Famalicão: Vermoim organizou mais um “assalto” ao castelo

A Junta de Freguesia de Vermoim promoveu a segunda visita guiada ao “Castelo de Vermoim”, que aconteceu este domingo, dia 19 de junho.

A atividade “Pedras com História”, que é desporto e cultura, teve lotação esgotada. Estiveram presentes nesta visita elementos da Associação Moinho de Vermoim, da Associação Cultural de Vermoim, da Associação Boinas Negras e, por último, da Academia Alex Ryu Jitsu de Vermoim. «Uma união do tecido associativo em prol da cultural que pretendemos manter», refere a organização, que agradece às Malhas Alice, CIOR, Didáxis e à Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão pelo apoio.

«A todos os participantes o nosso muito obrigado na esperança de ter proporcionado uma manhã diferente e histórica», refere a Junta, para quem esta visita representa que a «divulgação de todo o património arqueológico local e, sua consequente história, é um compromisso assumido». A próxima visita guiada será anunciada em breve.

 

Famalicão enaltece exemplo de Margarida Malvar

Margarida Malvar foi, esta tarde, homenageada na Casa das Artes, tributo prestada pela Associação Casa da Memória Viva, a que se associaram diversas personalidades famalicenses, entre muitos anónimos. Além do presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, e do ex-presidente Paulo Cunha, estiveram vereadores, advogados e representantes de diversas instituições, em reconhecimento pelo legado de Margarida Malvar como advogada, defensora dos direitos das mulheres e ativista pela liberdade e democracia desde o tempo da ditadura.

A homenageada, a primeira mulher a exercer advocacia no concelho, agradeceu o gesto “dos seus conterrâneos que lutam contra o esquecimento”. Vê nesta homenagem uma forma de dar voz a todos aqueles que diariamente lutam e não são ouvidos.

O presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, destacou a exemplaridade do percurso cívico, político e profissional de Margarida Malvar, destacando que o seu exemplo pode e deve inspirar a comunidade.

Liliana do Fundo, presidente da Delegação da Ordem dos Advogados, considera a homenagem “justíssima” à primeira advogada famalicense, “uma lutadora por causas e pela justiça”, que sempre demonstrou disponibilidade para colaborar com a Delegação – a que presidiu no passado – mesmo estando já reformada da advocacia.

Esta homenagem foi promovida pela Casa da Memória Viva. O seu presidente Carlos Sousa, na abertura da sessão, frisou que em tempo de luzes de Natal “Margarida Malvar acendeu muitas luzes, ao iluminar todos aqueles com quem se cruzou e ajudou ao longo da sua vida”. O dirigente pediu, ainda, que “todos devemos ter a memória viva e enaltecer exemplos de grandiosidade cívica”, como é o caso de Margarida Malvar.

O espetáculo de homenagem que encheu o grande auditório da Casa das Artes teve declamação de poemas, música e o concerto do Coral de Letras da Universidade do Porto.

Famalicão: Concurso de presépios em S. Cosme, Telhado e Portela

A Junta da União de Freguesias de Vale S. Cosme, Telhado e Portela organiza, mais uma vez, o Concurso de Presépios.

A iniciativa visa dinamizar a construção do presépio tradicional português e incentivar as pessoas a fazê-lo não só no interior das suas casas, como também no exterior.

Com este concurso, pretende-se reviver o simbolismo do presépio, como expressão de cultura popular, que ocupa um lugar de relevo junto das comunidades.

O concurso é de âmbito local – Freguesia de Vale São Cosme, Telhado e Portela – e aberto a todas as pessoas e instituições da freguesia.

A inscrição é gratuita e deve ser efetuada através de uma ficha de inscrição disponibilizada nos edifícios da Junta da União de Freguesias, até ao dia 17 de dezembro.

Famalicão liga as luzes de natal hoje às 18h30

Este ano a animação de Natal volta a incluir espetáculo multimédia de iluminação, pista de gelo, circo e outros divertimentos que existiam antes da pandemia. O município e a ACIF querem transformar o centro da cidade numa Aldeia Natal, no período de 1 de dezembro a 8 de janeiro.

Uma das novidades é o alargamento da iluminação a mais 12 ruas, pontes e praças de Famalicão, com lâmpadas led; iluminação que será desligada durante o período da noite para poupança de energia, que a autarquia estima em 12%.

O arranque da campanha de natal em Vila Nova de Famalicão acontece às 18h30 desta quinta-feira.

Famalicão: FAC perde com o Sporting

O FAC voltou a perder, tal como na jornada anterior, por igual resultado: 5-2. Na sétima jornada do nacional da primeira divisão de hóquei em patins, o conjunto famalicense recebeu, está quarta-feira, o Sporting e, tal como aconteceu no passado sábado, com o Benfica, foi derrotado. Acresce, ainda, que também chegou ao intervalo empatado a dois golos, mas na segunda parte os leões cavaram as devidas diferenças.

Gabi e Juan Lopez foram os autores dos golos do Famalicense.

Esta jornada completa-se amanhã. O Riba d’Ave Sifamir recebe, às 18h30, o Paredes.

Depois, no domingo, disputa-se a oitava ronda. O Riba d’Ave joga no reduto do FC Porto e o FAC visita o HC Braga.

Exposição fotográfica sobre os Museus de Famalicão está patente no Mercado Municipal

A exposição “Museus de Famalicão. O outro lado” pode ser visitada na Praça-Mercado de Famalicão até ao dia 31 de maio de 2023. A mostra reúne uma seleção de trabalhos do fotojornalista Alfredo Cunha em torno dos museus de Famalicão, para um catálogo fotográfico com o mesmo nome.

O trabalho, que resulta de uma parceria entre o fotojornalista e o município de Famalicão, foi apresentado ao público no dia 26 de novembro, e está inserido no 10.º aniversário da Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão.

«Confesso que quando recebi o convite, encarei-o com algum ceticismo», comentou Alfredo Cunha na apresentação. Depois da experiência, o fotógrafo admitiu que foi um trabalho que «me deu bastante prazer».

Alfredo Cunha percorreu cada um dos 11 museus-membro da Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão, e ficou surpreendido com o que encontrou. «Nunca pensei que Famalicão tivesse museus tão diferentes Quando eu entro naqueles museus sou remetido para aquele tempo, para aquelas vivências. A dinâmica que os museus têm e a diversidade e a qualidade fizeram com que este projeto ganhasse vida própria», comentou sobre a sua experiência nos espaços museológicos.

O fotojornalista acrescentou que o «mais surpreendente de tudo é que eu fotografei os Museus de Famalicão com uma máquina fabricada em Famalicão», referindo-se à marca Leica. No final, admitiu que «sinto -me honrado, agradecido. Espero que gostem do livro».

Para o presidente da Câmara, «é esta riqueza e esta diversidade que fazem com que os Museus de Vila Nova de Famalicão sejam um produto atrativo». Mário Passos considera, ainda, que o legado e a polivalência dos museus famalicenses são o reflexo de «um passado riquíssimo, que queremos que perdure e vamos continuar a potenciar», afirmou o edil, que também enfatizou que «este trabalho fotográfico eterniza os nossos museus e o catálogo vai fazê-los perdurar no tempo».

De referir que a exposição ‘Museus de Famalicão. O outro lado’ é composta por 22 imagens dos Museus de Famalicão, selecionadas de entre o amplo registo fotográfico efetuado pelo fotojornalista Alfredo Cunha nos 11 museus-membros da Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão. A publicação que originou a exposição pode ser adquirida na livraria municipal, localizada na Casa do Território do Parque da Devesa, em Famalicão, ou no Posto de Turismo, junto ao mercado municipal.

Famalicão: Teatro na Portela, Castelões, Mogege, Requião, Cruz e Mouquim

O grupo PASEC apresenta esta quinta-feira, dia 1, a peça “Ser ou não ser personagem secundária” no salão paroquial da Portela.

No mesmo dia, Castelões recebe na EB1 de Castelões, pelas 16h00, a peça “Procura-se morto… ou morto”, protagonizado pelo Núcleo de Teatro da ACV – Associação Cultural de Vermoim.

Sábado, dia 3, será apresentada a obra “Salsada de Comédia”, protagonizada pela Associação Projeto Amarcultura. Será às 16h00, no salão da Junta de Freguesia de Mogege.

Nesse mesmo dia, Requião acolhe “Eu, Tu, Ele, Nós, Vós, Eles”, protagonizado pelo Grutaca, Grupo de Teatro Amador Camiliano, no Pavilhão Multiusos, pelas 21h30.

Domingo é dia de ‘Beatriz e o Peixe Palhaço”, protagonizado por Elsa Pinho, na Junta de Freguesia de Cruz, pelas 16h00.

Mouquim convida para a peça “O Julgamento”, protagonizado por Greculeme, Grupo Recreativo e Cultural de Lemenhe, no salão paroquial, às 16 horas.

Todas as sessões têm entrada livre.

Recorde-se que o Teatro N’Aldeia é uma iniciativa promovida pelo Município de Vila Nova de Famalicão que acontece até dia 18 de dezembro. Todas as semanas há sessões de teatro nas freguesias do concelho, às sextas, sábados ou domingos, em horários que variam entre as 16h00 e as 21h30.

Toda a programação em www.famalicao.pt/agenda-municipal-famalicao