que a instalação desta empresa no concelho famalicense vai contar com o apoio da Câmara Municipal, através do programa Made 2IN, que apoia a captação e fixação de empresas no concelho, com redução das taxas de licenciamento e de construção.

«A dimensão do Created IN Famalicão também é materializada com a atração de empresas com este perfil de abertura para a investigação e desenvolvimento de novos produtos, para o nosso território. Daí a manifestação de interesse municipal deste investimento», justifica o presidente da Câmara Municipal, Mário Passos.

Na Reunião de Câmara do dia 26 de janeiro, foi aprovada a abertura do período de candidaturas ao Programa Municipal de Apoio Financeiro a Bolsas de Investigação, uma medida de promoção da inovação empresarial por via do desenvolvimento de atividades de Investigação e Inovação (I&I) e a sua transferência para a indústria do concelho, que prevê a atribuição de cinco prémios a bolsas de investigação no valor de 5.000€ cada uma.

 

 

Famalicão: Bombeiros alertados para fuga de gás na Rua Direita

Os bombeiros foram, na tarde desta sexta-feira, alertados para uma fuga de gás, em plena Rua Direita.

O alerta chegou à corporação dos B.V.Famalicenses e Famalicão cerca das 14h30 e os meios já se encontram no local.

As primeiras informações dão conta que o problema foi detetado num prédio em obras.

Os serviços da portgás já se encontram no local.

Famalicão: Colisão entre duas viaturas em Gavião

Ao início da tarde desta sexta-feira registou-se uma colisão entre duas viaturas, na Rua 20 de Junho, em Gavião, Famalicão.

Deste sinistro não há registo de feridos, apenas danos materiais.

A PSP foi acionada para o local.