FAMÍLIA UNIDA PELA MÚSICA

“O que une a tua família?” No domingo, dia 21 de maio, o que uniu a família famalicense foi a música. O patrocinador foi a Câmara Municipal de Famalicão e os intérpretes os alunos da ArtEduca. Foi assim, com um concerto na Praça D. Maria II, que Famalicão celebrou o Dia da Família. Em palco estiveram cerca de 300 elementos das orquestras de cordas e sopros e o coro da ArtEduca e nem o calor intenso fez demover as centenas de famílias que marcaram presença para assistir a este emocionante espetáculo.

O concerto e outras atividades, lançadas pelo pelouro da Família da Câmara Municipal de Famalicão, para celebrar a família, tiveram como mote “O que une a tua família?” Assim aconteceu com a exposição de fotografias Luís Efigénio que retrata várias famílias famalicenses. O mesmo se passou com o concerto de música interpretado pela ArtEduca.

A Mundos de Vida, de Lousado, lembrou que nem todas as crianças têm uma família para crescer e que “Procuram-se Abraços” é uma campanha que pede um colo para os meninos mais desprotegidos. Entre os famalicenses, e não só, há muitas famílias que abriram as portas de casa a este acolhimento familiar. Mas são precisas mais, porque há cerca de 8 mil crianças institucionalizadas em Portugal.

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão esteve entre o público presente no espetáculo e no final, já depois de cantado o Hino da Família, agradeceu a presença de todos. Aos jornalistas, disse que é importante este tipo de iniciativas públicas por serem uma forma de reunir as famílias e convocá-las para o divertimento em grupo. «As nossas políticas públicas têm todas a família como centro das nossas preocupações; queremos proteger as famílias mas, acima de tudo, estimular os comportamentos e laços familiares», responde Paulo Cunha, lembrando que Famalicão é um «concelho familiarmente responsável».

«Também a família famalicense está cada vez mais unida», sublinha Paulo Cunha. «É um anseio que o nosso concelho seja uma alcofa para os famalicenses; seja a família com quase 140 mil membros, que felizmente está cada vez mais coesa e mais próxima», expressa. Paulo Cunha é de opinião que há um sentimento de pretensa entre a comunidade e que as pessoas gostam de viver em Famalicão.

Naquela tarde de domingo, na Praça D. Maria II, pareciam todos felizes. Bateram palmas e cantaram alguns dos temas interpretados pela ArtEduca. Além do Hino da Família, foram tocadas músicas de filmes, bem conhecidas do público.

Em palco esteve outra família famalicense: a Arteduca. Mais de 300 elementos, de diferentes idades mas com a mesma emoção. A professora e também coordenadora deste projeto, Liliana Magalhães, diz que a instituição funciona bem porque vive o mesmo espírito e a mesma paixão pela música.

Esta professora de coro, formação musical e coordenadora do departamento de infância explicou que a escolha do reportório veio na sequência das atividades pedagógicas do segundo período, «mas quisemos que fosse um reportório apelativo com o qual as pessoas se identificassem».

A Arteduca dará ainda outro concerto público no final do ano letivo, na Casa das Artes. Mais uma oportunidade para a família Arteduca mostrar a paixão pela música. Um gosto que a instituição começa a sedimentar logo nos bebés, com a música para bebés, projeto ao qual muitos famalicenses têm aderido.

Famalicão: ACAFADO celebra primeiro aniversário com casa cheia

A ACAFADO – Associação Cultural & Recreativa Famalicão Fado celebrou, no passado sábado, o primeiro aniversário, durante um jantar comemorativo que incluiu uma gala de fado. Nas instalações da associação, na freguesia da Lagoa, ouviram-se as Joana Campos, Sara Moreira, Jorge César, Mónica Jarimba, Sara Sousa, Lurdes Silva, Joaquim Macedo, Luísa Vilas Boas e Patrícia Costa; ainda da AFM, com Elisabete Tecas, João Faria, Bernardete Camacho e Jhonny Miguel.

O acompanhamento musical esteve a cargo de José Manuel, na guitarra portuguesa; Costa Pereira, José Cunha e Nuno Faria, na viola de fado e Filipe Fernandes, no contrabaixo. Foram entregues lembranças alusivas a José Eduardo da AFM – Associação de Fado da Madeira; Rui Silva, representante da União de Freguesias de Avidos e Lagoa; Estela Veloso, presidente da União de Freguesias de Famalicão e Calendário; e Mário Passos, presidente da Câmara Municipal de V. N. Famalicão.

No final, cantaram-se os “Parabéns a você” e distribuiu-se o bolo de aniversário pelos presentes que encheram o espaço.

Famalicão: Dois feridos em despiste na N14 em Arnoso

Duas pessoas ficaram feridas, na tarde desta segunda-feira, na sequência de um despiste automóvel, em plena N14.

O acidente deu-se cerca das 17h30, na Avenida Conde de Arnoso, em Arnoso Santa Maria, Famalicão.

Para o local foram acionados os Bombeiros Voluntários Famalicenses que socorreram as duas vítimas e transportaram-nas para a unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Famalicão: Ideias empreendedoras e novos negócios na Praça D. Maria II

O empreendedorismo vai estar em destaque esta sexta-feira e sábado, na Praça D. Maria II, em pleno centro da cidade de Famalicão.

Durante estes dois dias, durante a Feira do Empreendedorismo, várias empresas e marcas famalicenses vão dar a conhecer as suas ideias empreendedoras, com conceitos de negócio e produtos inovadores.

O certame contempla, também, o debate e discussão entre empreendedores, jovens, stakeholders, parceiros e investidores. É o que vai acontecer com o Talk que se realiza no primeiro dia sobre «O Futuro das Startups», no auditório da Fundação Cupertino de Miranda, a partir das 17 horas, e que tem como oradores Francine Beleyi, especialista em gestão de marca e estratégia digital, Pedro Rodrigues docente universitário e especializado em marketing estratégico, Bruno Silva, coach e consultor e Teresa Dieguez, especialista em estratégia e empreendedorismo.

O evento tem inscrição gratuita, mas está sujeito a inscrição prévia, que pode ser feita em www.famalicaomadein.pt

Famalicão distinguido com Selo Município da Juventude

No dia 19 de maio, Vila Nova de Famalicão recebeu o Selo Município da Juventude, no II Encontro Nacional de Municípios Amigos da Juventude, que aconteceu na Casa da Arquitetura em Matosinhos. A distinção, atribuída pela Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ) aos municípios que se destacaram na implementação de políticas em prol da juventude, foi recebida pela vereadora da Juventude, Luísa Azevedo, que também subscreveu, em nome da autarquia, ao pacto INOVE Jovem.

Neste encontro, o município renovou o compromisso com as políticas locais de juventude de qualidade e amigas dos jovens, continuando na Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude, da qual faz parte desde a sua criação, no final de 2020. A continuidade desta presença na rede nacional foi assegurada fruto das de políticas municipais como o Conselho Municipal de Juventude, Plano Municipal de Juventude, apoio direto ao associativismo juvenil, políticas de apoio à iniciativa jovem, plano de investimento direcionado para o setor da juventude, entre outras.

A subscrição do Pacto INOVE jovem, primeiro pacto para as políticas de juventude em Portugal, edificado na Declaração Madeira 2021, no âmbito da Cimeira Atlântica Associativismo e Juventude, que aconteceu na cidade do Funchal em novembro do ano passado, também ficou firmada no dia 19 de maio pelos municípios que compõem a rede nacional. Trata-se de um pacto que visa estabelecer um compromisso entre o Estado Local e Central, partindo da posição política da FNAJ de que as políticas locais de juventude devem ser complementares às nacionais, não se sobrepondo às mesmas e evitando, deste modo, o desperdício de recursos e de energias.

 

Famalicão: S. Mateus vence Taça AF Braga

Na tarde deste domingo, disputou-se a final da Taça Associação Futebol de Braga em futsal, no Pavilhão de Vermoim, saindo vencedor a ADC São Mateus.
A equipa famalicense venceu, 3-1, a equipa Jorge Antunes. Coube ao capitão da equipa, Pedro Ferreira, erguer o troféu.

Hospital de Famalicão: Urgências sobrelotadas e sem vagas no internamento

Devido ao aumento dos casos Covid-19, associado a doentes com outras patologias, as urgências do hospital de Famalicão estão sobrelotadas e não há vagas no internamento.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, a unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave soma 32 internados por Covid-19, sem contar os doentes infetados que aguardam vaga para internamento no serviço de urgência.

Esta situação agrava o tempo de espera daqueles que procuram assistência nesta unidade hospitalar.