Insólito: Cadela surge em cartazes como candidata à Câmara Municipal de Viana do Castelo

Jéssica, uma cadela bulldog francês, é a estrela das eleições autárquicas de Viana do Castelo.

A candidata de quatro patas é, garantidamente, a mais falada desta campanha. Está presente no dia-a-dia de Viana do Castelo com cartazes e panfletos como se de uma verdadeira candidata se tratasse.

No fundo, tudo não passa de uma ideia arrojada por parte de Hugo Soares, o tutor desta cadela que a decidiu adotar depois de ser rejeitada pelos seus primeiros donos por causa da sua surdez.

O humorista quer apenas e só despertar a atenção da população, alertando que as pessoas mais facilmente vão ler o programa de uma cadela – como tem verificado – do que de um verdadeiro candidato.

Em declarações ao jornal O Minho, Hugo Soares entende que hoje em dia se leva mais a sério os humoristas do que os políticos. Esta ação de marketing a envolver Jéssica serve, acima de tudo, para fazer pensar todos aqueles que, a 26 deste mês, são convidados a votar no futuro das autarquias.

Até lá a cadela vai fazendo a sua campanha, promete arroz de sarrabulho como prato do dia em todos os restaurantes da região e, em caso de necessidade, combater grupos terrorista com grupos de concertinas.

Vários detidos por condução ilegal e sob o efeito do álcool

Este domingo, na cidade de Vila Nova de Famalicão, a PSP deteve um jovem, de 26 anos, por condução ilegal. A detenção decorreu no âmbito de uma fiscalização rodoviária, com o jovem a não apresentar qualquer documento que o habilitasse para a condução.

Ainda durante o fim de semana, nas cidades de Guimarães, Vila Nova de Famalicão e Braga, foram detidas quatro pessoas, com idades compreendidas entre os 29 e 60 anos, por condução automóvel com taxa de alcoolemia superior à permitida por lei. Submetidas aos respetivos testes, acusaram entre 1,20 e 1,96 g/l no sangue.

Famalicão: Despiste provoca um ferido na A3

Na tarde desta quarta-feira, pelas 15h52m, o despiste de um veículo ligeiro, na Auto Estrada 3, freguesia de Oliveira (São Pedro), concelho de Braga, provocou um ferido e danos consideráveis na viatura.
O ferido, considerado ligeiro, foi transportado para o Hospital de Braga pelos BV Famalicenses que mobilizaram para o local dois veículos e oito voluntários.
Foto: BV Famalicenses

Famalicão: Câmara da Trofa homenageia campeões na V Gala do Desporto

A Câmara Municipal da Trofa homenageia todos os campeões desportivos do concelho da Trofa, naquela que será a V Gala de Desporto. Está marcada para o dia 1 de outubro, pelas 21 horas, no pavilhão da Escola Secundária da Trofa.

O objetivo passa por premiar todos aqueles e aquelas que tiveram um papel preponderante no desenvolvimento do Desporto no Concelho da Trofa nas últimas 3 épocas, 2019/2020, 2020/2021 e 2021/2022, uma vez que nos últimos dois anos não houve gala, devido à pandemia.

Entre as categorias a concurso destaque para a entrega do Prémio Carreira, um troféu que assinala e destaca uma personalidade como uma referência na prossecução da excelência desportiva e um modelo para os mais novos.

Segundo Sérgio Humberto, presidente da Câmara Municipal da Trofa, este será um «um momento de convívio e de reconhecimento da comunidade desportiva do Concelho, que sirva também de estímulo para que cada vez mais jovens pratiquem desporto na Trofa, nas mais diversas modalidades».

O evento será, ainda, pautado por diversos momentos musicais com a participação de artistas locais e inúmeros convidados.

Braga: Idosa em estado grave depois de ser atropelada no estacionamento do lar

Uma mulher, com 92 anos de idade, ficou gravemente ferida depois de ser atropelada por um carro, no estacionamento do lar que frequenta, em Nogueira, Braga.

Segundo avança o Correio da Manhã, a idosa estava, por motivos que ainda não foram explicados, deitada no chão, no momento em que foi atropelada por uma viatura.

O alerta para a ocorrência foi dado pouco depois das 11h00 e o socorro esteve a cargo dos Bombeiros Sapadores de Braga, acompanhados pela VMER local.

 

Mais de 800 bombeiros são desafiados a subir os 566 degraus do Bom Jesus carregados de material

825 bombeiros são desafiados, na manhã deste sábado, a subir os 566 degraus do escadório do Bom Jesus do Monte, em Braga, em mais uma edição da prova “Escadórios da Humanidade”, numa organização da Associação Família de Elite e da ADN – Eventos Desportivos.

Os soldados da paz vão percorrer o escadório em contrarrelógio, com equipamento completo de proteção individual e um desnível de 116 metros, tratando-se este um desafio de enorme complexidade e dificuldade para quem o enfrenta.

Este ano, já da parte da tarde, haverá uma Bênção Nacional de Capacetes, presidida por um padre que também é bombeiro.

Imagem: Sandra Antunes / Braga TV

Famalicão: CITEVE lidera consórcio do setor têxtil para investir 138 milhões na bioeconomia sustentável

Começou esta semana o trabalho conjunto dos 54 parceiros do projeto Be@t – Bioeconomia Sustentável, liderado pelo CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal.

O projeto implica um investimento de 138 milhões de euros, dos quais 71 milhões do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência).

O diretor-geral do CITEVE, Braz Costa, diz que o objetivo é marcar «um novo ritmo de mudança e acelerar a criação de produtos de alto valor acrescentado a partir de recursos biológicos, em alternativa às matérias de base fóssil, mas sem deixar de garantir e até elevando padrões de qualidade com forte potencial em diferentes segmentos de mercado».

Designado “Be@t” (do inglês bioeconomy at textiles / bioeconomia na têxtil), o projeto envolve um total de 54 promotores (empresas, universidades, centros tecnológicos e outras entidades). As ações, organizadas por temáticas específicas nas instalações do CITEVE em Vila Nova de Famalicão, representam «passos decisivos para o trajeto de mudança transversal no setor que, em cerca de três anos, permitirá abranger desde as matérias-primas ao design, à investigação e à produção», explica aquele responsável.

O Be@t busca soluções que respondam às exigências cada vez mais fortes que respondam às exigências da legislação e do ambiente. Por isso, aposta nas empresas, centros de investigação e tecnologia, a par das universidades. Essa procura inclui a descoberta de novas matérias-primas, o desenvolvimento de outras técnicas, tecnologias e equipamentos de fabrico e processamento. Isto inclui criatividade e capacidade de investigação, sublinha Braz Costa.

Este responsável alerta que os fundos europeus canalizados a partir do PRR e o investimento dos diferentes promotores constituem uma oportunidade para, através do Be@t, fazer com que esta reconversão do setor para a bioeconomia sustentável se torne efetivamente possível.

O CITEVE acredita que será assim conseguido o cumprimento de princípios e metas de defesa ambiental e, em simultâneo, o desenvolvimento de novas estratégias de conquista de mercado, tanto a nível nacional como internacional, já que o projeto inclui a promoção do setor em diversos palcos e o robustecimento do prestígio dos têxteis e vestuário de fabrico português.