Gabriel Couto vai construir fábrica da LAUAK em Grândola

A LAUAK, multinacional francesa que opera no sector da produção de componentes para a indústria aeronáutica, adjudicou à Gabriel Couto a construção da sua nova unidade fabril, a nascer em Grândola, distrito de Setúbal.
Segundo a Gabriel Couto, trata-se “indiscutivelmente de um investimento da maior importância para a economia da região e que se vem juntar a uma extensa lista de clientes e projectos na área industrial de elevada exigência técnica, recentemente adjudicados à Gabriel Couto, tais como a Raclac em Vila Nova de Famalicão, da Navigator em Cacia, da Sakthi em Águeda, da Torrestir em Matosinhos, ou mais recentemente da Efacec na Maia.
“Este é mais um desafio a ser alcançado num prazo muito exigente, o que revela a confiança que este tipo de empresas e grupos multinacionais têm vindo a depositar na competência apresentada pela nossa empresa”, recorda Carlos Couto, CEO do Grupo.
O investimento, inicialmente previsto de 25 milhões de euros, foi incrementado em 30 por cento, passando a atingir um valor global que rondará os 32 milhões de euros, após o êxito alcançado nas negociações com a Airbus que entregou à multinacional francesa a produção de um número muito maior de componentes, explica a construtora em nota de imprensa.
Por este motivo, a LAUAK de Grândola vai ter três linhas autónomas de produção e irá produzir peças destinadas ao avião A320 da Airbus e, num futuro próximo, também fornecerá componentes para os modelos A350 e Falcon.
“Na primeira fase há que proceder à remoção de terras e, logo depois, na segunda fase vamos começar a construir de formar a permitir que em Outubro a nave principal esteja terminada, para se iniciar a instalação das máquinas. Assim, no início do próximo ano poderemos começar a produção”, refere o Diretor-Geral da LAUAK Portugal, Armando Gomes.
A Gabriel Couto refere que, sendo um processo de Concepção/Construção, confiou no gabinete J.A. Arquitectos a elaboração do “desafiante e exigente projeto, onde se pode observar o respeito pelo programa funcional definido pela LAUAK, associado a uma linguagem plástica de elevada qualidade, indo assim ao encontro dos desejos de quem é um dos principais players neste mercado exigente e altamente competitivo”.
A nova unidade será composta pelo edifício fabril principal, o edifício administrativo e um edifício social de apoio, estando interligados e respeitando os mais rigorosos preceitos na sustentabilidade e na economia dos recursos energéticos.
O projeto encontra-se dividido em 2 fases e irá ocupar um lote de terreno com uma área total de 41.000 m2, contemplando uma área bruta de construção total final de 22.800 m2. Prevê-se uma primeira fase em que a fabrica terá 12.000 m2, sendo mais tarde completada com mais 10.800 m2, uma vez que esta área da indústria aeronáutica atravessa um momento de grande fulgor, razão pela qual novos negócios com as principais marcas de aviões e grupos multinacionais se perfilam num futuro próximo.
Precavendo-se desde já dos necessários recursos humanos, a empresa deu início ao processo de recrutamento para a formação de trabalhadores nas mais diversas áreas, que irá decorrer ao longo do presente ano. “São formações que vão demorar entre seis meses e um ano”, adiantou Armando Gomes, Diretor Geral da LAUAK Portugal, indicando que o processo de formação em “Tratamento de Metais, Montagem de Estruturas e Compósitos”, que atribui uma qualificação de nível IV, vai decorrer em Grândola, Évora e Setúbal. O mesmo responsável prevê a criação de emprego para mais de duzentas pessoas, num espaço temporal de dois anos.
O Presidente da Câmara Municipal de Grândola, António Figueira Mendes, considerou que esta nova unidade da multinacional LAUAK “vai alterar o paradigma de desenvolvimento” no concelho e vai “ter impacto regional positivo” ao nível da criação de emprego.
Para Carlos Couto, “a Gabriel Couto mantém-se focada na inovação e na excelência, já que continua a apostar na vanguarda com a engenharia como motor de inovação e desenvolvimento, e vê, com este tipo de empreitadas, o seu portfólio de obras no mercado nacional reforçado nesta área de grandes projetos e polos industriais”.

Presidente da República assiste à final da Taça de Portugal Feminina

Marcelo Rebelo de Sousa está no Estádio Nacional para assistir à final da Taça de Portugal Feminina, que começa às 17h15, entre o Sporting e o Famalicão.

Caberá, assim, ao Presidente da República, entregar o troféu à equipa vencedora. Caso seja o Famalicão, que tem quatro anos no futebol feminino, será a primeira vez, enquanto que as sportinguista, com um maior historial na modalidade, lutam pelo terceiro troféu.

 

Famalicão: Procissão de velas a Nossa Senhora de Fátima na Carreira

Na noite deste sábado, depois da eucaristia das 20h30, a comunidade paroquial da Carreira promove uma procissão de velas em honra de Nossa Senhora de Fátima.
A procissão parte da rua da Igreja, prosseguindo pela nacional 204/5, seguindo, depois pelas ruas Aldeia Nova, Maravilhas e Outeiro; passa, ainda, pela travessa do Outeiro, ruas da Escola, da Aldeia, Tojeiras e Aldeia Nova, novamente EN 204/5 e, por fim, rua da Igreja.

Conheça o onze do FC Famalicão para a final da Taça de Portugal Feminina

Já há onze do FC Famalicão para a disputa da final da Taça de Portugal, partida que começa às 17h15, com relato na CIDADE HOJE, a partir do Estádio Nacional.

Para este momento histórico, o treinador Jorge Barcellos escalonou Aline Lima, Sara Monteiro, Laís Araújo, Dani, Regina Pereira (cap), Mariana Azevedo, Tipa, Vânia Duarte, Paty Llanos, Raquel Fernandes e Ana Capeta.

No banco estão Mariana Lima, Maria Miller, Carol, Babi, Mariana Campino, Érica Bispo e Telma Pereira.

O jogo terá a arbitragem a cargo de Ana Afonso, sendo assistentes Cátia Tavares e Cristina Costa, com o auxílio de vídeo-árbitro (Rui Oliveira).

O Sporting alinha com Bacic, Joana Marchão, Bruna Lourenço, Davidson, Brenda Perez, Fátima Pinto (cap), Andreia Jacinto, Diana Silva, Carolina Beckert, Vera Cid e Mariana Rosa.

Famalicão: Chefs de cozinha homenageados pelo Rotary Club

Os Chefs famalicenses Álvaro Costa, Lígia Santos e Renato Cunha foram homenageados pelo Rotary Club de Famalicão.

Esta homenagem profissional «a três distintos representantes da restauração e gastronomia do concelho», decorreu na noite de quinta-feira passada, em sessão que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal, Mário Passos.

O Rotary justifica esta homenagem pelo contributo que têm dado «na projeção do concelho na área do turismo. Todos eles alcançaram projeção local e nacional, desenvolvendo as suas atividades empresariais com elevado profissionalismo, com dedicação, com abnegação, norteados pelos princípios da ética profissional e pelo elevado espírito humanitário», destacou Francisco Freitas, presidente do Club famalicense.

Na cerimónia, que contou com a presença da comunidade rotária famalicense, familiares e amigos dos homenageados, para além de Mário Passos, marcaram ainda presença Ademar Carvalho, o presidente do Lions Club de Famalicão, José Lacerda, e o presidente da Escola Superior de Hotelaria e de Turismo, Flávio Ferreira.

 

 

Famalicão: Procissão a Nossa Senhora de Fátima em Seide S. Miguel

Na reta final do mês de Maria, a comunidade paroquial de S. Miguel de Seide realiza, na noite deste sábado, uma procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima
A procissão de velas sai depois da eucaristia das 20h30 e tem o seguinte percurso: Rua da Seara, Rua Raquel Castelo Branco, Rua da Tapada, Rua N. Sra de Fátima, Rua Joaquim José Sousa Guimarães, Av. de S. Miguel e Igreja.
Este é «mais um momento de devoção da nossa comunidade».

É por este troféu que o FC Famalicão joga e os famalicenses viajaram mais de 350km

O Futebol Clube Famalicão cumpre, este sábado, um dos momentos mais marcantes dos seus 90 anos de história. A equipa feminina, projeto iniciado em 2019, disputa a final da Taça de Portugal, tendo como adversária o Sporting, um dos emblemas maiores da modalidade em Portugal.

Apoio não faltará à equipa. Rumo a Oeiras, onde está o Estádio Nacional, 17 autocarros transportaram mais de 1000 adeptos, sendo que outros viajaram em carros particulares.

A alegria famalicense já se faz sentir nas imediações do Jamor, todos a sonhar que no regresso venha algo mais com eles: a Taça de Portugal.

CIDADE HOJE está, desde a primeira hora, a acompanhar este momento histórico do FC Famalicão. Siga-nos nas várias plataformas e saiba o que está a acontecer antes, durante e depois do jogo que começa às 17h15.