Não vá a banhos na noite de passagem de ano. O conselho é da Autoridade Marítima

Com o aproximar das festividades da noite de fim de ano, a AMN avançou com conselhos dirigidos a toda a população, nomeadamente não ir a banhos, “devendo igualmente evitar as zonas molhadas e as arribas”.

“Recomenda-se à população em geral que tenham os devidos cuidados na prática de passeios junto à costa e nas praias, bem como na prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima”, afirmou a entidade responsável pela coordenação das atividades da Marinha.

Neste sentido, é essencial que as pessoas “assumam uma postura preventiva não se expondo desnecessariamente ao risco”.

“Na noite de fim de ano lembre-se: Não é preciso entrar no mar para comemorar”, defendeu a AMN.

A última noite do ano vai ser assinalada pelo país com música e fogos de artifício, mas também com trânsito cortado, mau tempo nos Açores, onde o Presidente da República é esperado e temperaturas quentes na Madeira.

Em Lisboa, a entrada de 2020 vai ser feita na Praça do Comércio com concertos dos Xutos e Pontapés e dos Ornatos Violeta, mas o trânsito de acesso àquela zona vai estar cortado a partir das 17:00, e vão ser montados nove pontos de entrada com revista.

No Porto, os eventos “Concerto de Fim de Ano 2019 e Passagem de Ano 2019/2020” já decorrem desde o dia 20, altura em que se iniciaram condicionamentos de trânsito em várias ruas. A partir das 21:00 de hoje e até às 05:00 de 01 de janeiro, a circulação automóvel estará interdita em 24 ruas.

Também em Coimbra, Castelo Branco e Viseu haverá trânsito proibido em várias ruas e avenidas.

A Câmara de Coimbra decidiu manter aberto hoje à noite o parque de estacionamento subterrâneo do Convento São Francisco e permitir o estacionamento na Praça da Canção e na Ínsua dos Bentos.

Em Viseu, a autarquia vai assegurar transportes públicos fora de horas na cidade, período em que o trânsito será cortado em áreas como o Campo de Viriato, palco principal dos festejos da passagem de ano.

A ilha do Corvo, nos Açores, prepara-se para receber o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, mas as previsões de mau tempo – chuva e ventos fortes – poderão impedir a aterragem do chefe de Estado.

No outro extremo encontra-se a ilha da Madeira, onde são esperadas para hoje temperaturas de 23 graus de dia e de 18 graus à noite.

Greve dos trabalhadores da IP vai afetar circulação de comboios nos dias 1, 3 e 5 de agosto

A organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal (gestor da infraestrutura ferroviária) convocou uma greve para os dias 1, 3 e 5 de agosto e a Comboios de Portugal (CP) prevê «fortes perturbações» na circulação.

Em comunicado, a CP reporta que, «por motivo de greve convocada por organização sindical representativa dos trabalhadores da IP – Infraestruturas de Portugal preveem-se fortes perturbações na circulação de comboios, a nível nacional, em todos os serviços, nos dias 1, 3 e 5 de agosto de 2022».

Está prevista a realização de serviços mínimos nos dias da greve, sem prejuízo de poderem ser realizados comboios adicionais, cuja lista pode ser consultada em www.cp.pt

Associação Têxtil e Vestuário crítica falta de apoios à internacionalização

A direção da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal está preocupada com o que diz serem atrasos e incertezas no apoio à internacionalização para este setor do têxtil e vestuário.

Mário Jorge Machado, presidente da ATP, garante que a Associação tem procurado informações junto das entidades competentes e que não tem obtido as respostas que precisa.

«As manifestações de preocupação foram dirigidas ao mais alto nível, a diversas entidades e responsáveis políticos, desde a membros do Governo, ao COMPETE, à AICEP Portugal Global, à própria CIP, e, nalguns casos, manifestações reiteradas», acusa.

Mário Jorge Machado recorda que as «últimas calls do Portugal 2020 para a internacionalização das empresas ficaram muito aquém das necessidades, com cortes orçamentais que não eram de todo esperados. Sobretudo numa altura essencial em que deveríamos estar a ajudar as empresas a reverter os efeitos provocados, primeiro, por uma pandemia, a que somaram, recentemente, outros provenientes da guerra, com crise de preços na energia e matérias-primas, subida da inflação e recuo da procura», frisa.

Ainda que reconheça que as verbas do Portugal 2020 possam estar esgotadas, Mário Jorge Machado lembra que há um «Programa como o Portugal 2030 que devia estar ao serviço da economia desde 2021, e estamos no 3.º trimestre de 2022 e ainda ninguém consegue antecipar quando poderá estar operacional, com abertura de calls nestas e noutras áreas».

Famalicão: Ana Azevedo foi eleita a melhor jogadora do europeu de futsal

A famalicense Ana Azevedo foi considerada a melhor jogadora da fase final da segunda edição do Europeu de futsal, que decorreu em Gondomar, e que terminou com a vitória da Espanha, nas grandes penalidades (4-1).

A capitão da Seleção Nacional, de 35 anos, que apontou um golo no derradeiro jogo, não escondeu a tristeza por ter perdido a final.

Depois de uma igualdade a dois golos, no tempo regulamentar, a final seguiu para o prolongamento onde vingou, nova igualdade, a três golos. Nas grandes penalidades as espanholas não falharam e levam, pela segunda vez, o troféu.

Covid-19: Isolamento de doentes passa de sete para cinco dias

A ministra da Presidência anunciou, esta quinta-feira, que o período de isolamento por covid-19 vai passar de sete para cinco dias e que a situação de alerta devido à pandemia mantém-se até ao final do mês de julho.

Em conferência de imprensa, Mariana Vieira da Silva promete novidades para os próximos dias, garantindo que vão continuar a vigorar regras do uso de máscaras em determinadas situações, como transportes públicos. A exigência do certificado digital para entrar no país vai deixar de ser obrigatória, referiu a Ministra.

Em tempo de férias, PSP relembra o programa Estou Aqui Criança

Nesta altura de férias, a PSP relembra que está em curso programa Estou Aqui Criança que visa agilizar o trabalho de sinalização de uma criança desaparecida e promover o seu rápido retorno à família.

As pulseiras Estou Aqui destinam-se a crianças com idades compreendidas entre os 2 e os 10 anos e possuem um código alfanumérico, único, sem qualquer relação com dados pessoais. São válidas em todo o território nacional e podem ser solicitadas tanto para crianças residentes em Portugal como não residentes.

Caso a criança portadora da pulseira se perca, qualquer pessoa que a encontre somente necessita contactar a PSP por intermédio do número de emergência nacional (112) e comunicar onde se encontra e qual o código da pulseira que a criança tem consigo. A Polícia de Segurança Pública tratará de informar a família e assegurar de imediato o reencontro familiar.

Famalicão: Alunos de vinte e uma Eco-Escolas alertam para a preservação dos ecossistemas e da biodiversidade

Vinte e uma Eco-Escolas de Vila Nova de Famalicão aderiram ao desafio lançado pela autarquia para participar no projeto “O Mar Começa Aqui”, que pretende reforçar junto dos mais novos a necessidade de preservação dos ecossistemas e da biodiversidade em geral e da qualidade da água doce e salgada em particular.
Educar para uma cidadania ativa, incitando os jovens a passar a mensagem de que “tudo o que cai no chão, vai parar ao mar” é outro dos objetivos deste projeto que, ao mesmo tempo, estimula a criatividade, através do desenvolvimento de competências em áreas como a expressão plástica.
Associação Gerações, Escola Profissional CIOR, Centro Social de Calendário, Didáxis, Cooperativa de Ensino, EB Boca do Monte, EB Estalagem, EB Joane, EB Ruivães, EB 2,3 Júlio Brandão, EB Conde S. Cosme, EB Antas, EB S. Miguel-o-Anjo, EB 2,3 Dª Maria II, EB 2,3 Conde de Arnoso, EB Pedome, EB Delães, EB Bairro, EB Carreira, Engenho, EB Gondifelos e JI Seide S. Miguel foram as participantes neste projeto que teve o apoio das empresas Lima & Nunes e Ferrageira.