LOC/MTC de Braga reflecte sobre a “Nova Organização do Trabalho” ao longo de Semana Temática

A LOC/MTC (Liga Operária Católica / Movimento de Trabalhadores Cristãos) da Arquidiocese de Braga realizou recentemente uma Semana Temática sobre “A Nova Organização do Trabalho”, os horários laborais e, em particular, o trabalho ao domingo, contando com a participação do Professor Catedrático da Universidade Católica de Braga, Doutor João Duque, que ajudou no aprofundamento da reflexão.

Assim, os diferentes grupos do Movimento LOC/MTC, nomeadamente os grupos do Arciprestado de Vila Nova de Famalicão, que participaram activamente, concluíram que “a «Nova Organização do Trabalho», os horários laborais desencontrados e a ocupação sistemática do domingo como dia normal de trabalho, impedem as famílias de terem o seu espaço, de descansarem e celebrarem em conjunto, os momentos belos da vida, como a partilha e a festa”.

Por isso, “apela-se aos responsáveis económicos e políticos para que o trabalho permita, sem medo, a construção de relações de solidariedade e comunhão”.

Os grupos e o plenário de encerramento da Semana constataram ainda que “a nova organização do trabalho em curso, está a criar «novas sacralidades»: economia, lucro concentrado, consumo, tecnologia, entre outras, enquanto na sociedade civil se criou a «liturgia» das compras ao domingo”.

Os membros da LOC/MTC acreditam que “o futuro do trabalho não vai depender tanto dos avanços tecnológicos mas, sobretudo, com o lugar que for dado às pessoas. Com a «Revolução Industrial 4.0» em andamento, o desafio do emprego para todos continua em cima da mesa”.

Sendo o trabalho a melhor forma de repartir a riqueza, a LOC/MTC defende que “é necessário continuar a apostar na formação, na redução dos tempos laborais, na justa remuneração salarial, na eliminação dos «bancos de horas» e no combate persistente à precariedade, para que a dignidade dos trabalhadores não seja posta em causa”.

Exige-se que “a política não se deixe acorrentar pela «economia que mata» e seja capaz de regular, com bom senso e honestidade, as novas formas do trabalho digital e tecnológico, especificando e valorizando o trabalho humano como fonte de criação de riqueza, consumo responsável e protecção do meio ambiente”.

Ao mesmo tempo, “apela-se a cada trabalhador e trabalhadora para que se sintam responsáveis por cuidar dos mais frágeis com responsabilidade; ao cuidar do outro, cuidamos de nós e sentimos-nos felizes”. Os militantes afirmam “querer combater a noção de impotência, sofrendo com os que sofrem, e dinamizar novos grupos portadores de Esperança”.

Hóquei em patins: FAC fecha campeonato com vitória

Depois de ter garantido, na penúltima jornada, o regresso à 1.ª divisão, a equipa de Vítor Silva terminou a época com uma vitória, 6-8, em casa do CH Carvalhos, em partida disputada este sábado.

O FAC totalizou 68 pontos em 26 jornadas da zona norte do nacional da 2.ª divisão, em resultado de 22 vitórias e apenas 2 empates e outras tantas derrotas. Agora, segue-se a disputa do título nacional frente ao primeiro classificado da zona sul, o CRF Murches, equipa de Cascais.

Hóquei em patins: Riba d´Ave/Sifamir discute promoção à 1.ª divisão a 4 e 11 de junho

Fechada, este sábado, a zona norte do nacional da 2.ª divisão, o Riba d´Ave/Sifamir, segundo da prova, com 64 pontos, depois da vitória, 6-2, sobre o Infante de Sagres, vai disputar o play off de promoção com o Sport Alenquer e Benfica. Os jogos que vão determinar qual destas equipas sobre à divisão maior da modalidade decorrem nos dias 4 e 11 de junho.

Da última jornada da fase regular, a equipa de Raul Meca começou a perder, mas depois do empate de Miccoli não mais largou a frente do marcador. Anderson Nery fez o 2-1, seguindo-se novo golo de Miccoli. Os visitantes reduziram para 3-2, mas antes do intervalo Hugo Barata fez o quarto golo ribadavense. Na segunda parte, mais dois golos: Miccoli aos 7 e Artur Ribeiro aos 24 minutos.

Foto: Marlene Ferreira

 

Ambiente: Espaços verdes de Famalicão contam com uma nova sinalização

O Município de Vila Nova de Famalicão está a sinalizar alguns espaços verdes do concelho com placas informativas que dão conta das novas práticas adotadas no tratamento e manutenção deles.

Estas novas soluções requerem menos recursos, nomeadamente água, que valorizam as espécies autóctones, os insetos polinizadores e o ecossistema e que podem ser reproduzidas em qualquer jardim, informa a autarquia.

Famalicão: Despiste de mota na Av. do Brasil faz um ferido

Pelo menos uma pessoa ficou ferida, na manhã deste domingo, num despiste de mota, em plena Avenida do Brasil, em Gavião, Vila Nova de Famalicão.

O acidente deu-se cerca das 08h00 e para o local foram acionados os Bombeiros Voluntários Famalicenses e a VMER da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Desconhece-se o tipo de ferimentos da vítima.

Famalicão: Daniela Lopes é campeã nacional de águas abertas

Daniela Lopes, do GD Natação, é campeã nacional júnior de Águas Abertas e consegue o apuramento para o Europeu. O feito foi alcançado este sábado, na prova que decorre em Avis.

Afonso Silva foi quarto no mesmo escalão no campeonato nacional de Águas Abertas.