Portugal regista segundo pico mais alto de casos Covid-19 este ano

Portugal está a enfrentar um aumento significativo nos casos de Covid-19, com números que atingem o segundo pico mais elevado deste ano. Segundo a Direção-Geral da Saúde, foram reportados 228 novos casos na última terça-feira. Para encontrar um valor superior, é necessário recuar até 9 de janeiro, quando foram registadas 318 infeções.

Além do aumento nos casos, também houve um crescimento no número de óbitos. Na segunda-feira passada, foram contabilizadas nove mortes, igualando o máximo de óbitos por Covid-19 registado desde o início do ano.

Bernardo Gomes, vice-presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública (ANMSP), expressou à Renascença a sua incerteza quanto às causas deste aumento, sugerindo que a falta de imunidade duradoura e a possível evolução de novas estirpes possam estar a contribuir para a situação. “Não tenho dados suficientes para dizer o que está a acontecer, mas há princípios que podem ser estabelecidos”, afirmou.

Gomes destacou que a Covid-19 não segue um padrão sazonal tão definido quanto outros vírus respiratórios, o que pode explicar o aumento dos casos fora das épocas habituais. No entanto, ele enfatizou que não há razão para alarme, pois tais aumentos são expectáveis.

O especialista sublinhou a importância de medidas preventivas gerais, como evitar contacto com pessoas com sintomas respiratórios, uso de máscara, manter espaços bem ventilados e valorizar a vacinação, que ajuda a prevenir complicações graves da doença.

1 Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Famalicão: Aviso de alerta amarelo para esta quinta-feira devido às elevadas temperaturas

Esta quinta-feira, o concelho de Famalicão está em alerta amarelo, devido às elevadas temperaturas. Ainda assim, menos grave do que o dia desta quarta-feira.

De acordo com o Plano de Contingência para a Resposta Sazonal em Saúde-Verão 2024 é importante beber água ou sumos de fruta natural, mesmo quando não tem sede, evitando o consumo de bebidas alcoólicas; fazer refeições frias e leves, comendo mais vezes ao dia; utilizar roupa larga, que cubra a maior parte do corpo, e chapéu de abas largas e óculos de sol; manter-se em ambientes frescos, pelo menos 2 a 3 horas por dia; evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas; utilizar protetor solar com fator > 30 e renovar a sua aplicação de 2 em 2 horas; se trabalhar no exterior fazê-lo acompanhado, porque em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência; ter especial atenção com os doentes crónicos, crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida; no período de maior calor fechar as persianas ou portadas, e ao entardecer deixar que o ar circule pela casa; manter-se informado relativamente às condições climáticas para poder adotar os cuidados necessários.

Mantenha-se informado, hidratado e fresco.

Amanhã, Famalicão está em alerta vermelho devido ao calor

Esta quarta-feira, dia 24 de julho, o concelho de Famalicão está em alerta vermelho, devido às elevadas temperaturas. Informação transmitida pela Unidade de Saúde Pública.

Segundo as recomendações da Direção-Geral da Saúde é importante beber água ou sumos de fruta natural, mesmo quando não tem sede, evitando o consumo de bebidas alcoólicas; fazer refeições frias e leves, comendo mais vezes ao dia; utilizar roupa larga, que cubra a maior parte do corpo, e chapéu de abas largas e óculos de sol; manter-se em ambientes frescos, pelo menos 2 a 3 horas por dia; evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas; utilizar protetor solar com fator > 30 e renovar a sua aplicação de 2 em 2 horas; se trabalhar no exterior fazê-lo acompanhado, porque em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência; ter especial atenção com os doentes crónicos, crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida; no período de maior calor fechar as persianas ou portadas, e ao entardecer deixar que o ar circule pela casa; manter-se informado relativamente às condições climáticas para poder adotar os cuidados necessários.

Mantenha-se informado, hidratado e fresco.

 

Famalicão: Recolha de sangue a favor do Pedro

Esta quarta-feira, entre as 9 e as 12h30, decorre uma colheita de sangue, com inscrição para dadores de medula, a favor do Pedro, jovem aluno da Escola Júlio Brandão que sofre de leucemia.

A iniciativa decorre nas instalações da Júlio Brandão.

O Pedro, de 14 anos, está internado no IPO e precisa urgentemente de um dador de medula óssea. Para além disso, necessita de transfusões regulares de sangue para se manter estável enquanto aguarda por um dador compatível.

 

Famalicão: Colheita de Sangue em S. Cosme do Vale

A Associação de Dadores de Sangue de V. N. de Famalicão promove uma colheita de sangue, na sede dos Escuteiros de S. Cosme do Vale, no próximo domingo, dia 28 de julho.

Esta iniciativa, aberta à população em geral, tem o apoio do CNE n.º 364, do Grupo de Jovens e da paróquia.

A colheita de sangue será realizada entre as 9h00 e as 12h30 pelo Instituto Português do Sangue e do Transplantação.

 

Famalicão: Colheita de sangue em Gondifelos

A Associação de Dadores de Sangue de V. N. de Famalicão promove, nos próximos dias, duas colheitas, ambas entre as 9h00 e as 12h30 e abertas à população em geral.

A primeira, este domingo, decorre na sede Junta de Freguesia de Gondifelos, com o apoio do Moto Club de Gondifelos, da escola EB 1,2,3 e do C.N.E Nº 1387 e da autarquia local.

Depois, na quarta-feira, dia 24, a colheita acontece na EB 23 Júlio Brandão, em Famalicão.

As duas colheitas são realizadas pelo Instituto Português do Sangue e da Transplantação.

Famalicão: Colheitas de sangue em Gondifelos e na Júlio Brandão

Nos dias 21 e 24 de julho, a Associação de Dadores de Sangue de V. N. de Famalicão promove duas colheitas de sangue, ambas entre as 9h00 e as 12h30, abertas à população em geral.

A primeira, no dia 21, tem lugar na sede Junta de Freguesia de Gondifelos, com o apoio do Moto Club de Gondifelos, da Escola EB 1,2,3 e do C.N.E Nº 1387 e da autarquia local.

No dia 24, a colheita decorre na EB 23 Júlio Brandão, em Famalicão.

As duas colheitas são realizadas pelo Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST).