FENPROF acusa Ministério de esconder a dimensão da covid- 19 nas escolas

A Fenprof – Federação Nacional dos Professores acusa o Ministério da Educação de estar a esconder a real dimensão do impacto da covid-19 nas escolas.

A resposta que o Ministério da Educação deu não satisfez a Fenprof, que a considera «uma não resposta». De acordo com a Fenprof, o ME alega que a informação solicitada se relaciona com dados pessoais relativos à saúde e que seria necessário que os docentes infetados autorizassem a sua transmissão, sustentando ainda que a mera designação das escolas já permitiria a identificação das pessoas doentes pelas comunidades educativas e, acrescenta, nos meios mais pequenos, pela população em geral.

A Fenprof volta a dizer que é importante saber quais as escolas com casos covid e que procedimentos foram adotados.

Famalicão: «O país pode deixar de ter os professores que necessita»

O Sindicato dos Professores da Zona Norte e a Câmara Municipal de Famalicão, numa iniciativa conjunta, reuniram os professores e alguns diretores de Agrupamentos de Escolas do concelho de Famalicão, para celebrar o Dia Mundial do Professor.
A cerimónia decorreu, ao final da tarde da passada terça-feira, na entrada do edifício da Câmara Municipal, com intervenções de Artur Silva, da Delegação do SPZN de Famalicão e do vereador da Educação, Augusto Lima,
Artur Silva aludiu à mensagem do Dia Mundial do Professor “A transformação da Educação Começa Com os Professores” tendo referido que “tal como acontece no futebol é bom que o país conte com uma boa seleção de professores”, assinalando o risco, dada a pouca atratividade da carreira docente e a falta de vontade política, de em breve o país deixar de ter os professores que necessita. O facto de 45% dos professores terem um nível etário acima dos 50 anos, «conjugado com o recurso a profissionais que não estão qualificados para o ensino, coloca em causa os desafios que o país enfrenta para a transformação e desenvolvimento», disse o professor.
O vereador, Augusto Lima, referiu que o papel do professor, mais do que nunca, «deve ser valorizado e que os professores não estão a ser devidamente reconhecidos por forma a atrair as novas gerações para o ensino».
O autarca salientou, ainda, o trabalho de articulação que a Câmara Municipal promove com as escolas e com os professores «por forma a que haja um enfoque em tudo o que é prioritário para os alunos». Augusto Lima deu também conta «do maior investimento de sempre na área da Educação, cerca de 28 milhões de euros, um terço da totalidade do orçamento municipal, para que o concelho seja cada vez mais dinâmico e pujante».

Famalicão: CIOR começa ano letivo com diversas dinâmicas do programa Erasmus+

Para além de uma série de atividades e iniciativas de acolhimento e integração dos novos alunos, o arranque do ano letivo na Escola Profissional CIOR está a ser marcado por várias mobilidades no âmbito do programa Erasmus +.

De 3 a 21 deste mês, 14 alunos e 2 professores, da Escola Secundária de Eletrotecnia e Telecomunicações de Constança, Roménia, frequentam um curso de eletrónica e automação, durante um estágio na CIOR. Entre outras atividades práticas, os alunos terão de desenvolver uma fonte de alimentação e um amplificador. Do programa consta, ainda, visitas às universidades Lusíada e do Minho, e a uma empresas do setor.

No decorrer desta semana, 2 professores da escola alemã, Taatliche Fachoberschule Schwandorf, encontram-se em Famalicão para reuniões de parceiros e de trabalho para o relatório final do Projeto “Train, work and Succeed in Europe” e fortalecimento de cooperação para mobilidades Erasmus+.

No programa de mobilidades de alunos da CIOR, no decorrer deste mês, um grupo de 6 alunos finalistas do curso de animação sociocultural vai realizar um estágio de dois meses, em Malta. Outro grupo de alunos finalistas do curso de mecatrónica automóvel ruma para Vicenza, Itália, seguido de um grupo de finalistas do curso de produção metalomecânica, que terá com destino Málaga, Espanha. Todos os estágios serão realizados em reputadas empresas e instituições parceiras da escola profissional famalicense.

Este mês ficará, ainda, marcado por uma série de iniciativas no âmbito da comemoração do Erasmus Days 2022.

Mário Jorge Machado reeleito presidente da ATP

Mário Jorge Machado foi reeleito presidente da direção da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), mandato de 2022/2024. O administrador da Estamparia Adalberto liderava uma lista única, com António Falcão como presidente da Assembleia Geral, em representação da Têxtil António Falcão, e Ana Júlio Furtado, como presidente do Conselho Fiscal, em representação da A. Sampaio & Filhos.

O mote da candidatura era “Reinventar o setor, construir um futuro sustentável”. Em alguns pontos, Jorge Machado promete lutar em defesa dos interesses do setor e das suas empresas, particularmente na melhoria das suas condições de competitividade; quer prosseguir com o esforço de dar visibilidade à fileira têxtil e da moda portuguesa, no país e no exterior; pretende reforçar a proximidade da Associação aos associados; defende a contratação coletiva com o objetivo de assegurar a paz social e o desenvolvimento sustentado.

Mário Jorge Machado mostra-se, ainda, empenhado em «desenvolver os projetos que possibilitem a realização da missão e objetivos consignados à ATP, particularmente aqueles que terão de estar alinhados com a estratégia da União Europeia, em que prevalecerão as iniciativas destinadas à descarbonização e transição energética, à sustentabilidade e circularidade, à digitalização, à capacitação, à inovação produtiva e à internacionalização das atividades».

Mercadona participa na recolha de alimentos para o Banco Solidário Animal

Todas as lojas da Mercadona participam na recolha de alimentos para o Banco Solidário Animal, que se realiza de 1 a 9 de outubro.

A Mercadona participa, pela primeira vez, na campanha organizada pela Animalife que consiste na doação monetária, em múltiplos de 1€, e que pode ser efetuada nas caixas de pagamento no momento da compra. O valor doado será entregue na íntegra à Animalife, em forma de cartões, que posteriormente serão distribuídos por instituições locais de apoio animal que poderão utilizá-los para adquirir produtos de acordo com as suas necessidades, com o objetivo de contribuir para melhorar as condições de vida dos animais que se encontrem em risco.

Rodrigo Livreiro, presidente da direção da Animalife, associação de âmbito nacional, lembra que em média são abandonados 119 animais por dia. No ano de 2021, o número de cães e gatos abandonados chegou aos 43 mil, o que significou uma subida de 30%. «A evolução da situação económica faz antever um cenário ainda mais complicado para os próximos meses, pelo que a participação de todos nesta campanha será indispensável para assegurar o bem-estar de milhares de animais em risco», realça.

A doação de produtos faz parte da política da Mercadona, que doou 670 toneladas de produtos de primeira necessidade no primeiro semestre de 2022 em Portugal. Estas doações, que equivalem a mais de 11.000 carrinhos de compras, foram destinadas a mais de 30 cantinas sociais, 5 bancos alimentares e outras instituições sociais com as quais a empresa colabora, em Portugal.

IPCA dá boas-vindas aos novos estudantes dos CTeSP

O IPCA recebe, nos dias 3 e 4 de outubro, os novos estudantes dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), com o Welcome IPCA CTeSP 2022/2023.

O objetivo é a integração e o acolhimento dos recém-chegados estudantes na instituição e na região, numa organização conjunta do IPCA e da Associação Académica. As iniciativas irão decorrer em simultâneo no Campus em Barcelos e nos cinco Polos onde são lecionados os CTeSP (Braga, Esposende, Guimarães, Vila Nova de Famalicão e Vila Verde).

Os estudantes vão ser recebidos institucionalmente, em sessões de boas-vindas com a presença de órgãos dirigentes do IPCA, pela Associação Académica e por representantes das respetivas autarquias.

O Welcome IPCA inclui, ainda, visitas às instalações e momentos de convívio que irão potenciar a integração dos novos estudantes.

 

Famalicão: Município vai instalar painéis fotovoltaicos nas escolas

O Município de Famalicão vai dotar todas as escolas do concelho com painéis fotovoltaicos, que permitirão a «autonomização energética» dos estabelecimentos de ensino através de energias limpas.

O presidente da Câmara anunciou esta medida em defesa do ambiente esta terça-feira, aquando da sessão onde foram entregues as bandeiras eco-escolas a 57 estabelecimentos de ensino.

Ainda não é conhecido o plano para a colocação dos painéis fotovoltaicos, que vão transformar os raios solares em energia, mas Mário Passos diz que, dentro de alguns meses, 10 escolas vão receber os seus painéis. Progressivamente, chegará a todas.

«Quero que este processo contagie os famalicenses, para que possam fazer o mesmo, de forma muito abrangente. Também as empresas, que já estão a iniciar este processo, possam prosseguir com esta solução mais amiga do ambiente», desafia o autarca.