Violência doméstica está aumentar em Portugal

As forças de segurança receberam 20.334 participações de violência doméstica até agosto, um aumento de 1,6% face ao mesmo período de 2019, antes da pandemia de covid-19, revelou hoje o ministro da Administração Interna.

Numa audição pedida pelo PSD sobre violência doméstica, José Luís Carneiro deu conta que, até agosto, foram registadas 20.334 participações, das quais 63% correspondiam a violência física e mais de 80% a violência psicológica, em contraste com as 20.021 queixas no período homólogo de 2019.

“Um ligeiro aumento de 1,6%, ou seja, mais 313 participações”, disse, sublinhando que “a participação dos crimes de violência doméstica tem vindo a aumentar, na medida em que há já uma maior perceção e sensibilização para a gravidade deste crime”.

O governante sublinhou que, para se combater este crime, é preciso “conhecer as cifras negras, ou seja, conhecer a criminalidade que é desconhecida porque não é denunciada”.

José Luís Carneiro anunciou que o Ministério da Administração Interna vai avançar em 2023 com um inquérito à vitimização da violência doméstica, para que se tenha “melhores indicadores que permitam atuar mais eficazmente sobre este fenómeno”.

José Luís Carneiro disse também que os ministérios da Administração Interna, da Justiça, dos Assuntos Parlamentares e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, bem como a Procuradoria-Geral da República e o Conselho Superior de Magistratura estão a concluir os trabalhos relativos à base de dados da violência doméstica.

Segundo o governante, foi ministrada formação a mais de oito mil efetivos das forças de segurança na área da violência contra as mulheres e violência doméstica.

O ministro disse ainda que existem atualmente “completamente operacionais” 490 salas de atendimento à vítima, das quais 329 em postos territoriais da GNR e 161 em esquadras da PSP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

ASAE apreende 35.295 euros em operação de combate ao jogo ilícito

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu 32.295 euros e instaurou dois processos-crime por exploração de jogos não autorizados, no âmbito de duas operações realizadas no concelho de Murtosa e Vale da Cambra.

“A ASAE realizou, através da Unidade Regional do Centro, duas operações de fiscalização no âmbito do combate ao jogo ilícito, direcionadas a dois estabelecimentos de bebidas localizados no concelho de Murtosa e Vale da Cambra”, indicou, em comunicado.

Nestas operações, foram instaurados dois processos-crime por exploração de jogos sem autorização e apreendidas nove máquinas de jogos, equipamento informáticos e dinheiro.

O valor total das apreensões nos dois estabelecimentos ascendeu a 35.295 euros.

Num dos locais, a ASAE desmantelou ainda um casino ilegal, no qual foram detetadas máquinas de jogo, nomeadamente, “em cima do balcão de clientes, no acesso às casas de banho e em sala localizada junto ao armazém”.

A ASAE garantiu que vai continuar a desenvolver, em todo o território, operações contra “o flagelo do jogo ilícito e seus crimes conexos […], tentando minorar os problemas sociais daí decorrentes”.

Exército paga funeral da militar que morreu arrastada pelo mar na Póvoa de Varzim

Realiza-se este fim de semana o funeral da jovem militar que faleceu, na Póvoa de Varzim, arrastada por uma onda, enquanto tentava ajudar duas colegas que se encontravam em apuros, na madrugada do passado dia 25 de novembro.

Sabe-se agora que o exército vai assumir todos os custos das cerimónias fúnebres.

O funeral, no Cemitério da Amadora, vai contar com honras militares.

Poupanças: Portugal é o quinto país da União Europeia onde as famílias menos poupam

A população portuguesa é das que menos poupa na União Europeia. Esta é a conclusão dos dados divulgados pela Eurostat, onde dão conta que em 2021 as famílias portuguesas apenas conseguiram poupar 9,8% dos seus rendimentos.

Dentro da União Europeia a Irlanda é o país onde as famílias mais conseguem poupar (cerca de 24% dos seus rendimentos).

Hoje há um grande simulacro em Famalicão

Os Bombeiros Voluntários Famalicenses realizam, este sábado, um simulacro de grande escala no centro de Vila Nova de Famalicão.

O exercício vai desenrolar-se a partir das 15h00, no Edifício a Câmara Municipal de Famalicão.

Este simulacro está inserido nas comemorações dos 95 anos dos “guitas”.

Famalicão perde com o Torreense para a Taça da Liga ( 1 – 0 )

O Futebol Clube de Famalicão sofreu a primeira derrota na Taça de Liga, em casa do Torreense, na noite desta sexta-feira.

O único golo do encontro surgiu nos primeiros minutos da segunda parte, por intermédio de João Vieira.

O próximo desafio do Futebol Clube de Famalicão, que se encontra no Grupo H desta competição, está marcado para sexta-feira, dia 9 de dezembro, às 20h45, diante do C.D.Tondela.

Famalicão: Morreu homem de 42 anos envolvido em acidente na freguesia de Oliveira S.Mateus

Não resistiu aos ferimentos e morreu, ao final da tarde desta sexta-feira, o homem envolvido num despiste automóvel, na freguesia de Oliveira S.Mateus, Famalicão.

O acidente aconteceu cerca das 18h00, em plena EN310.

A vítima, de 42 anos, foi socorrida pelos Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave, apoiados pela VMER.