Veja o Golo: Benfica marca, Famalicão vai para intervalo a perder (1 – 0)

Tomás Tavares lança Chiquinho, este cruza tenso para o segundo poste onde aparece Vinícius a encostar.

FC Famalicão vence nos quartos de final da Taça da Liga

A equipa feminina do FC Famalicão venceu, na tarde deste domingo, o Lank Vilaverdense, por 3-1.

Na Academia e no primeiro jogo dos quartos de final da Taça da Liga, o Famalicão foi claramente superior em todos os momentos do jogo e só deve a si um resultado bem mais folgado.

Os três golos famalicenses foram apontados na primeira parte, por Laís Araújo, Pati e Alidou, em resultado de uma boa exibição.
O Lank Vilaverdense esboçou, nos primeiros minutos da segunda parte, uma reação e fez um golo.

Até final, a equipa treinada por Miguel Afonso desperdiçou mais algumas oportunidades para dilatar o marcador.

Famalicão: Nova direção do 1⁰ de Maio anuncia obras

Tomaram posse, na noite desta sexta-feira, os novos órgãos sociais do 1⁰ de Maio, popular coletividade da Requião.

Domingos Lopes, sócio número 2 da associação, é o presidente da direção. Durante os dois anos de mandato dá prioridade à reabilitação dos balneários e espaço social. A primeira fase será mesmo os balneários, já este ano, havendo a garantia do apoio da Câmara Municipal, no valor de 45 mil euros.

Outro dos projetos é a reativação do atletismo. A associação foi responsável, durante muitos anos, pela realização de uma das S. Silvestres mais conceituadas e antigas do país, e Domingos Lopes quer recuperar a modalidade. Ainda no desporto, o futsal é para continuar e incrementar.

Na Assembleia Geral preside José Lopes e o Conselho Fiscal está a cargo de António Miranda.

 

Famalicão: Corrida e Caminhada na Devesa condiciona trânsito

A realização da Corrida e Caminhada BeActive Night, que decorre este sábado, no Parque da Devesa, determina alguns constrangimento na circulação do trânsito.

O trânsito estará condicionado na Rua Fernando Mesquita e na Alameda Caminhos de Santiago, entre as 20h30 e as 22h30 deste sábado.

Recorde-se que Parque da Devesa é palco, durante o dia de sábado da grande festa do Desporto, da Família e da Solidariedade. Chama-se “BeAtive em Família”, uma iniciativa promovida pela autarquia no âmbito da Semana Europeia do Desporto. O dia termina com uma corrida e caminhada noturna: o «BeActive Night». A prova, promovida pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, abrange uma distância de 5 quilómetros. A partida para a corrida ou caminhada está marcada para as 21h00, no Parque da Devesa, junto ao parque de estacionamento do CITEVE.

Conheça os adversários do FC Famalicão na Taça da Liga

Realizou-se, ao final da manhã desta sexta-feira, o sorteio da Taça da Liga. O FC Famalicão, no grupo H, tem como adversários o Estoril, Tondela, Académico de Viseu e Torreense.

O FC Famalicão está isento da primeira jornada, estreando-se na competição na ronda seguinte, em casa, diante do Académico de Viseu. Na terceira jornada, joga em casa do Torreense; na quarta, recebe o Tondela e, por último, fecha no Estoril Praia.

Os clubes estão distribuídos por oito grupos, avançando os vencedores para os quartos-de-final da competição. Nesta fase, o vencedor do grupo do Famalicão irá defrontar o primeiro do grupo E, onde estão o Vitória SC, Boavista, B SAD e Vilafranquense.

A primeira fase da Taça da Liga decorre entre 18 de novembro e 17 de dezembro, seguindo-se os quartos de final, a uma mão, entre 20 e 23 de dezembro, e a final four, em Leiria, de 24 a 28 de janeiro do próximo ano.

FC Famalicão isento da primeira eliminatória da Taça de Portugal de futsal

Realizou-se, esta quinta-feira, no auditório 2 da Cidade do Futebol, o sorteio da primeira eliminatória da Taça de Portugal Placard, em futsal. Com 53 clubes, o sorteio começou por definir as primeiras 23 equipas isentas, de entre as quais está o SC Cabeçudense/FC Famalicão.

A eliminatória está dividida em duas séries, sendo que na Norte, o São Mateus vai receber o Águias Vimioso.

Recorde-se que as duas equipas famalicenses competem no campeonato nacional da 3.ª divisão, cuja primeira jornada disputa-se este fim de semana.

Famalicão: João Pedro Sousa aceitou o convite em três minutos

Tal como CIDADE HOJE avançou, em primeira mão, João Pedro Sousa está de regresso ao FC Famalicão e o contrato é válido por época e meia. Depois do sucesso em 2019/2020, com o sexto lugar na primeira liga, o treinador saiu em janeiro de 2021, e volta a uma casa que bem conhece, depois de passagens pelo Boavista e Al Raed, da Arábia Saudita.

Na conferência de imprensa de apresentação, ao final da manhã desta quinta-feira, foi um sorridente João Pedro Sousa que se apresentou aos jornalistas. Logo defendeu que «não gosta de vender sonhos», reconheceu que o momento da equipa «é difícil», mas, doravante, «vamos jogar para ganhar»

Logo que Miguel Ribeiro lhe ligou a resposta não demorou mais de 3 minutos, garante, porque «sempre me identifiquei com o clube, com as pessoas que aqui trabalham, com o projeto e com a cidade» E, assim, reconheceu, «continuam reunidas as condições para aqui trabalhar», num regresso que lhe revelou «mais competência e mais ambição para fazer crescer o clube».

Aos votos de «bem-vindo», do presidente da SAD, João Pedro Sousa logo lançou um olhar sobre o plantel «que conheço bem e estou identificado com o seu valor». Voltar a ser «feliz» em Famalicão, motivar e trabalhar os jogadores «para jogarem com alegria» e inverter o ciclo negativo já no próximo jogo (em casa, com o Boavista), são as primeiras premissas. E tudo isto para «dar alegrias aos nossos adeptos».

«É preciso trabalhar muito, porque estamos numa situação muito complicada», avisou. Trabalho que não enjeita «porque estamos num clube e numa cidade de muita coragem».

Doravante, há, então, «que lutar, trabalhar e correr para vencer» para, o mais cedo possível, «entrar numa velocidade de cruzeiro e em zonas classificativas que nos deem alguma tranquilidade».

Mas as primeiras palavras de João Pedro Sousa foram de reconhecimento para o seu antecessor Rui Pedro Silva. Foi também pelo reconhecimento ao ex-treinador que Miguel Ribeiro começou. Depois do desenlace, o dirigente assume que o clube tinha várias opções em carteira, mas a escolha «recaiu em João Pedro Sousa, porque conhece esta casa e pela qualidade do seu trabalho», através do qual «vamos conseguir os nossos objetivos». E o que pediu a João Pedro Sousa? «O que pedimos ao João foi um jogo, um jogo capaz de nos levar a um bom patamar, enquadrando os nossos jogadores e para fazer crescer o Famalicão colocando-o no patamar onde pretendemos».

João Pedro Sousa tem como adjuntos Carlos Pacheco, Manuel Santos, Paulo Silva, Vítor Alcino e Ricardo Silva.