Relação de Guimarães condena juiz de Famalicão por violência doméstica

O Tribunal da Relação de Guimarães condenou nesta segunda-feira a um ano e meio de prisão, com pena suspensa, um juiz de Famalicão pelo crime de violência doméstica.

O arguido foi ainda condenado a pagar uma indemnização de 7500 euros à ex-companheira.

Em causa estão mensagens de telemóvel e e-mail que o arguido enviou à ex-companheira, inconformado com o facto de esta ter, em 2011, terminado o relacionamento de quatro anos.

Para o tribunal, o arguido revelou “desprezo e desconsideração” pela ex-companheira, com “provocações de cariz sexual, insultos e ameaças veladas”.

O tribunal deu ainda como provado que o juiz sabia que a ex-companheira estava “particularmente vulnerável” pela morte do pai e que as mensagens lhe provocaram “insegurança, intranquilidade e medo”. Considerou também que os factos “merecem um juízo de censura acrescido” pelo facto de o arguido ser juiz”.

Segundo o acórdão, o juiz agiu com dolo directo, com intenção, conseguida, de provocar medo e de humilhar.

Em favor do arguido, o tribunal ponderou a sua integração social e profissional, a “mediana” ilicitude dos factos, o período “curto” em que enviou mensagens e a ausência de antecedentes criminais à data dos factos.

Para o tribunal, ter-se-á tratado de um “acontecimento isolado” numa vida “conforme ao direito”.

Possível recurso

O advogado do juiz, João Ribeiro, disse aos jornalistas que não esperava “de todo” a condenação, admitindo avançar com recurso após análise “ponderada” do acórdão.

O advogado da ex-companheira do arguido, Pedro Mendes Ferreira, congratulou-se com a decisão, afirmando tratar-se de um “acórdão realista, que traduz o que efectivamente se passou.

Na fase de inquérito do processo, o Ministério Público (MP) tinha ditado o arquivamento, mas a queixosa pediu a abertura de instrução e conseguiu que o caso fosse a julgamento.

No despacho de pronúncia, o juiz de instrução considera que o arguido agiu num quadro de “clara inconformação” com o fim da relação com a ex-companheira, com quem viveu durante quatro anos em união de facto, embora com “pelo menos três ou quatro” separações pelo meio.

“O arguido agiu com o intuito conseguido de inquietar, perturbar, incomodar, humilhar, injuriar, ameaçar e provocar medo na assistente [ex-companheira], nomeadamente por ser juiz de direito”, refere o despacho.

O mesmo juiz já tinha sido também condenado, em Maio de 2017, pelo Tribunal da Relação de Guimarães a uma pena de multa por um crime de falsidade de testemunho, num processo que envolvia igualmente a ex-companheira. A multa foi de 400 dias de multa, à taxa diária de 20 euros, no total de 8000 euros.

Segundo o tribunal, o juiz terá prestado falsas declarações com o intuito de prejudicar a sua ex-companheira num processo de herança, vingando-se assim do facto de ela se ter separado dele.

Nesse processo, o juiz foi ainda condenado a pagar uma indemnização de 5000 euros à ex-companheira, por danos não patrimoniais.

Presidente da República assiste à final da Taça de Portugal Feminina

Marcelo Rebelo de Sousa está no Estádio Nacional para assistir à final da Taça de Portugal Feminina, que começa às 17h15, entre o Sporting e o Famalicão.

Caberá, assim, ao Presidente da República, entregar o troféu à equipa vencedora. Caso seja o Famalicão, que tem quatro anos no futebol feminino, será a primeira vez, enquanto que as sportinguista, com um maior historial na modalidade, lutam pelo terceiro troféu.

 

Famalicão: Procissão de velas a Nossa Senhora de Fátima na Carreira

Na noite deste sábado, depois da eucaristia das 20h30, a comunidade paroquial da Carreira promove uma procissão de velas em honra de Nossa Senhora de Fátima.
A procissão parte da rua da Igreja, prosseguindo pela nacional 204/5, seguindo, depois pelas ruas Aldeia Nova, Maravilhas e Outeiro; passa, ainda, pela travessa do Outeiro, ruas da Escola, da Aldeia, Tojeiras e Aldeia Nova, novamente EN 204/5 e, por fim, rua da Igreja.

Conheça o onze do FC Famalicão para a final da Taça de Portugal Feminina

Já há onze do FC Famalicão para a disputa da final da Taça de Portugal, partida que começa às 17h15, com relato na CIDADE HOJE, a partir do Estádio Nacional.

Para este momento histórico, o treinador Jorge Barcellos escalonou Aline Lima, Sara Monteiro, Laís Araújo, Dani, Regina Pereira (cap), Mariana Azevedo, Tipa, Vânia Duarte, Paty Llanos, Raquel Fernandes e Ana Capeta.

No banco estão Mariana Lima, Maria Miller, Carol, Babi, Mariana Campino, Érica Bispo e Telma Pereira.

O jogo terá a arbitragem a cargo de Ana Afonso, sendo assistentes Cátia Tavares e Cristina Costa, com o auxílio de vídeo-árbitro (Rui Oliveira).

O Sporting alinha com Bacic, Joana Marchão, Bruna Lourenço, Davidson, Brenda Perez, Fátima Pinto (cap), Andreia Jacinto, Diana Silva, Carolina Beckert, Vera Cid e Mariana Rosa.

Famalicão: Chefs de cozinha homenageados pelo Rotary Club

Os Chefs famalicenses Álvaro Costa, Lígia Santos e Renato Cunha foram homenageados pelo Rotary Club de Famalicão.

Esta homenagem profissional «a três distintos representantes da restauração e gastronomia do concelho», decorreu na noite de quinta-feira passada, em sessão que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal, Mário Passos.

O Rotary justifica esta homenagem pelo contributo que têm dado «na projeção do concelho na área do turismo. Todos eles alcançaram projeção local e nacional, desenvolvendo as suas atividades empresariais com elevado profissionalismo, com dedicação, com abnegação, norteados pelos princípios da ética profissional e pelo elevado espírito humanitário», destacou Francisco Freitas, presidente do Club famalicense.

Na cerimónia, que contou com a presença da comunidade rotária famalicense, familiares e amigos dos homenageados, para além de Mário Passos, marcaram ainda presença Ademar Carvalho, o presidente do Lions Club de Famalicão, José Lacerda, e o presidente da Escola Superior de Hotelaria e de Turismo, Flávio Ferreira.

 

 

Famalicão: Procissão a Nossa Senhora de Fátima em Seide S. Miguel

Na reta final do mês de Maria, a comunidade paroquial de S. Miguel de Seide realiza, na noite deste sábado, uma procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima
A procissão de velas sai depois da eucaristia das 20h30 e tem o seguinte percurso: Rua da Seara, Rua Raquel Castelo Branco, Rua da Tapada, Rua N. Sra de Fátima, Rua Joaquim José Sousa Guimarães, Av. de S. Miguel e Igreja.
Este é «mais um momento de devoção da nossa comunidade».

É por este troféu que o FC Famalicão joga e os famalicenses viajaram mais de 350km

O Futebol Clube Famalicão cumpre, este sábado, um dos momentos mais marcantes dos seus 90 anos de história. A equipa feminina, projeto iniciado em 2019, disputa a final da Taça de Portugal, tendo como adversária o Sporting, um dos emblemas maiores da modalidade em Portugal.

Apoio não faltará à equipa. Rumo a Oeiras, onde está o Estádio Nacional, 17 autocarros transportaram mais de 1000 adeptos, sendo que outros viajaram em carros particulares.

A alegria famalicense já se faz sentir nas imediações do Jamor, todos a sonhar que no regresso venha algo mais com eles: a Taça de Portugal.

CIDADE HOJE está, desde a primeira hora, a acompanhar este momento histórico do FC Famalicão. Siga-nos nas várias plataformas e saiba o que está a acontecer antes, durante e depois do jogo que começa às 17h15.