Famalicão: União de Freguesias de Arnoso e Sezures ganha Espaço Cidadão

A sede de Junta da União de Freguesias de Arnoso e Sezures tem, desde o passado domingo, instalações renovadas, com melhores condições para o atendimento ao público, acrescidas de um Espaço Cidadão.

O edifício em Arnoso Santa Maria foi alvo de uma requalificação, cujas obras foram inauguradas na tarde de domingo, pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, numa cerimónia que contou, ainda, com o presidente da Junta, Jorge Amaral, e do vereador das Freguesias da autarquia, Mário Passos.

A empreitada, teve um apoio municipal de 42 mil euros, e representa «um impacto muito positivo na comunidade. É uma obra consensual porque vai ao encontro das pessoas e é uma obra com uma marca funcional muito clara porque representa uma evolução nos serviços desta Junta de Freguesia e alavanca a qualidade de vida da comunidade», explicou Paulo Cunha.

Sobre o novo Espaço Cidadão, o autarca criticou «um Estado cada vez mais distante», anotando que «a única forma de continuarmos a ser eficazes nos serviços prestados à população é termos algumas dimensões desse Estado mais próximas das pessoas como é o caso do Poder Local, das Câmaras Municipais e, particularmente, das Juntas de Freguesia».

Jorge Amaral fala numa obra «de enorme significado» que vai ao encontro daquele que, do seu ponto de vista, deve ser a ação das Juntas de Freguesia: «trabalhar para a comunidade e estar à disposição do cidadão. Em primeiro lugar as pessoas e é isso que temos estado a fazer, tentando servir de forma igual e ímpar as comunidades» que compõem esta união de freguesias.

A cerimónia deste domingo, que incluiu a bênção do espaço, teve uma homenagem do executivo da Junta de Freguesia aos presidentes da Junta e Assembleia de Freguesia eleitos desde 1977. «Um reconhecimento de enorme justiça», elogiou Paulo Cunha, que confere «a maturidade democrática do executivo liderado por Jorge Amaral».

Famalicão: Benfica e Valongo mais fortes que Riba d’Ave e FAC

A jornada nove do nacional da primeira divisão de hóquei em patins, não foi positiva para as equipas famalicenses em prova, que perderam os respetivos jogos.

Esta quinta-feira, o Riba d’Ave Sifamir tinha a tarefa mais difícil, tendo pela frente o SL Benfica. No Parque das Tílias, a equipa visitante venceu, 3-6, depois de uma igualdade, 1-1, ao intervalo. A equipa de Raul Meca adiantou-se no marcador no segundo tempo mas, depois, o Benfica cavou a diferença no marcador. Pedro Silva (2 golos) e Anderson Silva foram os autores dos golos ribadavenses.

No Pavilhão Municipal, o FAC foi derrotado, 2-5, pela AD Valongo. Ao intervalo a formação visitante já vencia, por 1-3. O Famalicense ainda reduziu, nos primeiros momentos da segunda parte, mas depois o resultado avolumou-se a favor do Valongo até ao 2-5 final. João Lima e João Guimarães marcaram os golos do FAC, que mantém os 7 pontos. Já o Riba d’Ave tem 9 pontos .

No fim de semana há Taça de Portugal. Escola Livre e CENAP são, respetivamente, os adversários do FAC e Riba d’Ave Sifamir.

Foto Riba d’Ave

Famalicão: Colégio Mundos de Vida envia dois geradores para a Ucrânia

O Colégio Mundos de Vida, em Lousado, envia esta sexta-feira, dois geradores elétricos resultantes da campanha “Acende uma Luz – Geradores da Esperança”, para uma escola e um hospital em Kiev, na Ucrânia. O momento conta com a presença da Cônsul daquele país em Portugal.

Esta visita acontece depois da Embaixada da Ucrânia, em Lisboa, ter tomado conhecimento da campanha que o colégio desenvolveu. Este gesto de solidariedade foi reconhecido pelos representantes da Ucrânia em Portugal que vão enviar a Cônsul para estar presente ainda durante a campanha que está a decorrer com o apoio da comunidade escolar.

Famalicão: «Temos que nos focar no nosso jogo e ganhar esta partida» (c/vídeo)

Não há volta a dar. O FC Famalicão, para acalentar qualquer aspiração na fase de grupos da Taça da Liga, onde tem apenas 1 ponto, em dois jogos, tem de vencer o Tondela, na noite desta sexta-feira e, mesmo assim, depende dos resultados de adversários. Assim, há que vencer o jogo e, também, apagar a pálida exibição diante do Torreense, carimbada com uma derrota, 1-0.

Na antevisão ao jogo desta sexta-feira, da quarta jornada do Grupo H, João Pedro Sousa fez o mea culpa, sua e dos jogadores, assumindo que «temos que fazer muito melhor do que no último jogo e temos de melhorar muita coisa para voltarmos às vitórias» e, desse modo, «ter a possibilidade de entrarmos na luta para a próxima fase desta competição. Temos a noção das nossas responsabilidades e assumimos o mau jogo e o mau trabalho que fizemos no jogo anterior».

Por isso, olha para o jogo de amanhã no Estádio Municipal como uma possibilidade de retificar «o que fizemos mal. Tínhamos a obrigação de fazer mais e o objetivo passa por aí: fazer mais, vencer e esperar pelos outros resultados, porque não dependemos apenas de nós».

Reiterando que a Allianz Cup é uma prova importante para o clube, o treinador confirma que «o nosso objetivo é sempre a vitória e nunca escondi a importância da competição», embora aceite que nem sempre é fácil motivar os jogadores para uma prova tida como secundária, relativamente ao Campeonato e à Taça. «Admito que sim, mas não deveria ser, porque somos profissionais. Temos de estar motivados por representar um clube com um historial muito grande, numa cidade que adora o clube e o futebol. Temos de ter essa responsabilidade e ambição de ganhar qualquer jogo, independentemente do adversário e da competição».

Não obstante os resultados negativos na Taça da Liga, João Pedro Sousa nota melhorias na trajetória da equipa, considerando a evolução no Campeonato.

«Há coisas que estes jogadores estão a fazer, que são positivas e a equipa vem melhorando. Quando cheguei a equipa tinha problemas identificados e tínhamos de os resolver rapidamente. Em sete jornadas do campeonato tínhamos um golo marcado e nas seis jornadas seguintes fizemos dez, mas temos de continuar a evoluir; para já não chega e estou de acordo. Temos de fazer mais e melhor e ganhar mais vezes. Com a ajuda do trabalho do meu colega que esteve aqui antes, Rui Pedro Silva, conseguimos onze pontos, mais um ponto do que na época passada por esta altura. Não estamos satisfeitos e temos a capacidade de fazer mais e eu sou o único responsável, neste momento, pelo que de bom não fazemos», assumiu de forma frontal.
Sobre o Tondela, João Pedro Sousa fala de um adversário com qualidade, que colocará muitas dificuldades. Mas, primeiro, avisou, «teremos de resolver os nossos problemas, sermos mais competentes e ter mais qualidade no nosso jogo. Temos de nos focar no nosso trabalho para vencer o jogo». Depois, prosseguiu, «tentar ultrapassar as dificuldades que nos serão colocadas por um adversário muito organizado, com qualidade coletiva e individual e que está a fazer um belíssimo campeonato».

Famalicão: Leve roupa ou bens alimentares para o “Estendal Solidário”

A quarta edição do Estendal Solidário, do Sporting Clube Cabeçudense, realiza-se na manhã de domingo. A participação na caminhada de 8km e nos 25km de BTT tem o “custo” de uma peça de roupa ou de um bem alimentar. Todos os bens recolhidos durante o evento serão entregues à Conferência Vicentina de S. Cristóvão de Cabeçudos e à Associação Dar as Mãos.

O Estendal Solidário começa no recinto do SC Cabeçudense com uma aula de zumba, às 9 horas, estando agendada a partida da caminhada e do passeio BTT às 9h45.

O Pai Natal chega domingo a Famalicão

A chegada do Pai Natal à cidade de Famalicão está prevista para este domingo, às 15 horas.

No mesmo dia decorre a abertura da Cabana Solidária, instalada na Praça 9 de Abril. O espaço, que serve de ponto de recolha da solidariedade dos famalicenses para com os mais necessitados, estará aberta das 10 às 12h30 e das 14h30 às 18 horas até ao dia 23 de dezembro. Já no dia 24, apenas abre durante a manhã (10 às 12h30).

Dia 18, às 15 horas, começa a concentração para a parada a sair dos Paços do Concelho, bem como o desfile de Pais Natal, Associações de bicicletas e Bombeiros Famalicenses e a sua Fanfarra, com um pequeno percurso pelas ruas da cidade, até à Cabana Solidária.

Famalicão: Aqueça a solidariedade com as meias da HumanitAve

Depois do sucesso da última campanha natalícia, a HumanitAVE – Associação Emergência Humanitária reedita o projeto solidário “Meias com Sonhos”.
Ao comprar as meias solidárias está a ajudar a associação a ajudar os outros.
Que este Inverno «seja amor e calor, com os pés bem quentinhos, iremos aquecer todos à nossa volta e ajudar os que mais precisam, caminhando em direção a um mundo mais justo e solidário», apela a HumaniTAVE.