Famalicão: Nuno Melo anuncia candidatura à liderança do CDS-PP

O famalicense Nuno Melo anunciou hoje que será candidato à liderança do CDS-PP se se «confirmar que há condições institucionais e práticas para que o CDS possa começar um caminho novo, unificador, mobilizador e respeitador.
Apurando-se esse quadro de normalidade, serei candidato à presidência do CDS no próximo congresso», escreveu na sua página do facebook. Garante que nunca virará as costas «ao meu partido e não abandono o CDS no momento mais difícil da sua história. No que de mim depender, o CDS não acaba aqui».

Recorde-se que Nuno Melo, atualmente eurodeputado do CDS-PP no Parlamento Europeu, tinha mostrado disponibilidade para ser candidato à liderança do CDS-PP em novembro passado, mas a direção de Francisco Rodrigues dos Santos não abriu a porta a eleições. «Tinha advertido que o cancelamento de um congresso já agendado, com candidatos anunciados, a 24 horas da eleição de delegados, a par da suspensão do tribunal do partido, impedindo-o de dirimir conflitos, seriam erros graves que desmobilizariam o CDS e afastariam o eleitorado, por revelarem ao país o contrário do que um partido responsável, respeitador de regras, que aspira a ser governo, deve ser. Embora o resultado agora obtido confirme inteiramente os meus alertas, não tenciono concentrar-me em ajustes de contas com o passado».

O resultado das eleições legislativas foi desastroso para o CDS-PP que não elegeu qualquer deputado, o que acontece pela primeira vez na sua história. Nuno Melo reconhece que «o resultado alcançado pelo CDS nas eleições legislativas foi trágico, mas não pode ser encarado como o fim do partido, antes sim, como a oportunidade para um recomeço. O CDS faz falta a Portugal».

Neste recomeço, o eurodeputado e líder distrital do CDS-PP pede aos militantes que não baixem os braços, «acreditem que superar esta crise vai ser possível, mas para tanto, o CDS precisa de todos». Aos militantes que se afastaram nos últimos anos, Nuno Melo pede que voltem a abraçar o partido e ajudem nesta reconstrução. «Em democracia não se cresce, subtraindo. O maior património do CDS foram sempre seus quadros, os seus militantes, os seus dirigentes», enaltece.

O candidato lembra que o partido está implantado a nível nacional, governa sozinho seis autarquias e está em muitas mais em coligação, além de marcar presença nos governos regionais das ilhas. Face aos resultados das legislativas, o atual líder centrista demitiu-se do cargo.

Famalicão: A última subida à Torre de Tiago Machado

O ciclista famalicense, que em junho passado assumiu que finda esta época deixará a caravana velocipédica, subiu este domingo, pela última vez, ao alto Torre. Mítica etapa da Volta a Portugal.

Em jeito de nostalgia escreveu nas redes sociais: “A minha última subida ao alto da Torre enquanto ciclista profissional.
Obrigado a todos pelo apoio, em especial à minha família e amigos mais próximos por mais este última ” valeta” da Torre”, agradeceu Tiago Machado.

O famalicense é um dos ícones do ciclismo nacional, tendo cumprido ao longo da sua profícua carreira três edições da Volta a França, cinco à Espanha e duas a Itália. Em representação de Portugal participou em cinco Campeonatos do Mundo. Mas os seus créditos e currículo é bem mais vasto…

Atualmente, e na Volta a Portugal, Tiago Machado corre pela Rádio Popular – Paredes – Boavista.

Foto: Facebook Tiago Machado

Famalicão: Sistema do Museu Bernardino Machado disparou alerta de incêndio que não se confirmou

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses foram, na manhã deste domingo, alertados para uma possível situação de incêndio no Museu Bernardino Machado, no centro de Vila Nova de Famalicão.

O alerta terá chegado através do sistema de deteção de incêndio daquele espaço, avançam os soldados da paz.

Chegados ao local, e depois dos trabalhos de reconhecimento, não foi detetado nenhum foco de incêndio, pelo que a Rua Adriano Pinto Basto, no coração da cidade, foi reaberta e a ocorrência dada como concluída.

É de Famalicão jovem que morreu num trágico acidente de viação em Guimarães

É de Vila Nova de Famalicão o jovem que, esta madrugada, faleceu na sequência de um trágico acidente de viação, na vila de Brito, em Guimarães.

A vitima seguia numa viatura que, por razões desconhecidas, entrou em despiste e acabou por ser travada metros depois, na sequência de ter embatido contra um muro e um poste.

Deste sinistro resultaram ainda outros três feridos, considerados ligeiros.

No socorro estiveram Bombeiros de Guimarães e das Taipas, bem como a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Guimarães.

A GNR tomou conta da ocorrência.

Famalicão: Ciclista Rui Sabino é campeão nacional

Rui Sabino, ciclista famalicense que alinha na União Ciclismo da Trofa, sagrou-se este sábado Campeão Nacional de Juvenis, nos Campeonatos Nacionais que decorrem no Bombarral.

Rui Sabino foi mais forte no sprint final na prova de 21km e fica para a história como o primeiro Campeão Nacional da categoria.

Rui Sabino não poderia estar mais feliz com a vitória. “A sensação de conseguir esta vitória é muito boa. Só posso agradecer à minha família que esteve aqui hoje a apoiar-me. É muito bom conseguir esta vitória e ser recompensado pelo esforço. É a minha primeira vitória este ano e logo num campeonato nacional. É maravilhoso”.

Famalicão: Miguel Rocha vence concurso internacional de violino

O ribeirense Miguel Rocha venceu, recentemente, o Concurso Internacional de Violino, na Cidade do Porto, no âmbito do CONVIMUS – Convívios Internacionais de Música, no escalão de jovens adultos.

Miguel Rocha, atualmente a estudar violino com Esther Hoppe, na Universidade Mozarteum, em Salzburgo, na Áustria, iniciou a sua aprendizagem no Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão, com a professora Cátia Sá. Frequentou, ainda, o Centro de Cultura Musical, quando era aluno da Escola EB 2,3 de Ribeirão, prosseguindo os estudos na Artave, com a professora Raquel Costa.
O jovem ribeirense já foi premiado em vários concursos.

Volta a arder em Joane na tarde deste sábado

A vila de Joane continua a ser fustigada por sucessivos incêndios florestais.

Na tarde deste sábado os soldados da paz foram acionados para um novo foco, numa zona florestal já muito afetada pelo fogo.

[em atualização]