Trofa: Obras do Mercadona obrigam a corte parcial da N14 a partir do dia 6 e durante dois meses

Devido às obras de construção do Mercadona da Trofa, a Câmara Municipal informa que estão previstas algumas alterações na normal circulação do trânsito naquela cidade.

Pelo período de dois meses, e com início a 6 de janeiro de 2020, a Rua António Sousa Reis vai ter o trânsito cortado, estando os desvios devidamente assinalados no local.

Em paralelo, informa a autarquia trofense, a Rua D. Pedro V vai estar parcialmente cortada, com trânsito alternado com recurso a sinalização luminosa e policiamento por parte da GNR.

Mais informa que “esta fase das obras decorrerá sempre durante o período noturno”.

Zé Amaro, Augusto Canário e Banda Myllenium animam Expotrofa

Dois anos depois da última edição, a EXPOTROFA está de regresso com cinco dias de muitas atividades e com as habituais tasquinhas. Augusto Canário anima a noite desta quarta-feira, a partir das 21h30; na quinta-feira, o palco será para a Banda Myllenium e, no sábado, Zé Amaro dá concerto.

Com entrada gratuita, a Alameda da Estação recebe a EXPOTROFA que se assume como uma das maiores exposições da região Norte. O evento dá a conhecer as empresas da região, os artesãos locais e as associações do concelho. Tal como em edições anteriores, a oferta gastronómica está assegurada com as tasquinhas que mobilizam muitos trofenses e visitantes.

A edição deste ano encerra, no domingo, com um desfile de Moda, com a participação do comércio local na área do vestuário e acessórios, aberto a todos os estabelecimentos comerciais do concelho.

«Ao longo dos últimos 3 meses temos sentido a mobilização do nosso tecido associativo nas suas mais diversas atividades e muitos falam do regresso da EXPOTROFA. Sentimos que será um grande certame e mobilizará centenas de pessoas à Alameda da Estação. Da nossa parte tudo faremos para acolher e proporcionar momentos de convívio e lazer a todo os que nos visitarão», salienta Sérgio Humberto, presidente da Câmara Municipal da Trofa.

PROGRAMA

6 JULHO|QUARTA-FEIRA

19h00: Abertura Oficial; 19h15: Head Phone – Academia de Música da Trofa; 21h00: Escola Passos de Dança; 21h30: Augusto Canário

7 JULHO|QUINTA-FEIRA

20h00: A Rapaziada; 21h00: MTV4 Dance – Academia de Dança; 21h30: Banda MYLLENIUM

8 JULHO|SEXTA-FEIRS

20h00: Sons e Cantares do Ave; 21h00: Alva – Escola de Artes de Palco; 22h00: Orquestra Urbana da Trofa apresenta Variações com Paulo Praça

9 JULHO|SÁBADO

15h00: Rufos do Castro; 16h00: Charanga da Orquestra Ritmos Ligeiros; 17h00: Curinga; 20h00: Curinga; 21h00: Marcha da Trofa – Coreto D’Alameda; 22h00: Zé Amaro

10 JULHO|DOMINGO

15h00: Banda às Riscas; 17h00: Dupla Cantares ao Desafio: Domingos Soalheira e Liliana Oliveira, João Oliveira na Concertina; 19h00: Sons e Cantares D’Outrora; 21h00: Noite de Moda

HORÁRIOS: Quarta e quinta-feira, das 19 às 24 horas; sexta-feira, das 19 às 01 horas; sábado: 10 às 01 horas; domingo, 10 às 24 horas.

 

 

Covid-19: Isolamento de doentes passa de sete para cinco dias

A ministra da Presidência anunciou, esta quinta-feira, que o período de isolamento por covid-19 vai passar de sete para cinco dias e que a situação de alerta devido à pandemia mantém-se até ao final do mês de julho.

Em conferência de imprensa, Mariana Vieira da Silva promete novidades para os próximos dias, garantindo que vão continuar a vigorar regras do uso de máscaras em determinadas situações, como transportes públicos. A exigência do certificado digital para entrar no país vai deixar de ser obrigatória, referiu a Ministra.

Câmara da Trofa organiza visita guiada ao património religioso do Coronado

O Município da Trofa organizada, a 3 de julho, entre as 9 e as 12h30, mais uma visita ao Património Religioso do Coronado, sob a orientação do especialista em história da arte, José Manuel Tedim, filho, neto e sobrinho de Santeiros.

Os interessados devem inscrever-se até esta quinta-feira, pelo e-mail: patrimoniocultural@mun-trofa.pt ou pelo telefone 252 409 290.

Esta caminhada começa no Largo do Divino Espírito Santo e terá um percurso de cerca de 3,6km com passagens pela Igreja de São Mamede do Coronado, seguido de visita à Capela de Santa Eulália, passando pela Igreja de São Romão do Coronado e terminando na Capela do Divino Espírito Santo.

A Freguesia de São Mamede do Coronado e a história do território trofense é marcada por oficinas de produção de arte sacra onde os santeiros esculpem e pintam imagens religiosas. Esta visita pretende divulgar o património cultural, material e imaterial, associado ao saber-fazer dos Santeiros do Vale do Coronado, dando ao conhecer os artistas, técnicas e histórias de vida associadas ao ofício, projetado internacionalmente por José Ferreira Thedim, autor da imagem de Nossa Senhora de Fátima da Capelinha das Aparições, do Santuário de Fátima, criada em 1920.

De recordar que esta arte sacra foi reconhecida como uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular Portuguesa e está em curso o processo para iniciar o dossier de candidatura deste ofício a Património Imaterial da Humanidade.

 

 

Em tempo de férias, PSP relembra o programa Estou Aqui Criança

Nesta altura de férias, a PSP relembra que está em curso programa Estou Aqui Criança que visa agilizar o trabalho de sinalização de uma criança desaparecida e promover o seu rápido retorno à família.

As pulseiras Estou Aqui destinam-se a crianças com idades compreendidas entre os 2 e os 10 anos e possuem um código alfanumérico, único, sem qualquer relação com dados pessoais. São válidas em todo o território nacional e podem ser solicitadas tanto para crianças residentes em Portugal como não residentes.

Caso a criança portadora da pulseira se perca, qualquer pessoa que a encontre somente necessita contactar a PSP por intermédio do número de emergência nacional (112) e comunicar onde se encontra e qual o código da pulseira que a criança tem consigo. A Polícia de Segurança Pública tratará de informar a família e assegurar de imediato o reencontro familiar.

Câmara da Trofa leva 400 seniores à praia

Durante o mês de julho, decorrem as Colónias Balneares Seniores, uma iniciativa da Câmara Municipal da Trofa que levará cerca de 400 idosos até à Praia do Leixão, na Póvoa do Varzim.

Esta iniciativa, que decorre na 1ª quinzena, de 4 a 15, e na 2ª quinzena, de 18 a 29 de julho, é uma das atividades mais aguardadas pela comunidade sénior trofense, depois de dois anos de interregno devido à pandemia.

Para além da ida à praia, os participantes terão a oportunidade de tirar proveito dos benefícios do sol, praticar atividade física e dança, jogos lúdicos como o boccia na areia e jogos de mesa, descansar e conviver, aspetos que contribuem para a saúde e bem-estar, sendo fundamentais para um envelhecimento ativo.

Novidade na edição deste ano serão as campanhas de sensibilização de nutrição, hábitos saudáveis alimentares, cuidados a ter com a pele e propostas de atividade física em casa.

Para o presidente da Câmara Municipal, Sérgio Humberto, esta é uma iniciativa muito importante para os munícipes trofenses. «Todos os anos levamos centenas de idosos à praia e após este período de pandemia, em que muito deles não puderam sair, ao regressar a estes momentos de convívio, estamos a contribuir para um envelhecimento ativo dos nossos Trofenses», realça o autarca.

 

 

Famalicão: PS «muito preocupado» com as obras do centro urbano

O vereador da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e líder da Concelhia do PS visitou, este sábado, as obras de reabilitação urbana do centro da cidade e diz estar «muito preocupado» com o que viu e com os adiamentos para a conclusão das obras. «Garantiram que iria demorar um ano e vai demorar dois. É inadmissível», acusa Eduardo Oliveira.

O líder socialista visitou os comerciantes da Praça de D. Maria II e da Praça Mouzinho de Albuquerque e diz, em comunicado, que ouviu muitas críticas «pela morosidade das obras, pelas soluções arquitetónicas e pelas falhas no planeamento das obras e no projeto», apontando, por exemplo, a falta de estacionamento subterrâneo, «como o PS sempre defendeu».

O vereador Paulo Folhadela, o líder do grupo do PS na Assembleia Municipal, Jorge Costa, assim como membros das assembleias de freguesia de Famalicão e Calendário e de Antas e Abade de Vermoim, entre outros, acompanharam Eduardo Oliveira nesta visita.

As críticas socialistas vão, ainda, da «qualidade das pedras utilizadas no piso», ao «abate de árvores» e em sua substituição «plantaram arbustos”, elucidou Eduardo Oliveira, lamentando também «os enormes prejuízos dos comerciantes pelo mau planeamento das obras» que darão a Famalicão, do seu ponto de vista, «uma cidade sem identidade e menos acolhedora».

A par de tudo isto, o socialista relembra «duas derrapagens orçamentais, no valor de 880.415,21 euros e 396.182,52 euros, respetivamente. Com impostos, as obras deverão custar um total de 9,5 milhões de euros, havendo a acrescentar mobiliário urbano e outros equipamentos», quando foi adjudicada por cerca de 8 milhões de euros.