Famalicão: Inteligência Artificial monitoriza produção e qualidade na Riopele

Os avanços tecnológicos mais recentes da Riopele incorporam um sistema de monitorização digital da produção, por enquanto na tecelagem, mas vai ser alargado a todo o processo produtivo, da fiação à ultimação, e um sistema de inteligência artificial para controlo de qualidade.

José Rosas, responsável da tecelagem, citado pelo Portugal Têxtil, explica que o sistema permite verificar em cada momento o que está a ocorrer em cada máquina, permite efetuar relatórios de performance parametrizável pelo utilizador, relatórios pré-feitos enviados de forma automática por e-mail, dar alarmes quando algo sai fora dos padrões normais, motivos de paragem em tempo real, históricos de artigos, relatórios de andamento de cada rolo de tecido. O responsável nota, ainda, que toda esta digitalização resulta em benefícios ao nível da gestão, «em consequência de um grau de exigência de performance acrescida e necessária para os tempos em que cada minuto conta para um bom resultado operacional da empresa».

A Riopele tem efetuado investimentos significativos na área da tecelagem, nomeadamente ao nível tecnológico. Ao nível produtivo adquiriu várias máquinas de última geração, investimentos que permitiram uma maior flexibilidade e produtividade, um maior controlo tecnológico com recurso a fatores de digitalização, bem como uma maior racionalização da produção, «dando resposta à realidade do mercado, ou seja, entrega rápida ao cliente e qualidade», explica José Rosas.

Até final do ano, a empresa de Pousada de Saramagos vai concluir o projeto de integração da monitorização digital em todo o seu processo produtivo, que inclui fiação, torcedura, tinturaria, tecelagem e ultimação, numa área de 140 mil metros quadrados.

A Riopele investiu, ainda, num sistema de inteligência artificial para o controlo de qualidade, num projeto-piloto que, até ao momento, está instalado em 13 teares. A tecnologia integra um sistema de controlo automatizado de qualidade baseado em visão computacional, com o respetivo software suportado por modelos de inteligência artificial, que deteta em tempo real, no momento da produção, defeitos em cada centímetro do tecido.

7 Comments

  1. Se vocês ai pagassem bem o Trabalhador ai isso ia bem para a frente não era preciso essas máquinas que tanto falais porque essas máquinas nunca na vida chegam aí

  2. É esta a tecnologia EVS com mais de 20 anos não serve para quase nada e tudo é problema para o técnico assistência muito má…….. o investimento do Riopele deve ser do estado a fundo perdido….

  3. O problema é que vai ser muita gente dispensada, e depois como vão viver as pessoas sem trabalho!!

  4. Por um lado compreendo o necessidade dos avanços tecnológicos, mas sinceramente, estamos a caminho da inutilidade humana….
    Com tanta automação, o que vai ser das pessoas que necessitam de postos de trabalho para viver.
    Isto é tudo em prol de $$$$ e nada para benefício da sociedade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Famalicão: Riba d’Ave HC vence Torneio Abertura da AFSA

A equipa de futsal do Riba d’ Ave venceu, este sábado, o Torneio de Abertura da segunda divisão, prova promovida pela AFSA – Associação Futebol Salão Amador de Vila Nova de Famalicão.

A formação ribadavense levou a melhor sobre o Covense, numa final que apenas foi decidida nas grandes penalidades.

Foto Riba d’Ave

Famalicão: GD Natação fecha primeiro dia em segundo lugar

Terminado o primeiro dia de provas, os nadadores famalicenses somam 197 pontos, a 10 pontos do primeiro classificado e a 34 do quarto, posição que já não permite a subida de divisão.

Em femininos, a formação famalicense é 11.º classificada, com 146 pontos.

Da equipa famalicenses e em termos individuais, realce para Rodrigo Pereira, segundo nos 200m Mariposa, e a estafeta masculinos que foi terceira nos 4x100m Estilos.

No primeiro dia disputaram-se 18 das 38 provas que totalizam o programa do Campeonato Nacional de Clubes da 2.ª Divisão. A União Piedense, em masculinos, soma 207 pontos à frente do Grupo Desportivo Natação (197) e Vikings Sports Club (178), clubes que estão na linha de promoção à 1.ª divisão.

Em femininos, a Associação Louzan Natação/EFAPEL lidera com 214 pontos.

Ascendem à 1.ª Divisão, os 1.º, 2.º e 3.º classificados masculinos e femininos.

O Campeonato Nacional de Clubes da 2.ª Divisão é organizado pela Federação Portuguesa de Natação, em parceria com a Associação do Centro Norte de Portugal e a Câmara Municipal de Estarreja.

Famalicão: Jovem atropelada na Avenida 25 de abril

Uma jovem foi, na tarde deste sábado, atropelada no centro da cidade de Famalicão.

O acidente aconteceu por volta das 14h50 e para o local foram acionados as duas corporações de bombeiros do concelho.

A vítima deverá ser encaminhada para uma unidade hospitalar da região.

Não há informação sobre o seu estado de saúde.

Famalicão: Homem fica em estado grave depois de despiste em Oliveira S.Mateus

Um homem ficou, esta sexta-feira, em estado grave, depois do despiste da viatura que conduzia, em Oliveira São Mateus.

O acidente aconteceu em plena EN310, cerca das 18h00.

Para o socorro foram acionados os Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave e a VMER.

A GNR tomou conta da ocorrência.

Famalicão: Brufe já exibe árvore enfeitada com crochê

Ao final da tarde desta sexta-feira foi inaugurada em Brufe uma árvore gigante feita de crochê. O desafio foi lançado à comunidade e o bonito resultado pode ser visto na Praceta dos Combatentes.

Na inauguração, com a presença de centenas de pessoas e cânticos de Natal, o autarca local, Carlos Gomes, enalteceu o espírito comunitário que permitiu concretizar este objetivo, assinalando que o projeto que é agora uma realidade faz prova da solidariedade e amizade, fazendo votos que esta quadra natalícia seja intensamente vivida por todos.

Famalicão: Alunos da EB de Delães exploram a Casa do Território

Os alunos do 3º ano da EB de Delães visitaram a Casa do Território, no Parque da Devesa, no dia 28 de novembro. As crianças tinham como objetivo conhecer melhor o território, as suas personalidades e principais atividades.

Num só espaço ficaram a conhecer Bernardino Machado, Alberto Sampaio, Camilo Castelo Branco e Soledade Malvar. Para além das personalidades, também perceberam que existem museus importantes, com um significativo espólio.

A visita só terminou depois de os alunos conhecerem as indústrias que levam o nome de Vila Nova de Famalicão a todo o mundo, como é o caso de Vieira de Castro, Riopele, Louropel, Continental Mabor e Leica.

Rafael Azevedo, Lara Sampaio e outros meninos, intitulados “Somos os Exploradores”, ficaram encantados com as surpresas deste espaço e, no final, demonstraram os conhecimentos adquiridos.