Famalicão: Tribunal condena homem que matou amigo e só confessou o crime 11 anos depois

O Tribunal Criminal de Guimarães condenou o homem que confessou ter matado o amigo 11 anos depois do crime. Foi condenado a oito anos e dez meses de prisão por ter morto a tiro de caçadeira João Paulo Azevedo, na altura com 34 anos, e ter enterrado o corpo. Os factos aconteceram num pinhal em Landim.

O arguido, de 57 anos, encontra-se em liberdade e assim vai continuar, por decisão do Tribunal Criminal de Guimarães, que entendeu manter a medida de coação de Termo de Identidade e Residência; isto até que a decisão transite em julgado. Foi ainda condenado a pagar 95 mil euros de indemnização à mãe da vítima, que se constituiu assistente no processo.

Recorde-se que o crime aconteceu em 2006, em Landim, quando combinaram experimentar uma caçadeira (alterada) num pinhal, depois de a vítima procurar o arguido para lhe comprar uma arma. O arguido disparou no momento em que o amigo se encontrava de costas, tendo-o atingido na cabeça.

Segundo a presidente do coletivo de juízes, o modo como o arguido atuou, sendo caçador, pelo conhecimento que tinha no manuseamento de armas de fogo, «dirigindo a arma contra a cabeça da vítima, que estava de costas, desprotegida, impõe uma ilicitude significativa». Contudo, na leitura do acórdão, a juíza presidente disse que, em julgamento, não ficou provado que o tiro foi acidental, segundo a versão apresentada pelo arguido, nem que houve intenção de matar a vítima, segundo a acusação do Ministério Público.

O Tribunal Criminal de Guimarães teve em conta que o arguido não tem antecedentes criminais, que está inserido familiar e socialmente, e que a sua confissão «foi absolutamente relevante» e teve «uma inegável importância» para a descoberta da verdade.

Recorde-se que o arguido confessou às autoridades, 11 anos depois, alegando ter consciência pesada e para que «a alma do seu amigo pudesse ter paz».

8 Comments

  1. Seja qual for a justificação,se foi acidente porque esconder à família 11anos ,ainda deveria ser mais dura a pena

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O Carnaval em Famalicão obriga ao uso de copos reutilizáveis

O Carnaval está a chegar, mas diversão não pode rimar com poluição. Por isso, a proposta das entidades responsáveis, como a ACIF e a Câmara, é o uso obrigatório de copos reutilizáveis. Serão obrigatórios em todos os bares e estabelecimentos comerciais aderentes às festividades do Carnaval.

Pode adquirir na sede da ACIF, que os tem de diferentes tamanhos: 0,20cl, 0,33cl, 0,50cl e de Gin. Mais informações em 961219496 ou em comunicação.acif.pt.

Famalicão: Atropelamento junto ao campo da feira

Uma jovem de 15 anos foi, na tarde desta terça-feira, atropelada por um automóvel, nas proximidades do campo da feira de Famalicão.

O acidente aconteceu cerca das 13h20 e para o socorro da vítima foram acionados os Bombeiros Voluntários de Famalicão, acompanhados pela VMER da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Coube aos bombeiros o transporte da vítima que, segundo as primeiras informações, terá sofrido ferimentos ligeiros.

Famalicão: Acidente na praça das portagens em Esmeriz

A manhã desta terça-feira fica marcada por um acidente de viação, na praça das portagens, na freguesia de Esmeriz, em Vila Nova de Famalicão.

O sinistro, um despiste, ocorreu no acesso às portagens e não terá provocado feridos.

A GNR foi chamada ao local e tomou conta da ocorrência.

 

Famalicão: Vai ser criada nova ligação ao Hospital e construído parque de estacionamento público

Esta quinta-feira vai a reunião de Câmara a proposta de uma nova unidade de execução urbanística entre a Avenida 9 de Julho (Estrada Famalicão-Póvoa) e a Rua Norton de Matos, na parte norte do Hospital.

A área abrange 23.490 m2, com proposta para 3.274m2 de terreno para parque de estacionamento público; uma parte destinada a edificação, com zonas comerciais e de serviços, e outras destinadas à habitação.

Esta proposta urbanística inclui um melhor acesso ao Hospital tanto para ambulâncias como para o trânsito em geral, evitando que os condutores tenham que ir à Rotunda de Santo António.

Na Avenida 9 de Julho será construída uma rotunda que permitirá simultaneamente o acesso à zona do Hospital e ao Talvai.

Esta proposta será analisada e votada na reunião de Câmara desta quinta-feira, seguindo-se um período de discussão pública que terá início no 5.º dia após a publicação do respetivo aviso em Diário da República.

Famalicão: Aparatoso despiste seguido de capotamento em Novais

O final de tarde desta segunda-feira fica marcado por um aparatoso despiste, seguido de capotamento, na Rua das Almas, em Novais, Famalicão.

O sinistro aconteceu cerca das 18h40 e, segundo as primeiras informações, terá deixado ferido um jovem.

(em atualização)