Salazar Coimbra afirma que a mulher e a filha são voluntárias no Hospital Narciso Ferreira

Em comunicado enviado à Agência Lusa, o administrador do Hospital Narciso Ferreira, em Riba de Ave, afirmou que a mulher e a filha foram vacinadas porque são voluntárias no combate à pandemia de covid-19.

«Não existe, assim, qualquer fraude no processo de vacinação. Aliás, sempre se diga que outros familiares de outros trabalhadores que colaboram com a instituição foram igualmente vacinados», adianta no comunicado.

Salazar Coimbra acrescenta que ele próprio foi vacinado porque é diretor clínico do hospital, propriedade da Santa Casa da Misericórdia local.

No comunicado, o médico esclarece que a mulher se ofereceu para participar no auxílio a doentes covid-19 que se encontram no Hospital Narciso Ferreira. «Iniciará esta colaboração logo que a vacina produza o efeito», anuncia.

Realça que o processo gozou de total transparência, razão pela qual, afirma, o nome da mulher foi incluído na lista enviada à ARS – Norte. Quanto ao facto de lhe ser atribuída a profissão de médica, Salazar Coimbra admite o erro, mas que atribui a um lapso dos serviços administrativos, motivado por desconhecimento.

Em relação à filha, Salazar Coimbra refere que foi vacinada porque é médica e que também se disponibilizou «de forma altruísta» para integrar a unidade de doentes covid-19 «em virtude da extrema necessidade de profissionais capazes de permitir uma resposta urgente ao elevado número de doentes na unidade». Esta segunda-feira, o Hospital tinha 72 internados.

Ainda na nota à Agência Lusa, o responsável adianta que o hospital «tinha e tem necessidade de profissionais que cubram todas as carências no atual cenário pandémico, motivo pelo qual aceitou a disponibilidade da profissional em causa, integrando-a no quadro de médicos para a unidade covid-19 na linha da frente».

Na lista dos vacinados a meados de janeiro constavam também outros trabalhadores que não clínicos, como um motorista e o porteiro. Salazar Coimbra refere que estão incluídos na lista de trabalhadores das alas de tratamento covid e «encontrando-se nas prioridades indicadas pelo Ministério da Saúde».

O administrador acrescenta ainda que todos os enfermeiros da ala covid, urgência, gastroenterologia, anestesia, pneumologia, otorrino e bloco operatório foram vacinados. E que «apenas os enfermeiros que prestam serviço nos cuidados continuados não foram vacinados logo de imediato, em resultado de um surto de que foram alvo. Na semana passada foram também estes todos vacinados. Em suma, estão todos os enfermeiros vacinados», garante.

ARS Norte mandou investigar

Contactada pela Lusa, a Administração Regional de Saúde do Norte adiantou que o Grupo de Trabalho para a vacinação covid-19 incumbiu a Inspeção-Geral de Atividades em Saúde (IGAS) de averiguar todo o processo de vacinação e a forma como está a decorrer, «no sentido de apurar da existência, ou não, de eventuais inconformidades».

«Pela informação de que dispomos, esse trabalho já está a decorrer, motivo pelo qual, até à conclusão do mesmo, não nos vamos pronunciar», disse ainda a ARS Norte.

 

 

Famalicão: Jovem morre atropelada no centro da cidade

Uma jovem morreu, na madrugada deste sexta-feira, depois de ter sido atropelada por uma viatura, em plena Avenida Marechal Humberto Delgado, no centro de Vila Nova de Famalicão.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, a vítima, com idade entre os 25 e os 30 anos, estaria a atravessar a via quando se deu o acidente.

Para o socorro, aos primeiros minutos desta sexta-feira, foram acionados os Bombeiros Voluntários de Famalicão, acompanhados pela VMER do Centro Hospitalar do Médio Ave.

O óbito foi declarado no local.

Famalicão: Homem morre subitamente enquanto trabalhava nas obras junto ao tribunal em Gavião

Um homem com cerca de 50 anos morreu, na tarde desta quinta-feira, de forma súbita, enquanto trabalhava nas obras que decorrem nos terrenos ao lado do tribunal de Famalicão.

Ao que a Cidade Hoje conseguiu apurar, o trabalhador sentiu-se indisposto e teve convulsões. Após a chegada dos meios de socorro entrou em paragem cardiorrespiratória e o óbito veio a ser declarado momentos mais tarde.

Para o local foram acionados os Bombeiros Voluntários Famalicenses, acompanhados pela VMER da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

O corpo foi transportado para a morgue do hospital local.

Famalicão recebeu hoje a décima bandeira de autarquia amiga das famílias

O Município de Vila Nova de Famalicão recebeu, na tarde desta quinta-feira, em Coimbra, a distinção, pela décima vez consecutiva de autarquia ‘Mais Familiarmente Responsáveis’. Esta foi a décima primeira vez que a distinção foi atribuída pelo Observatório dos Municípios Familiarmente Responsáveis à autarquia famalicense.

Recorde-se que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social. Tem como principais objetivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

A entrega da bandeira de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável 2022’ decorreu no Auditório da Fundação para os Estudos e Formação nas Autarquias Locais (FEFAL), em Coimbra. O Município famalicense esteve representado na cerimónia por Sofia Fernandes, vereadora da Família, Igualdade, Interculturalidade e Integração.

O número de municípios distinguidos com as bandeiras verdes de “Autarquia Familiarmente Responsável”, por práticas efetivas de apoio às famílias, aumentou para 95, registando-se algumas estreias na 14.ª edição, através da qual os municípios que investem na construção de uma política integrada de apoio à família com dados reportados a 2021 são reconhecidos.

Famalicão: FAC recebe o Tomar e Riba d´Ave joga em Barcelos

O campeonato nacional da 1.ª divisão de hóquei em patins prossegue este fim de semana, com a jornada 15.

O FAC recebe, este sábado, o SC Tomar, às 18 horas, no Pavilhão Municipal. O conjunto orientado por Jorge Ferreira soma 14 pontos e ocupa o oitavo lugar, logo atrás do seu adversário que tem, no entanto, 20 pontos.

O Riba d´Ave/Sifamir joga no domingo, às 16 horas, no Pavilhão Municipal de Barcelos, tendo como adversário o Óquei Clube local, um dos candidatos ao título nacional, que ocupa o quarto lugar, com 32 pontos. Já a equipa de Raul Meca é nona, com 13 pontos.

Recorde-se que na jornada anterior, a primeira da segunda volta, as duas equipas encontraram-se em Riba d´Ave e o jogo terminou com uma igualdade a dois golos.

Foto: Riba d´Ave/Sifamir

Famalicão: Didáxis começa segunda fase do campeonato de andebol a 4 de fevereiro

A equipa sénior feminina da AA Didáxis inicia a segunda fase da 2.ª divisão nacional de andebol no dia 4 de fevereiro, em casa do Académico de Viseu.

Segunda classificada da fase regular do campeonato, a equipa da Didáxis vai agora discutir o acesso à fase final tendo como adversários, para além do Académico de Viseu, o Xico Andebol, EA Beira Douro, Santa Joana, Almeida Garrett

Protótipo de casaco inovador para bombeiros testado na Escola Nacional de Bombeiros

O consórcio de investigação do DIF-Jacket reuniu-se nas instalações da Escola Nacional de Bombeiros, em S. João da Madeira, para os ensaios ergonómicos e de fogo, utilizando protótipos do projeto, um futuro equipamento de proteção individual (EPI) para bombeiros. Os ensaios visaram recolher informações dos profissionais sobre os modelos testados em termos de conforto, analisar eventuais otimizações e avaliar a performance.

O CeNTI, o CITEVE – Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário e o Centro de Estudos de Fenómenos de Transporte da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto trabalham no projeto DIF-Jacket desde 2020. O objetivo é desenvolver um casaco para bombeiro, com caráter inovador, cujo principal objetivo é a segurança em diversos cenários de combate a incêndios, ou seja, pretende melhorar significativamente a capacidade de prever como um determinado equipamento protege o bombeiro num determinado cenário.

A otimização do vestuário tem em conta três variáveis: bombeiro + vestuário de proteção + ambiente de incêndio.