FC Famalicão confirma entrada de Quantum Pacific Group na SAD

Em comunicado emitido esta sexta-feira, o FC Famalicão confirmou a notícia avançada na última edição do CIDADE HOJE, da aquisição de 51 por cento do capital da Sociedade Anónima Desportiva, por parte do Quantum Pacific Group, cujo principal acionista é Idan Ofer.

O FC Famalicão fala num novo parceiro «que traz uma alteração no paradigma de gestão do futebol profissional», tendo como meta colocar o clube entre os melhores nacionais. Esta alteração traz, também, Miguel Ribeiro, o novo CEO do clube, um famalicense que depois de 7 anos de funções no Rio Ave FC, «traz a experiência e conhecimento para o projeto de evolução que se pretende concretizar».

O novo responsável máximo pela gestão de toda a estrutura do FC Famalicão está «entusiasmado» com o desafio, tanto mais que Vila Nova de Famalicão é terra onde nasceu e cresceu. Miguel Ribeiro sente-se «honrado e responsabilizado com a possibilidade de participar de uma história única no futebol português». Assume a «absoluta confiança» de que estão reunidas «todas as condições para que se possa alcançar o sucesso», pois, a seu ver, «foi possível juntar um investidor prestigiado e credível de dimensão mundial a um clube com um potencial de desenvolvimento enorme».

Vila Nova de Famalicão é, para o novo CEO, «uma terra de gente apaixonada pelo seu clube, seguramente capaz de ajudar a colocá-lo entre os melhores do futebol português». É esse, garante, o objetivo «que vamos perseguir a partir de hoje, com profissionalismo reforçado, ambição firme e uma paixão absoluta».

O novo Conselho de Administração é composto por três elementos: o presidente do clube, Jorge Silva, pelo representante do Quantum Pacific Group, Amit Singh, e integra ainda Miguel Ribeiro.

O presidente do clube, Jorge Silva, também prevê o sucesso, mas recorda que foram longos meses de negociação com a Quantum Pacific que, agora, se concluem. «Quando nós, direção do Futebol Clube de Famalicão, decidimos procurar parceiros para alavancar o crescimento que todos julgamos necessário para a afirmação no panorama do futebol nacional. Definimos o perfil de quem connosco queríamos. Procuramos parceiros que se identificassem com os valores do clube e dos seus 86 anos de história, com uma filosofia ganhadora, e que assumissem um caminho de crescimento, mantendo a identificação à nossa massa adepta, ao concelho, e que nos dessem garantias de que este caminho seria trilhado».

A experiência adquirida pelo Quantum Pacific na gestão no futebol e no meio empresarial é, para a direção, «uma referência, que sustenta a nossa escolha. E o caminho que, em conjunto, delineamos, assenta no princípio de que Futebol Clube de Famalicão é uma marca identificativa das suas gentes; um património que está enraizado, que vamos potenciar e vai levar-nos à afirmação e ao reconhecimento que todos almejamos». Assim, prossegue Jorge Silva, «vamos continuar e crescer, com o know-how e o valor acrescentado que os nossos parceiros nos trazem».

Amit Singh, do Quantum Pacific, fala entusiasmado sobre este novo projeto. «Quando nos apercebemos que o FC Famalicão procurava investimento, ficamos de imediato interessados, pois o clube tem todas as possibilidades para ser uma grande equipa com a sua base de adeptos leal e apaixonada e com a sua história orgulhosa», acreditando «que há uma tremenda oportunidade de fazer crescer este clube para uma presença constante e sustentável no futebol português. Estamos honrados de ter sido tão bem recebidos no clube e esperamos ansiosamente atingir o sucesso em conjunto».

O Quantum Pacific Group é um grupo internacional de negócios e investimento em diferentes áreas e detém indústrias tão diferentes como companhias de navegação, geração de energia, refinação de petróleo, produção automóvel e, mais recentemente, tem investido no desporto. É, por exemplo, acionista no Atlético de Madrid desde novembro de 2017 onde, presentemente detém 32% do clube espanhol.

Penetra (FC Famalicão) chamado para a fase de qualificação dos sub-21

A convocatória da seleção sub-21 para os últimos três jogos da fase de qualificação para o Europeu 2023 inclui o nome de Alexandre Penetra. O defesa central do Futebol Clube de Famalicão foi chamado pelo selecionador para os jogos com Bielorrússia (dia 4 de junho, 14 horas), Liechtenstein (dia 7 de junho, 19.45 horas) e Grécia (dia 11 de junho, 20.15 horas, Estádio Cidade de Barcelos).

Alexandre Penetra estreou-se pela seleção sub-21 no passado mês de março, frente à Islândia, tendo sido titular que manteve no jogo seguinte, frente à Grécia, que permitiu a Portugal saltar para o primeiro lugar do Grupo 4.

FC Famalicão: Anúncio da continuidade de Rui Pedro Silva está por dias

Rui Pedro Silva mantém-se no comando técnico do FC Famalicão. Em entrevista exclusiva à CIDADE HOJE, que pode ver na íntegra a partir das 21 horas desta sexta-feira, Miguel Ribeiro revela que decorre uma fase de negociações «e mais uns dias anunciamos».

Rui Pedro Silva chegou ao FC Famalicão à décima sexta jornada da época passada, com a equipa no penúltimo lugar, com 11 pontos, e fechou a temporada com 39 pontos e o oitavo lugar na Primeira Liga, a segunda melhor posição de sempre do clube.

Na entrevista à CIDADE HOJE, o presidente da SAD reconhece algum «desconforto e instabilidade» nas duas últimas épocas, mas reitera «que sabemos para onde vamos», desde logo pela manutenção da equipa na principal liga nacional em «lugares de topo». O propósito de chegar à Europa (que já fugiu, por dois minutos, na Madeira) «é uma expetativa, uma ambição e objetivo», sustenta.

A continuidade de alguns jogadores que foram peças-chave, designadamente do melhor marcador, Banza, que esteve por empréstimo, «depende da vontade do jogador, embora tenhamos opção de compra».

Ao nível das infraestruturas, a SAD aguarda por novidades sobre o novo Estádio Municipal, «sendo que há um compromisso assumido pela autarquia quando foi constituída esta SAD», recorda o dirigente.

A aposta no centro de treinos mantém-se, sendo um projeto para começar durante a nova época desportiva. Miguel Ribeiro refere que após consulta e visitas a potenciais terrenos, já há um referenciado. O projeto há-de avançar em fases, «começando pelo mais necessário: relvados e estruturas de apoio».

Tudo isto e muito mais para ouvir na noite desta sexta-feira, a partir das 21 horas, no Facebook da CIDADE HOJE.

Equipa feminina do FC Famalicão fecha campeonato este sábado

A última jornada da fase de apuramento de campeão nacional, da Liga BPI, disputa-se este fim de semana.

O FC Famalicão joga em Braga, no sábado, às 11 horas, partida que vai determinar que equipa fecha o pódio nacional.

Já está definido o título nacional – Benfica, tal como o segundo lugar (Sporting) faltando apenas definir o terceiro classificado, entre famalicenses e bracarenses. A equipa de Jorge Barcellos soma 22 pontos, tantos como o Braga.

Esta partida serve, ainda, de ensaio para a final da Taça de Portugal que oporá as famalicenses ao Sporting, na tarde do dia 28 de maio, no Estádio do Jamor.

Para este jornada histórica, o clube famalicense tem à venda na Loja Oficial e na Academia os bilhetes, bem como disponibiliza transporte, tudo a 10 euros.

 

Todos ao Jamor para apoiar a equipa feminina do FC Famalicão

No tarde do dia 28 de maio, a equipa feminina do FC Famalicão disputa a final da Taça de Portugal, contra o Sporting, no Estádio Nacional do Jamor.

Para este momento singular na história do emblema famalicense, o clube continua a desenvolver uma campanha que convida os famalicenses a fazerem parte desta festa do futebol. O ingresso e transporte custam 10 euros e os interessados devem dirigir-se à Loja Oficial ou à Academia.

Vários clubes famalicenses, associando-se a este apelo e a este momento inédito no desporto concelhio, estão a partilhar nas redes sociais este convite, apelando a que todos apoiem a equipa neste importante jogo, marcado para as 17h15 do dia 28 de maio.

Futebol feminino: Famalicão B sobe à 2.ª divisão

A equipa B feminina do FC Famalicão garantiu, no passado sábado, o primeiro lugar na fase de apuramento de campeão da série sul, da terceira divisão e, deste modo, subiu à 2.ª divisão.

Este feito foi conseguido após vitória, 3-1, sobre a ID Vieirense, na Academia FC Famalicão, com golos de Érica Bispo (21’), Ana Brandão (74’) e Maria Ribeiro (92’).
O treinador da equipa, Renato Lobo, e a capitã da equipa, Ana Cruz, olham para o feito como resultado do empenho, trabalho e resiliência «das jogadoras que tudo fizeram para alcançar este objetivo».

A equipa famalicense fez um percurso memorável com apenas uma derrota num total de 22 jogos, assegurando a liderança da classificação a duas jornadas do fim da competição. O título nacional da 3.ª divisão será disputado com o vencedor da série norte – SC Braga B ou Lank Vilaverdense B.