GNR reforça fiscalização ao cinto de segurança, cadeirinhas de crianças e uso de capacetes

A GNR vai reforçar a fiscalização, a partir de segunda-feira, ao uso de cintos de segurança, cadeirinhas para crianças e dos capacetes para promover “comportamentos mais seguros” e “diminuir a gravidade” dos acidentes, indicou hoje a corporação.

A operação “de fiscalização intensiva”, que se chama “Proteção máxima, risco mínimo, vai decorrer até 15 de setembro em todo o país, refere a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

A corporação destaca que a operação tem o objetivo de “promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e ocupantes dos veículos e diminuir a gravidade das consequências dos acidentes de viação”.

Segundo a GNR, o cinto de segurança e o sistema de retenção para crianças (SRC) têm por finalidade impedir a projeção dos ocupantes, minimizando a gravidade dos ferimentos, em caso de acidente de viação, enquanto o capacete constitui o principal dispositivo de segurança para os condutores das motas e tem por função absorver parte da energia do impacto, estimando-se que o uso seja responsável por evitar 50% das mortes em desastres.

A GNR detetou, em 2018, cerca de 19.000 condutores que não usavam o uso do cinto de segurança, ou estavam a utilizá-lo incorretamente, 1.446 por não utilização das cadeirinhas para crianças e 936 por não utilizarem capacete durante a condução de motas.

Este ano e até ao dia 31 de agosto, a GNR detetou quase 16.000 mil condutores que não usavam o cinto de segurança ou as cadeirinhas para crianças e 638 condutores de motas que não utilizavam o capacete, além de terem sido detidos 739 condutores por não terem habilitação legal para conduzir este tipo de veículos.

Durante a operação, a GNR vai alertar os condutores para “a importância da utilização dos dispositivos de segurança passiva, especialmente para os condutores de veículos de duas rodas a motor”, tendo em conta que constituem um grupo de risco pelas consequências dos acidentes serem normalmente graves devido à menor capacidade de proteção em caso de colisão ou despiste.

Famalicão: Dois homens detidos por furto de automóveis

Esta quarta-feira, a GNR deteve, no concelho de Famalicão, dois homens, de 28 e 31 anos, ambos com antecedentes criminais, por furto de veículos automóveis.

A detenção decorreu no âmbito de uma denúncia de furto de veículo que levou os militares a localizar e deter os suspeitos, que se encontravam na posse de um automóvel que tinha sido furtado em Vila do Conde. Realizadas as respetivas diligências, foi apurado que nesse mesmo dia os dois homens já tinham furtado outros dois veículos no distrito de Aveiro.

Os veículos foram devolvidos aos legítimos proprietários e os detidos, com antecedentes criminais por crimes da mesma natureza, foram constituídos arguidos. Os factos foram comunicados ao Tribunal de Famalicão.

Famalicão: Concurso para a nova rede de transportes sofre adiamento

O Concurso Público Internacional para a contratação do serviço público de transporte de passageiros sofreu um atraso de dois meses, tempo considerado necessário para dar resposta aos pedidos de esclarecimento e resolver os erros e omissões que foram colocados pelas empresas interessadas no serviço.

O prazo do concurso terminava a dois de julho e passa a vigorar até ao início de setembro.

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão esclareceu, esta quinta-feira, que as Câmaras de Famalicão, da Trofa e Santo Tirso (as entidades adjudicantes) não têm o conhecimento necessário para dar uma resposta mais célere, uma vez que não tem um histórico de transporte público de passageiros, porque o que tem existido não é tutelado pela Câmara. «Temos os consultores a ajudar-nos, mesmo assim, as três Câmaras têm tido alguma dificuldade em promover as respostas no tempo que gostaríamos», explicou Mário Passos.

Com este atraso haverá também um adiamento para o lançamento da rede de transportes. O que se previa é que estivesse em funcionamento ainda no final de 2022, mas será (e a correr bem) no primeiro semestre de 2023.

Até ao início da nova rede de transportes que irá abarcar três municípios (Famalicão, Trofa e Santo Tirso), o serviço é prestado em Famalicão pela Transdev. Mário Passos reconhece a falta de mais carreiras e horários, até porque é uma queixa frequente da população, mas, e até à entrada do novo serviço, adianta que serão feitos ajustes neste período de verão, nomeadamente ao fim de semana.

AF Braga entrega presentes às crianças internadas no hospital de Famalicão

No âmbito do programa comemorativo do seu Centenário, a Associação de Futebol de Braga visitou, na manhã desta quarta-feira, os quatro serviços de Pediatria dos Hospitais Públicos do Distrito – Braga, Barcelos, Famalicão e Guimarães – para oferecer um presente simbólico a cada criança internada – uma mochila, uma bola, lápis de cor e desenhos para colorir.

No Centro Hospitalar do Médio Ave, em Famalicão, a visita coube aos vice-presidentes Miguel Azevedo e Custódio Ribeiro que foram recebidos pela enfermeira diretora Deolinda do Vale e pela enfermeira Angélica Vilaça, enfermeira chefe do serviço de Pediatria. Os vice-presidentes visitaram o espaço e entregaram lembranças a cada criança.

Greve dos trabalhadores da IP vai afetar circulação de comboios nos dias 1, 3 e 5 de agosto

A organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal (gestor da infraestrutura ferroviária) convocou uma greve para os dias 1, 3 e 5 de agosto e a Comboios de Portugal (CP) prevê «fortes perturbações» na circulação.

Em comunicado, a CP reporta que, «por motivo de greve convocada por organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal preveem-se fortes perturbações na circulação de comboios, a nível nacional, em todos os serviços, nos dias 1, 3 e 5 de agosto de 2022».

Está prevista a realização de serviços mínimos nos dias da greve, sem prejuízo de poderem ser realizados comboios adicionais, cuja lista pode ser consultada em www.cp.pt

Famalicão: Alunos fecham ciclo na Engenho com festa

A Engenho realizou a festa de finalistas dos alunos do pré-escolar para assinalar os cinco anos na instituição e a passagem para outro nível de ensino. É sempre um momento marcante para as crianças, para as suas famílias mas também para a instituição.

A festa aconteceu na passada sexta-feira, dia 22 de julho, no Centro de Apoio Comunitário, com a presença de crianças, familiares e educadores.

«Foram 5 anos que a Engenho acolheu, cuidou, educou e viu crescer, nos diferentes domínios, os vossos filhos, crianças de hoje e cidadãos de amanhã. Que continuem a cresce felizes na vossa companhia», referiu o presidente da direção, Manuel Augusto de Araújo, que se dirigiu aos pais, agradecendo também o facto de terem escolhido a Engenho como ” instituição educadora” para os seus filhos.

Nas palavras que dirigiu aos presentes, o responsável enalteceu ainda o profissionalismo e a dedicação dos colaboradores da Engenho, postos à prova em momentos «críticos e de forte adversidade, como os que se têm vivido com a pandemia».

A direção da Engenho recorda que o seu projeto educativo, subordinado ao tema “Minha Terra, Meu Mundo”, está patente em iniciativas, atividades e metodologias específicas, procurando «valorizar a vivência familiar, o diálogo, o convívio e aprendizagem intergeracionais, o gosto pela descoberta e conhecimento dos sítios e do território e o contacto com a natureza».

Este é um projeto global e articulado com os utentes das diferentes respostas sociais e serviços da Associação e agentes/parceiros da Comunidade.

Detido homem suspeito de vários furtos em Famalicão

Numa investigação que decorria desde o verão de 2021, o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Barcelos deteve, na terça-feira, um homem de 50 anos suspeito de 35 furtos no distrito de Braga, a maioria em Famalicão.

Em comunicado, a GNR adianta que «os militares da Guarda apuraram que o suspeito era o autor de abastecimentos com fuga, furtos em viaturas, furtos em interior de residências e furtos em instituições. No âmbito das diligências de inquérito foi possível apurar-se que o suspeito esteve envolvido em, pelo menos, 35 furtos nos últimos meses, no distrito de Braga, com maior incidência no concelho de Vila Nova de Famalicão».

Segundo a GNR, foram apreendidos no veículo bidões para transporte de combustível, luvas e passa montanhas, diversos artigos de vestuário utilizado na prática dos furtos e ferramentas utilizadas para arrombamento de portas e janelas.

O detido, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, será presente, esta quinta-feira, ao Tribunal Judicial de Famalicão, para aplicação das medidas de coação