Meia e Mini Maratona de Famalicão com inscrições abertas

Já abriram as inscrições para a sexta edição da Meia e Mini Maratona de Vila Nova de Famalicão.

Organizada pela Runporto com o apoio da Câmara Municipal e da Associação de Atletismo de Braga, a prova vai ter lugar na manhã do dia 24 de novembro, domingo, e contará com a realização de uma corrida cronometrada de 21 quilómetros e de uma caminhada de 6 quilómetros sem fins competitivos, ambas com partida da Avenida do Brasil e chegada no Parque de Estacionamento da Casa do Território, no Parque da Devesa.

As inscrições já decorrem online, no site da Runporto, em www.runporto.com, nas lojas Sport Zone do grande Porto e na Loja do Corredor, no Porto.

Até ao dia 31 de outubro, as inscrições para a Meia Maratona têm o custo de 10 euros, de 12 euros para as inscrições efetuadas entre os dias 1 e 19 de novembro, e de 15 euros para as inscrições de última hora, no dia 23 de novembro, na Casa do Território.

Já para a Mini Maratona, até dia 31 de outubro a inscrição tem o custo de 3 euros, de 1 a 19 de novembro tem o custo de 5 euros, valor que aumenta para 8 euros para as inscrições de última hora, no dia 23 de novembro, na Casa do Território.

Refira-se ainda que o regulamento da prova já se encontra disponível para consulta no site da Runporto.

PERCURSO

Meia Maratona 21 km:

Partida: Av. Brasil, retorno, Av. Brasil, Rotunda Moutados (acesso variante), Av. Carlos Bacelar, Rotunda Bernardino Machado, Av. Narciso Ferreira, Rua São João de Deus, Rua Adriano Pinto Basto, Av. 25 de Abril, retorno, Av. 25 de Abril, Av. Narciso Ferreira, Av. Marechal Humberto Delgado, retorno, Av. Marechal Humberto Delgado, Rotunda Bernardino Machado, Av. Brasil, EN 206 Famalicão/Guimarães, Av. Tomás Pereira, EN 309 Famalicão/Braga, Av. Pe. Manuel Costa Rego (Vale S. Martinho), Av. Tibães e Av. Central (Vale S. Cosme), Av. Principal (Telhado), retorno, Av. Principal (Telhado), Av. Tibães e Av. Central (Vale S. Cosme), Av. Pe. Manuel Costa Rego (Vale S. Martinho), Av. Tomás Pereira, EN 309 Famalicão/Braga, Av. Brasil, Rua Fernando Mesquita, Parque de Estacionamento Casa do Território: Meta

Caminhada 6 km:

Partida: Av. Brasil, retorno, Av. Brasil, Rotunda Moutados (acesso variante), Av. Carlos Bacelar, Rotunda Bernardino Machado, Av. Narciso Ferreira, Rua São João de Deus, Rua Adriano Pinto Basto, Av. 25 de Abril, retorno, Av. 25 de Abril, Av. Narciso Ferreira, Av. Marechal Humberto Delgado, retorno, Av. Marechal Humberto Delgado, Rotunda Bernardino Machado, Av. Brasil, Rua Fernando Mesquita, Parque de Estacionamento Casa do Território: Meta

Famalicão: Congresso reúne especialistas em emergência hospitalar

A CESPU – Instituto Politécnico de Saúde do Norte, CHMA – Centro Hospitalar do Médio Ave e VMER do CHMA organizam, no dia 1 de outubro, no auditório da CESPU, o II Congresso Internacional Up To Date Emergência, para o qual estão convidados vários oradores.

Para a sessão de abertura, pelas 10 horas, foram convidados o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, o presidente do Conselho de Administração do CHMA, o presidente da CESPU e o coordenador da VMER do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Durante o dia estarão em análise diversos temas, como “A” – Via Aérea; um painel sobre as Multivítimas; ao início da tarde debate sobre o “Doente agitado em emergência”; “Ecografia em emergência: um novo paradigma na avaliação do doente agudo.

Pelas 16 horas está marcada uma mesa redonda sobre “Emergência, com risco, com responsabilidade. Risco na tomada de decisão – como evitar erros. A legalidade de comportamentos e atuações – como gerir conflitos em emergência? Será que sabes ler artigos?”. É moderadora Marta Marques, da Cidade Hoje. São palestrantes: Marta Ferreira, Pedro Miguel Silva, Isabel Araújo e Durval Ferreira.

A sessão de encerramento está prevista para as 17h30.

 

Famalicão: Município quer continuar a combater a discriminação

O Município de Famalicão apresentou esta terça-feira, dia 27 de setembro, o Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação, que aponta para a aplicação de três dezenas de medidas. A sessão, que decorreu na Casa das Artes, contou com representantes de escolas e instituições, juntas de freguesia, forças policiais e responsáveis municipais.

Esta sessão de apresentação do Plano foi acompanhada com tradução pela língua gestual. Aliás, o braile e a língua gestual são instrumentos de comunicação que o município de Famalicão quer tornar mais frequentes para combater a discriminação.

O Plano contém muitas outras medidas, desde campanhas de sensibilização, regulamentos, eliminação de barreiras físicas, ajudas técnicas para os cidadãos portadores de deficiência e prémios.

«Já vínhamos fazendo uma sensibilização para esta igualdade de oportunidades que tem que existir entre homens e mulheres. A única coisa a ser distinguida são as qualificações, tarefas e as funções e não o sexo ou a raça da pessoa», realça o presidente da Câmara, em declarações aos jornalistas no final da palestra de apresentação do Plano.

Além das medidas já referidas, o autarca famalicense defende o cumprimento da escolaridade obrigatória como um requisito importante para atingir a igualdade de oportunidades. «Vou estar atento a isso porque não quero que, por via da falta de escolaridade, as pessoas tenham menos oportunidades», referiu Mário Passos.

Ao nível da não discriminação, o edil quer também campanhas de sensibilização e medidas que ajudem a combater algum tipo de discriminação a nacionais ou estrangeiros. «O concelho tem que ser para todos», recordando que Famalicão conta já com cidadãos de 27 nacionalidades.

O presidente da Câmara considera que também na área da Igualdade e Não Discriminação o município de Famalicão é uma referência nacional. No entanto, apesar de reconhecer que muito já foi feito, reconhece que ainda há trabalho a fazer. «Não estamos satisfeitos porque não atingimos os 100%», por isso diz que é preciso continuar a trabalhar para melhorar. «Não entendo que avôs/avós, pais/mães, que temos filhos/filhas ou netos/netas, a quem damos a melhor educação que sabemos e podemos, e depois hajam outros que, porventura, os discriminem», frisa.

Portugal perde com Espanha em Braga e está afastado da Liga das Nações

A seleção portuguesa de futebol foi hoje afastada da ‘final four’ da Liga das Nações, ao perder por 1-0 com a Espanha, em encontro da sexta e última jornada do Grupo A2, no Estádio Municipal de Braga.

Um golo de Álvaro Morata, aos 88 minutos, selou o triunfo da ‘roja’, finalista vencida em 2021, que ganhou o agrupamento, com 11 pontos, contra 10 de Portugal e nove da Suíça, que venceu em casa a República Checa (2-1), regelada à Liga B, com quatro.

Portugal, vencedor em 2019, só precisava de empatar com a Espanha para selar um lugar na ‘final four’ da terceira edição da Liga das Nações, que se disputará de 14 a 18 de junho de 2023, com Espanha, Croácia, Itália e Países Baixos.

Famalicão: Homem detido por condução ilegal

A PSP deteve, esta segunda-feira, pelas 17H15, um homem, de 43 anos, que conduzia veículo automóvel sem carta de condução.

A detenção ocorreu na Rua da Estação, na cidade de Famalicão.

Luto: Faleceu o Professor famalicense Álvaro Vasconcelos

Faleceu, nesta segunda-feira, vítima de doença súbita, aos 83 anos, o Professor Álvaro Vasconcelos.

O docente, nos últimos anos, deu aulas da disciplina de história na Escola Secundária Camilo Castelo Branco. Foi professor e investigador com uma das carreiras mais longas em Vila Nova de Famalicão, tendo marcado várias gerações de famalicenses.

Não haverá cerimónia religiosa, no entanto, o corpo estará em câmara ardente esta quinta-feira das 9h às 14h na capela da antiga Matriz.

 

Famalicão celebra o Dia Mundial da Música

O Dia Mundial da Música é assinalado em Vila Nova de Famalicão, nos dias 1 e 2 de outubro, com três espetáculos, na Casa das Artes e no Teatro Narciso Ferreira (TNF).

As comemorações abrem no sábado, dia 1 de outubro, às 21h30, no grande auditório da Casa das Artes de Famalicão, com a miniópera Domitila, num ato, de João Guilherme Ripper (música e libreto), baseada nas cartas de D. Pedro I e da Marquesa de Santos.

Durante, cerca de uma hora, a soprano Sara Braga Simões, acompanha por Ricardo Alves (clarinete), Burak Ozkan (violoncelo) e Christina Margotto (piano), vai dar corpo à encenação concebida por Pedro Ribeiro. Produção Mestres Viajantes e coprodução Casa das Artes.

No mesmo dia 1 de outubro, às 21h30, no TNF, em Riba de Ave, é apresentado o Duo Arsis, um dueto de guitarras fundado em dezembro de 2016, composto por Nuno Jesus (Portalegre) e João Robim (Famalicão), que começou na Universidade de Évora. Do programa consta a interpretação de peças de T. Hamasyan, J. S. Bach, T. Quintas; C. Debussy, M. Castelnuovo-Tedesco e F. Chopin.

Entrada neste espetáculo é livre até à lotação da sala, com levantamento prévio de bilhete, na bilheteira do TNF, uma hora e meia antes do início do espetáculo.

No dia 2, domingo, às 11h30, as comemorações prosseguem na Casa das Artes com concertos para as Famílias 2022, no 5.º Ciclo de Concertos Promenade. O espetáculo incide sobre a temática: A Dança na Música Portuguesa, com a ARTEAM – Escola Profissional Artística do Alto Minho (Viana do Castelo).

Os Concertos para as Famílias 2022, adotam o formato dos Concertos Promenade, de maio a dezembro, aos domingos de manhã, em que a grande música, tocada pelas Orquestras das Escolas Profissionais, e explicada com interação multimédia, é usufruída por todas as idades num ambiente descontraído e de grande qualidade artística.